Nazur Garcia cita referência do delator Claudio Melo sobre propinas pagas para Marco Maia

O ex-assessor de imprensa de Marco Maia na Câmara, Nazur Garcia, mandou nota ao editor para explicar as citações que o delator Claudio Melo Filho, Odebrecht,fez em relação a ele.

Eis como ele esclareceu a nota publicada neste blog:

Nunca recebi qualquer "dinheiro da Odebrecht" conforme publicado em sua coluna, muito menos em nome do deputado Marco Maia. Sou funcionário da Trensurb desde 1985 e exerci o cargo de superintendente de Desenvolvimento e Expansão na área em que mais atuei naquela empresa, sendo um dos empregados mais antigos do setor.
Como jornalista, fui assessor de imprensa do deputado Marco Maia de 2009 a 2015.

Sobre o lobista da Odebrecht e suas relações com ele:

Fui apresentado ao sr. Claudio Melo, Relações Institucionais da empresa Odebrecht, assim como a tantos outros profissionais que exercem essa atividade em Brasília. Jamais procurei o senhor Claudio Melo para tratar de qualquer assunto, nem a pedido do deputado Marco Maia, nem por qualquer outro motivo;

Por fim, desconheço qualquer pagamento a título de "propina" ao dep. Marco Maia. 

3 comentários:

Anônimo disse...

Hmm, Marco Maia não levou dinheiro? E o pequeno cafofo de canoas, foi construído como? E o(s) apartamento(s) de Miami? Ou desviou TODO o dinheiro do SEU sindicato ou levou dinheiro sim ou, menos provável, é muito muquirana e economizou todo o dinheiro que ganhou na vida. Em qual(is) apostam?

Anônimo disse...

TODOS ACREDITAM NISSO > lULLA > POLÍTICOS ROUBAM E DEPOIS VÃO PEDIR VOTOS ...

Antonio disse...

E o posto de combustível ⛽... é de quem..