Fiesp diz que também não quer mais receber o imposto sindical. No RS, Fiergs cala.

Fiesp e Firjan anunciaram publicamente que abrem mão do imposto sindical, que ao contrário do que muita gente pensa, não beneficia apenas sindicatos e centrais como CUT e Força Sindical.

A Fiergs, Porto Alegre, não tosse e nem muge sobre o caso.

A Fiergs está mudando de presidente e não gosta de falar sobre imposto sindical  e contribuições para o Sistema S ( Senai e Sesi), que são muito superiores.

O imposto sindical irriga as contas dos sindicatos e centrais tipo CUT e Força Sindical com R$ 2,6 bilhões por ano, enquanto que os sindicatos e centrais patronais tipo Fiesp, Firjan e Fiergs levam R$ 934 milhões.

É muito dinheiro.

Por decisão do governo Lula, 2008, ninguém fiscaliza nada.

7 comentários:

Anônimo disse...

A decisão de não fiscalizar mais nada do imposto sindical foi, por acaso, mais uma decisão do emporcalhador-mor do país?

Anônimo disse...



Lulla velho vi-ado
Teu futuro está selado.

Lulla velho vi-ado
Na cadeia ou linchado.

Lulla velho vi-ado
Moro te dará um cajado.

Lulla velho vi-ado
Teu futuro está selado

Lulladrão fedido e ka-gão
Queres passear de rabecão?

Anônimo disse...


É claro que lulladrão tinha que ser o mentor deste assalto aos trabalhadores honestos. Esse monstro tem que ser linchado pelos trabalhadores de verdade, os únicos roubados. Morte aos traidores dos pobres! Cadeia é pouco pra tanta ofensa ao povo.

Os chefes petralhas têm que ser linchados pelos trabalhadores honestos, traídos e desempregados por lullatrina e dilmaléfica.

Guilherme Toniolo disse...

Quanto é passado ao sistema S?

Anônimo disse...

Ao contrário do que informa o editor, quem quer acabar com o imposto sindicial patronal é a CNI, a Fiesp, mesmo sendo pressionada pelos Sindicatos Patronais, não fechou questão sobre o tema, conforme noticia a Folha de SP do dia de hoje, 28/04/2017, ou seja, a Fiesp não quer largar a teta e o editor insiste em acusar os Sindicato dos Empregados.

Unknown disse...

Lembro que Ermírio de Moraes falou certa vez que construiria casas para todos os brasileiros se pudesse dispor da verba repassada a um dos "S"...

Anônimo disse...

Só acredito depois do fato consumado, cansei de ver muito vento para pouca chuva.