sábado, 10 de dezembro de 2016

Além de dinheiro grosso, a Odebrecht pagou até Patek-Philippe para políticos do PMDB. O relógio foi presente entregue a Geddel Vieira Lima.

Em março de 2009, quando fez aniversário, Geddel Vieira Lima recebeu um relógio Patek-Phlippe modelo Calatrava, de presente, com cartão assinado por Emílio e Marcelo Odebrecht. O relógio custou R$ 85 mil. 

Entre os gaúchos mais citados como interlocutores do diretor da Odebrecht estão Padilha e Marco Maia.

Para conseguir vencer pleitos da Odebrecht e da Braskem, o grupo costumava liberar dinheiro para campanhas eleitorais ou para interesses pessoais dos beneficiados.

O caso de Geddel Vieira Lima é exemplar, conforme apurou o editor:

Em troca de apoio na Câmara dos Deputados e depois no ministério da Integração (governo Lula),Geddel Vieira Lima recebeu grande ajuda. "Ele sempre queria mais", disse na Lava jato o delato Claudio Melo. Só para a campanha ao governo do Bahia, 2014, Geddel levou R$ 5,8 milhões da Odebrecht e Braskem.

7 comentários:

Unknown disse...

Gente coisa é noutra fina!!!

Mordaz disse...

É o que chama Temer de "atender as demandas" que Calero não aceitou.

Anônimo disse...

Sera que eles vão sair na rua ??????

AHT disse...

Os inocentes índios, donos daquela dadivosa Terra, aceitaram espilhos e penduricalhos. Deu que deu!

Façanha, o advogado do povo disse...

A Liberal Democracia custa caro.
Sou adepto do Integralismo, do ESTADO NOVO getulista, do Estado Corporativo do Duce, sistemas que evitam o CAPITALISMO de livre mercado sem controle, que é viciado pelas práticas políticas de CORRUPÇÃO. Faz parte. Chegou a hora de parar a Lavajato, pois com os PETISTAS e o PT, e a ESQUERDA varridos do cenário, é desnecessária, - já cumpriu a missão.

Anônimo disse...

O Povo Tapuia em 1500 se contentava com edpelhinhos e colares, agora estão mais exigentes?Que Deus tenha Misericórdia do povo brasileiro.

Anônimo disse...

Geddel não tem mais foro privilegiado, o juiz de primeiro grau pode mandar prender, não foi assim que ele fez com todos do PT que não tinham foro privilegiado?