Serra está em Cuba para homenagear o ditador cubano Fidel Castro

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, postou a mensagem que está aí ao lado.

É do Tweeter do ministro.

Ele diz que viajou em missão oficial.

O curioso é que José Serra trata o tirano como presidente de Cuba, coisa que ele não era mais, já que o presidente era e é Raul Castro.

A homenagem do governo brasileiro é inteiramente dispensável, porque o tirano cubano só é importante para a esquerda de corte comunista, já que implantou e sustentou o comunismo na sua pequena ilha, submetendo seu povo a 50 anos de ditadura feroz, criminosa, sanguinária e atrasada.

Os amigos de Fidel Castro são todos inimigos do governo Temer e querem vê-lo no inferno.

José Serra foi presidente da UNE em 1963 e 1964, quando era da Ação Popular.