Brigada usa força bruta para expulsar invasores de prédio público em Porto Alegre

Os invasores do prédio da General Câmara, Centro de Porto Alegre, que é do governo estadual, membros do chamado movimento Lanceiros Negros, foram  encaminhados ontem a noite ao Centro Vida, localizado na Baltazar de Oliveira Garcia, zona Norte da Capital.

Cerca de 60 famílias tinham invadido a construção e o governo do Estado do Rio Grande do Sul ofereceu dois caminhões para carregar os pertences. O Piratini pretende ocupar o prédio, conforme nota oficial, com setores da Defesa Civil e Casa Civil.

A ordem judicial de desocupação não foi revogada e foi cumprida pela Brigada.

O Batalhão de Operações Especiais (BOE) da Brigada Militar usou a força para fazer a retirada dos moradores. Por volta das 19h20, começou a ação autorizada por oficial de justiça. Foram usados spray de pimenta e bombas de efeito moral, além de cassetetes. Em meio a tudo, o deputado Jeferson Fernandes (PT) foi preso.

20 comentários:

Anônimo disse...

É assim que funciona. Tem ordem judicial, cumpra-se.

Anônimo disse...

Pt nunca mais!

Anônimo disse...

Parabéns BM. Lei e ordem. Fora disso, não há sociedade que subsista. Mass

sempre mais disse...

Justo!

Anônimo disse...

Parabéns!

Anônimo disse...

Tinha que ter um Peteba no meio da confusão, esta raça tem que ser extinta...

Anônimo disse...

Muito bom.

Anônimo disse...

Só uma pergunta caro polibio. Porque o estado não solicita a desocupação do então prédio do ipe na subida da Borges de Medeiros quase esquina com a Fernanda Machado. Também foi invadido.

Anônimo disse...

Concordo plenamente ordem judicial deve ser cumprida. Só uma pergunta. A noite. Onde estava o conselheiro tutelar. Prender um deputado estadual e deixa-lo na Praça da Matriz sem ir para o Palácio da policia. Isso é inconcebível. Que estado de direito vivemos. Independente de partido político. Com a palavra as autoridades. Ia esquecendo. Quando invadiram o prédio da secretaria da Fazenda fizeram um alarde quando a brigada prendeu um repórter do jornal já. O mesmo esteve até preso no Central. E agora qual a desculpa.

José Antonio Schmidt Alves disse...

Deviam fichar todos como baderneiros e invasores de propriedades alheias.Cadeia e pão e água para eles.

Anônimo disse...

Parabéns Brigada Militar.
Tem que descer o relho nesses vagabundos invasores.

Anônimo disse...

por que esse pessoal da esquerda não abriu as portas de suas moradias para os invasores passarem a noite? nunca vi comuna repartir o próprio espaço com quem quer que seja.

Anônimo disse...

Finalmente ...
Depois de 3 anos !!

Ultra 8 disse...

A ESQUERDA NÃO GOSTA DE MAIS ESTADO?! QUANDO A FORÇA DO ESTADO BAIXA A BORRACHA NELES,ELES RECLAMAM!

PAU NELES!!!

Anônimo disse...

Resposta ao anonimo das 09:42: Acontece que o predio do IPE, ali na subida da Borges foi invadida, em grande parte, por brigadianos, simples.

Anônimo disse...

Certamente que a operação não foi autorizada por oficial de justiça e sim pelo Juiz que deu a decisão.
Certamente que o Oficial de Justiça foi o responsável pela execução da ordem judicial e para tanto contou com o auxílio legal da força policial no sentido de cumprir o mandado judicial.
Quem obstruiu a ordem judicial foi preso.
Fim de papo.
Assim deve ser.
Os petralhas precisam aprender um pouco de civilização.
Fora da lei não tem salvação.

Anônimo disse...

Kkkkkk kkkkkk kkkkkk

Anônimo disse...

Adivinha qual o imbecil que protestou? O queridinho da RBS, aquele dos suspensório e do oclinhos redondos Pedro Ruas. Vai pedir o impeachment do Sartori? O calhorda não levou os coitadinhos para sua casa?

Anônimo disse...

Parabéns Brigada

Anônimo disse...



Bom, acho que esta é uma boa hora para trabalhar, juntar dinheiro e comprar uma casa própria, como todos os outros cidadãos (honestos) fazem.

E o que é que este piolho do PT estava fazendo lá ?? Buscando uma boquinha na mídia, óbvio!!