Expectativas para a inflação (3,64%) e o PIB (+0,40%) foram revisadas para baixo

As projeções para a inflação e o crescimento do PIB deste e do próximo ano foram novamente revistas para baixo na última semana, segundo as estimativas coletadas até o dia 16 de junho e divulgadas há pouco pelo Relatório Focus do Banco Central. 

Inflação - As expectativas para o IPCA recuaram de uma alta de 3,71% para outra de 3,64% para 2017 e passaram de 4,37% para 4,33% para 2018.

PIB - A mediana das projeções para o crescimento do PIB, por sua vez, também foi calibrada de 0,41% para 0,40% para este ano e de 2,30% para 2,20% para ano que vem.

Juros - Sem alterações em relação às últimas semanas, a mediana da taxa Selic permaneceu em 8,50% para o final de 2017 e de 2018.

Câmbio- A mediana das expectativas para a taxa de câmbio seguiu inalterada em US$/R$ 3,30 para o final deste ano e em R$/US$ 3,40 para o final do próximo ano.

Um comentário:

Carlo Germani disse...

E a taxa Selic em 10,25% ao ano,para uma inflação oficial menor do que 4,0% ao ano?

A dívida interna está em R$ 3,9 TRILHÕES (e sempre por pagar e aumentando).
Para cada 1% (um por cento) na taxa Selic,corresponde,em média,a R$ 39 BILHÕES de juros.

Conclusão: quando o sistema financeiro (vide bancos) será delatado?

É evidente que há um "mensalão" patrocinando esse crime de lesa-pátria,com
a taxa Selic mais do que o dobro da inflação "oficial".