Odebrecht delata propina para Eliseu Padilha na Aviação Civil, diz Veja

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, é acusado por executivos da Odebrecht de receber propina em 2015, quando comandava a Secretaria de Aviação Civil (SAC) no governo de Dilma Rousseff. 

Na edição desta semana, VEJA revela detalhes dos depoimentos de delatores da empreiteira que afirmaram que Padilha recebeu milhões de reais em espécie.


É a segunda acusação de pagamento de propina ao ministro. Padilha, segundo delatores da empreiteira, também recebeu 4 milhões de reais em 2014, após um jantar no Palácio do Jaburu, em Brasília, realizado entre ele, o então vice-presidente Michel Temer, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e um vice-presidente da construtora.