domingo, 11 de dezembro de 2016

Famílias inteiras são pagas pelo governo para sindicatos gaúchos que atacam o governo

A Assembléia do RS foi chamada pelo governo Sartori para votar um pacote de 40 medidas de modernização da administração pública estadual. Entre eles está a proposta que encerra de vez as cedências de servidores para os sindicatos. São 118 e custam R$ 1,3 milhão por ano para que não trabalhem no serviço público e façam oposição cerrada ao governo que os paga.

Na nota abaixo, veja a lista Top 10 dos cedidos.

Os sindicatos chapas brancas alegam que o governo quer limitar a expressão sindical, mas o que o governo quer é que cada um deles pague suas próprias despesas de Pessoal.

Existem casos, como o do presidente da Fessergs Sérgio Arnoud, que recebe pelo Legislativo. Mas vale lembrar que o duodeno da Assembleia Legislativa também sai dos cofres públicos. A fonte é a mesma, também do Poder Judiciário, que igualmente possui servidores cedidos e recebendo pelos cobres públicos e não por seus sindicatos ou associações.

O presidente da Fessergs, além de receber pelos cofres públicos, mantém a mulher e a filha na Folha de Pagamentos do sindicato.

13 comentários:

Anônimo disse...

CorruPTos...!!!

Anônimo disse...

ACABAR COM A CONTRIBUIÇÃO SINDICAL OBRIGATÓRIA.

Anônimo disse...

DUODENO? Está muito intestinal, Políbio.

Anônimo disse...

Este é o primeiro atestado de songa-monga do Sartori! Ou de Corrupto!
Ou dos dois!

Anônimo disse...

Sou de família de funcionário público e me perdoem. Muitos funcionários concursados merecem estar desempenhando sua função e deveriam ganhar seu salário em dia.
Mas como sempre o salário vai primeiro para os políticos, depois pros aspones, depois pros federais, depois pros sindicalista, depois de outras coisas como movimentos socais e ongs talvez chegue em dia para o funcionários estudais.
Querem resolver o problema sem ter PEC? Basta os que protestam contra ela começarem a protestar para pelo diminuir a verba destes caras.
AH! Me esqueci! Que é contra a PEC é justamente esses caras!

Anônimo disse...

DUODENO?? NÃO SERIA DUODÉCIMO?

Anônimo disse...

Quando será que vão fazer uma CPI ou operação da PF contra os Sindicatos?

Anônimo disse...



Originário do Poder Legislativo, e levou toda a família para trabalhar junto?
Ora, então não está fazendo nada de diferente, pelo menos estão trabalhando.

Anônimo disse...

Sindicalista eterno. Leis/RS permitem...
E o tal do Amarante (candidato derrotado no INTER, apoiado cegamento pelo A.L.Machado)? Esse cara preside um sindicato ha mais de 18 anos, onde somente 40 associados possuem direito ao voto. Vergonha !!!

Anônimo disse...

NA PREFEITURA DE PORTO ALEGRE ROLA A MESMA MARACUTAIA O NOVO PREFEITO DEVE ENFRENTAR ESSAS IRREGULARIDADES IMEDIATAMENTE AO ASSUMIR O SEU MANDATO SOB PENA DE PREVARICAÇÃO.....

Anônimo disse...

O Governo Estadual não tem nada a ver com os Sindicatos. Ele não deve emprestar nenhum funcionário público para trabalha em qualquer Sindicato. Até o Presidente deve ser pago pelo Sindicato, afinal de contas eles cobram um mensalidade dos associados.Cada um que pague suas contas. Se não tem condições para se sustentar que trabalhem de graça. Os contribuintes não tem nada a ver com isso....mas pagam por issso. Vergonhoso.

Anônimo disse...

Este tal de Sérgio Arnoud é um chupim do Serviço Público. Desde o ano de 1987 acho que ele é Presidente de Sindicato. Nunca trabalhou na vida. Vagabundo Remunerado.

Anônimo disse...

Vergonha,
Vamos passar isso a limpo.
FDP