Artigo, Marcelo Aiquel - Um prefeito de verdade

Nota do editor - Ao lado, com a camisa da Chapecoense, o prefeito Buligon. Ele é do PSB.

Assistindo as emocionantes homenagens às vítimas do terrível acidente aéreo que dizimou a equipe da Chapecoense, tive a oportunidade de confirmar a excelente imagem que construí durante toda a semana, através das dezenas de reportagens nas TVs, do Prefeito de Chapecó, Luciano Buligon.
      
Ele, que escapou de morrer por obra de Deus (quando milagrosamente o tirou do voo), não fugiu da sua responsabilidade, ficou à frente dos trabalhos de resgate na Colômbia, enfrentou com muita humildade a chuva neste sábado, e – SEM USAR DE OPORTUNISMO – fez um discurso brilhante nas cerimônias fúnebres dos atletas e dirigentes do time catarinense.
      
Mostrando ao país que ainda existem políticos sinceros, não economizou lágrimas (que não eram de crocodilo) e portou-se com uma nobreza espetacular em todos os momentos.
     
 Independente do partido que representa, este Prefeito é nota 10.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

22 comentários:

Anônimo disse...

Polibio, boa tarde!
O prefeito de Chapecó está com a camisa do Nacional de Medellín!
Abraços
Francisco
Campinas - SP

Anônimo disse...

É um Prefeito comum, mas com a midia massiva que recebeu provavelmente vai ser candidato a Governador de SC, provavelmente eleito. Ou alguém acha que ele fez algo de especial antes da tragédia da chapecoense?

Anônimo disse...

Só não entendi porque o prefeito, em são paulo, não seguiu com a delegação...com a palavra a sua esposa...

Anônimo disse...

O que o Moro destruiu. Por enquanto!

O Moro nunca tomou aspirina Bayer?

04/12/2016

Segundo o Globo - reportagem "rastro de abandono" -, as obras que o Moro fechou com a Lava Jato, por enquanto, já consumiram R$ 55 bilhões.

Ou seja, dinheiro que vai para a lata do lixo.

Dinheiro que será consumido pelos urubus da Urubóloga.

Logo se vê que o estrago do Moro é muito maior do que já recuperou...

​Essas são as poucas empresas da lista do Globo (fora a Odebrecht, que o Moro vai transformar num food-truck em frente ao Farol da Barra, em Salvador):

• Universidade Federal da Integração Latino-americana, em Foz do Iguaçu, Paraná;
• Campus do Instituto Nacional do Câncer, no Rio;
• Usina Nuclear de Angra 3, Angra, Rio (onde também fica o triplex sem dono dos Marinho...);
• Linha 6 - Laranja do metrô de São Paulo;
• BRT Transbrasil, Rio;
• Transposição do Rio São Francisco;
• Ferrovia Oeste-Leste, Bahia;
• BRT Via Livre Leste-Oeste, Pernambuco;
• Ramal da Copa, Pernambuco;
• BR 153 - entre Goiás e Tocantins;
• Comperj, complexo petroquímico, Rio.

O que fazer com aquele que, sem a Globo, nao passaria de Maringá?
O fura-teto?
O semi-analfabeto?

O Conversa Afiada, como se sabe, construiu um paredón.

Onde o Moro pode ter a companhia daquele que vai vender o índice de inflação aos bancos.
A propósito, as próximas vítimas do Moro serão os bancos.

E só então a cobra vai fumar!

(Não deixe de ver com o Eugênio Aragão o que os alemães e os aliados fizeram com as empresas que serviram ao Nazismo.

Será que o Moro nunca tomou aspirina Bayer, a empresa que sucedeu a I. G. Farben, fabricante do Zyklon B, pesticida que matava os judeus nas câmaras de gás?)

PHA

Anônimo disse...

Carlos Trivoli, o Cunha virtual que complica mais o “pai do impeachment”:

FERNANDO BRITO · 03/12/2016 - O Tijolaço

Noticia O Globo que, nas horas vagas em que não está procurando algo que justifique a tentativa, até agora sem sucesso, de achar algo que comprometa Lula no caso do “triplex” do Guarujá, a Lava Jato descobriu que Eduardo Cunha usava um e-mail em nome de “Carlos Trivoli” para acompanhar os depósitos na Suíça, endereço aberto por um aseu assessor de Gabinete.

O “Trivoli” trocava e-mails com Elisa Mailhos, funcionária do banco Merryl Lynch – associado ao suíço Julius Bauer – que já apareceu nesta história dizendo que Eduardo Cunha “era um investidor bem conhecido no Brasil”.

