Ministro Terra diz em Porto Alegre: "50 milhões não querem carteira assinada para não perderem a Bolsa Família"

O PMDB Mulher-RS – núcleo de apoio partidário – saiu das eleições deste ano como o segmento que mais se destacou em todo o País, proporcionalmente, num comparativo com a legenda de outros estado:

- Elegeu 8 prefeitas, 10 vice-prefeitas e 193 vereadoras. 

O pessoal do PMDB Mulher acaba de falar com o editor.

E para contribuir com essas novas gestoras e legisladoras, realiza hoje e amanhã, no Hotel Embaixador, em Porto Alegre, o seu III Encontro de Formação Política.

Esta tarde, ao reunir líderes do PMDB gaúcho como o presidente estadual, deputado Ibsen Pinheiro, o seu colega de bancada, deputado Edson Brum, as mulhres do PMDB resolveram ouvir o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, que é gaúcho. Terra apresentou os programas de proteção social do ministério.

Referindo-se ao Bolsa Família, eis o que disse o ministro:

- Atualmente o enfoque do governo é estimular a produtividade das pessoas, tornando-as independentes financeiramente. Queremos que as pessoas se emancipem e tenham condições de ter trabalho e renda. Hoje mais de 50 milhões de pessoas não querem trabalhar com carteira assinada para não perderem o benefício.