Conselhos de Ética da Câmara e do Senado não apuram nada

O Congresso caminha para encerrar 2016 sem apurar as condutas de nenhum de seus integrantes envolvidos na Lava Jato, apesar de 15 já terem sido denunciados pela Procuradoria-Geral da República.

Passadas as cassações de Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) no Senado e de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Câmara, não há nenhum processo aberto relacionado à Lava Jato nas duas Casas.

É o que informa Felipe Batchold em reportragem para a Folha de S. Paulo. Leia mais:

Entre os deputados, o Conselho de Ética só se movimenta por três casos -duas declarações consideradas ofensivas e a polêmica das cusparadas da sessão do impeachment, com Jean Wyllys (PSOL-RJ).


Uma senadora -Gleisi Hoffmann (PT-PR)- e um deputado -Nelson Meurer (PP-PR)- já são até réus no Supremo Tribunal Federal em ações do escândalo da Petrobras.

CLIQUE AQUI para ler mais.