Mas pior que envolver Cunha em mais uma falcatrua, as mensagens tratam de repasses de dinheiro à mulher e à filha do ex-presidente da Câmara de Sidney Roberto Szabo, que foi presidente do Prece, fundo de pensão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) justamente por indicação de Cunha.

O que faz Cunha ficar mais próximo de negociar sua delação.

Se é que isso vem ao caso.

PS. A “denúncia” da Folha, hoje, sobre um suposto favorecimento à campanha de Maurício Funes em El Salvador é mais uma que, verdadeira ou não, é sustentada pelo “ouvi dizer”. Ouvir dizer, como se sabe, agora é prova incontestável.

A DEMANDA DOS fascistas que saíram às ruas no início do ano e que pretendem voltar a ela neste domingo se concretizou: fora Dilma, fora STF, queremos só Ministério Público e Polícia Federal. Além disso, se o powerpoint da Lava Jato apontou Lula como "comandante máximo", se a manchete no Estadão foi de que "Dilma sabia de tudo", e se Gilmar Mendes não pára de repetir que o PT é uma "organização criminosa", então não surpreende que os entrevistados vejam na Lava Jato uma operação para combater a corrupção principalmente do PT. De acordo com os nazistas, o Lula distribui dinheiro para todo mundo. Menos para si próprio.

Anônimo disse...

É só ter espaço na midia por conta de uma tragédia que um Prefeito é bom?

Anônimo disse...

Alguém conhecia esse Prefeito antes da tragédia da chape?

Anônimo disse...

O Prefeito está com a camiseta do Atlético Nacional (COL). Ao que parece, o editor não sabe nada de futebol!

Anônimo disse...

O articulista é do tipo que vê alguém em evidência na TV, no caso pela tragédia da chapecoense e se apaixona ligeirinho.

Anônimo disse...

O articulista é do tipo que vê alguém em evidência na TV, no caso pela tragédia da chapecoense e se apaixona ligeirinho.

Justiniano disse...

É acima de tudo um ser humano, que sofreu e mostrou serenidade nessa tragédia. Foi imediatamente para Medelin acompanhar todas as buscas e manteve-se todo tempo em contatos com as autoridades da Colômbia para agilizar o envio dos mortos para Chapecó. Comentam que em Medelin ele não dormiu mais de 3 horas atendendo familiares em busca de notícias.
Isso mostra que ainda há esperança na humanidade.

Anônimo disse...

As atitudes e as ações do prefeito Luciano Buligon realmente deixaram uma excelente imagem de administrador e líder público para todos nós. É de gente assim que o Brasil precisa para melhorar. Poderia desejar, e receber o apoio necessário, para ser o presidente do nosso país sofrido e sem rumo.

Anônimo disse...

Verdade, prefeito de Chapecó é um grande homem!!! Pode-se candidatar a Governador que ganha!!! FORÇA CHAPECÓ!!!!

Mordaz disse...

Deus fraco este. Em vez de tirar todos do voo, tirou só meia dúzia.

Anônimo disse...

Acho que essa foi a impressão de todos brasileiros que acompanharam os noticiários.

Anônimo disse...

É isso aí, Marcelo e Polibio!
Dessa tragédia toda, podemos concluir que a Bolívia é mais um feudo bolivariano. Pertence a um perfeito idiota latino-americano, que acha que qualquer coisa que desgrace os simpatizantes do capitalismo e da democracia merecem morrer ou ser arruinados. O cocaleiro Morales está lixando-se para o que afeta as pessoas de bem. O lulla segue o mesmo pensamento.
E pensar que ainda existem milhares de simpatizantes esquerdalhas desses ideologismos baratos no nosso meio... É uma pena. Poderiam unir-se aos verdadeiros cidadãos brasileiros e ajudar a reconstruir o Brasil!
Profª Sonia

jorge disse...

Também me surpreendeu pela precisão e pertinência de suas palavras. È raro um político falar assim.

Anônimo disse...

Grandioso este prefeito.

Anônimo disse...

Cada comentário idiota,
Cruzes é de chorar,
Sem comentários,

Anônimo disse...

Sei não.......político é político....só o futuro vai dizer.

Unknown disse...

Estranho no ninho???
Parabéns prefeito!!! Demonstrou ser um ser humano... ao contrário da grande maioria!!!

Anônimo disse...

"Lamia" deusa devoradora de vidas: Mitologia greco-romana!! Impressionante!