sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

A arrecadação gaúcha do ICMS continua registrando crescimento real, apesar da recessão.

O editor apurou que em novembro o governo estadual arrecadou R$ 2,6 bilhões, crescimento nominal de 8,7% e real (IPCA) de 1,6% sobre o mesmo mês do ano anterior. No acumulado do ano, o crescimento é ainda maior:R$ 27,5 bilhões, o que representa avanço nominal de 11,3% no ano e 2,1% real.

A elevação da alíquota do ICMS para itens mais representativos, significou ganhos na receita, ao contrário do que previam economistas, políticos e empresários, mas também a melhoria no desempenho do pessoal e das ferramentas usadas pela secretaria da Fazenda, colaboram para a melhoria.

4 comentários:

Anônimo disse...

Poderia acrescentar junto a esse texto o crescimento da despesa da folha do estado.

Anônimo disse...

Se a arrecadação aumentou, como não tem dinheiro para pagar o funcionalismo? Alguma coisa está mal contada. Tá mais do que na hora de abrir a caixa preta do governo: arrecadação, pagamentos e isenções.

Unknown disse...

E a despesa???

Anônimo disse...


Então o Deputado tem razão, o Polenta está se fazendo de sem-dinheiro só para não pagar as contas. E o contribuinte morrendo nas mãos da bandidagem, tudo porque o governo quer impressionar a população, para que esta apoie o seu pacote de maldades contra a estrutura do estado e do funcionalismo.
Enquanto isto o riquíssimo empresario dono de varias empresas, plantador de soja, criador de gado de raça e cavalos crioulos, que por acaso é vice-governador e presidente estadual do partido do Jardel, viaja pelo interior para fazer propaganda do pacote e buscar apoio do alto empresariado, classe que representa junto ao governo.