quinta-feira, 20 de abril de 2017

Leo Pinheiro, OAS, será interrogado, hoje, por Sérgio Moro

CLIQUE AQUI pra ler a íntegra das 149 páginas da denúncia protocolada pelo MPF do Paraná contra Lula (caso do triplex). Esta é a ação na qual será ouvido hoje o ex-presidente da OAS.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato na primeira instância, começa nesta quinta-feira o interrogatório dos réus na ação penal que envolve um triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, e que tem o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como um dos réus.
José Adelmário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS e Agenor Franklin Magalhães Medeiros, ex-executivo da empreiteira, serão ouvidos a partir das 14h, na sede da Justiça Federal do Paraná, em Curitiba.

O ex-presidente Lula será o último réu a ser ouvido, em 3 de maio, às 14h.

Veja as datas dos próximos interrogatórios:
26/04/2017, às 14h: Fábio Hori Yonamine, ex-presidente da OAS Empreendimentos; Paulo Roberto Valente Gordilho, arquiteto e ex-executivo da OAS e Roberto Moreira Ferreira, ex-diretor da empresa;
28/04/2017, às 14h: Paulo Tarciso Okamoto, presidente do Instituto Lula;
03/05/2017, às 14h: Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República.

Entre os acusados, o único preso atualmente é Léo Pinheiro, que está na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, por outro processo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Depois da Odebrecht INOCENTAR LULA (na medida em que não apresentou prova alguma de ilícito), a direita raivosa joga suas fichas no depoimento de Léo Pinheiro, outro que está sendo coagido a falar mal do Presidente, em troca de redução da pena!! Que país é este?

Paulo SG disse...

Até hoje não entendo por que a Lava Jato só pegou o Léo Pinheiro, proprietário de só 10% da OAS, e deixou livre a família Mata Pires dona de 90% da companhia.
Assim como no caso da Odebrecht, os verdadeiros donos estão livres e rindo da cara dos brasileiros.

Anônimo disse...

Vai ser difícil a república do Paraná arrancar uma delação forçada de leo Pinheiro porque no plano de recuperação judicial da OAS a empreiteira incluiu em seus ativos o apartamento 164-A, do edifício Solaris, no Guarujá, que seria de Lula, ou seja, o tal triplex "jamais foi dado ao ex-presidente". E não se preucupem trouxas, os documentos da Recuperação Judicial da OAS serão anexados ao processo, porque são públicos. A própria Justiça, nesta quarta-feira última, na pessoa da juíza de São Paulo Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira arquivou a ação penal e absolveu 12 réus no caso, entre eles Leo Pinheiro e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

Justiniano disse...


O cara pediu para ficar preso na carceragem da federal temendo ser morto pelos bandidos do PT, isso explica porque o PT e Lula está se borrando de medo, porque tem muita sujeira e podres deles.

O cara se pudesse estaria livre, mas temendo pela vida pediu para ficar preso. Deve saber muito coisa de Lula e do PT. Como diria o "seminarista" acidentes acontecem, né Eduardo Campos.

Anônimo disse...

Os energúmenos petistas e defensores de bandidos, podem esperar que o fdp e vagabundo LULA, até meados do mês que vem, estará na cadeia, e vocês poderão visita-lo na penitenciaria e até levar as vossas mulheres pra ele, quando houver visita intima. Seus pelegos, chapéu de vaca!