Comissão Especial aprova com folga (23 x 14) a reforma da previdência

 A Comissão Especial da Reforma da Previdência na Câmara aprovou nesta quarta-feira o parecer do deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) com mudanças nas regras da aposentadoria. Antes que o projeto siga para o plenário da Casa, resta ainda a análise dos destaques (sugestões de mudanças no texto).

O parecer recebeu 23 votos favoráveis e 14 contrários. O resultado foi atingido com folga, já que, para ser aprovado, o relatório precisava de pelo menos 19 dos 37 votos dos deputados da comissão.

A proposta irá agora para o plenário.

9 comentários:

Anônimo disse...

folgado porque vários deputados foram substituidos. Se não fossem, seria votação parelha.

Anônimo disse...

Sou a favor da reforma, mas ta parecendo que a turma da iniciativa privada vai continuar pagando o pato.

Anônimo disse...

Outra reforma > a trabalhista:

Trabalhadores rurais: pela 'reforma' trabalhista' casa e comida constituem salário.
Se passam a constituir salário terão encargos e terras poderão ser pleiteadas em indenização e até usucapião.
Falta explicar muita coisa, mas parece que ninguém quer, ou não está podendo . . .

Anônimo disse...


Senhores deputados federais,


Vocês conseguem ouvir o trabalhador brasileiro?

Os trabalhadores brasileiros estão roucos de gritar.

Não à Reforma da Previdência

Não à adesão compulsória à Previdência Pública

NÃO ao PL dos IMIGRANTES


Porque o governo Temer está distribuindo nosso suado dinheiro, doando 100 bilhões de reais para as Teles, com os deputados em troca de apoios, com o aumento de novos ministérios, criando Lei para favorecer imigrantes, um exército de mercenários desempregados.

Contra o povo, governo Temer faria bem aos deputados se VETAR a nova lei contra nós, os brasileiros, que nos fere de morte, ao sustentar e incentivar a importação de bandidos das FARCs, do EI e do mundo inteiro.

NÃO À LEI TERRORISTA DE ADOÇÃO DE IMIGRANTES ARMADOS, BANDIDOS, SUSTENTADOS POR NÓS O POVO BRASILEIRO!

O governo Temer age como um inimigo do povo roubado, importando e sustentando imigrantes com direito a tudo que os brasileiros não recebem, mesmo tendo pago porisso, compulsoriamente.

Vamos fazer um negócio, deputados federais?

Trocamos os nossos votos em 2018 pelos votos de vocês contra a reforma da previdência, porque Temer não tem legitimidade.

Temer sacrifica, ataca o povo brasileiro. Diz uma coisa e faz outra. Diz que o Brasil não tem dinheiro mas age distribuindo um dinheiro que diz não existir.

Vocês deputados precisam aconselhar Temer a vetar o PL da Imigração, feita cheia de brechas legais, com concessões de privilégios aos estrangeiros, sem consultar nosso povo , o único sacrificado a sustentar os imigrantes!

2018 está muito perto!
Seja esperto!

Anônimo disse...


Senhores deputados federais,


Vocês conseguem ouvir o trabalhador brasileiro?

Os trabalhadores brasileiros estão roucos de gritar.

Não à Reforma da Previdência

Não à adesão compulsória à Previdência Pública

NÃO ao PL dos IMIGRANTES


Porque o governo Temer está distribuindo nosso suado dinheiro, doando 100 bilhões de reais para as Teles, com os deputados em troca de apoios, com o aumento de novos ministérios, criando Lei para favorecer imigrantes, um exército de mercenários desempregados.

Contra o povo, governo Temer faria bem aos deputados se VETAR a nova lei contra nós, os brasileiros, que nos fere de morte, ao sustentar e incentivar a importação de bandidos das FARCs, do EI e do mundo inteiro.

NÃO À LEI TERRORISTA DE ADOÇÃO DE IMIGRANTES ARMADOS, BANDIDOS, SUSTENTADOS POR NÓS O POVO BRASILEIRO!

O governo Temer age como um inimigo do povo roubado, importando e sustentando imigrantes com direito a tudo que os brasileiros não recebem, mesmo tendo pago porisso, compulsoriamente.

Vamos fazer um negócio, deputados federais?

Trocamos os nossos votos em 2018 pelos votos de vocês contra a reforma da previdência, porque Temer não tem legitimidade.

Temer sacrifica, ataca o povo brasileiro. Diz uma coisa e faz outra. Diz que o Brasil não tem dinheiro mas age distribuindo um dinheiro que diz não existir.

Vocês deputados precisam aconselhar Temer a vetar o PL da Imigração, feita cheia de brechas legais, com concessões de privilégios aos estrangeiros, sem consultar nosso povo , o único sacrificado a sustentar os imigrantes!

2018 está muito perto!
Seja esperto!

Unknown disse...

Onde os trabalhadores da iniciativa privada vão pagar o pato e os do setor público vão continuar se locupletando com o dinheiro público...
Supersalário básico+gratificação(que pode multiplicar o básico por meia dúzia de vezes)
Privilégios+mordomias+penduricalhos+benefícios...
E em muitos casos, FGTS com estabilidade no emprego(pasmem)!!!

Unknown disse...

E aposentadoria precoce!!!

Mordaz disse...

Qual a diferença entre o mensalão e a distribuição de cargos para comprar parlamentares? Isto é democracia?

Anônimo disse...

Tem que ser muito pobre de espírito se vender por cargos e o presidente muito ditador para impor no que devem votar os deputados. É descer muito baixo, é ser muito lixo, aceitar não ter poder de opção em troca de um cargo.