Estabilidade da produção industrial em fevereiro deve-se ao desempenho negativo em cinco das catorze regiões pesquisadas

O resultado da produção industrial em fevereiro foi negativo em cinco das catorze regiões pesquisadas, resultando em relativa estabilidade da atividade industrial do País no período. 

As variações negativas na produção industrial mensal foram verificadas em Pernambuco (-7,8%), Pará (-4,1%), Espírito Santo (-3,9%), Amazonas (-1,1%) e Ceará (-1,0%). 

Em contrapartida, houve crescimento na Bahia (2,8%), Santa Catarina (2,8%), Rio de Janeiro (2,2%) e Rio Grande do Sul (2,2%). 

Na comparação inter-anual, as maiores altas foram verificadas nos estados do Amazonas (5,48%), Santa Catarina (4,05%) e Paraná (4,01%), refletindo os desempenhos positivos da indústria de máquinas e equipamentos nos dois primeiros estados e da indústria máquinas, aparelhos e materiais elétricos no último. 

Neste ano, a recuperação moderada da atividade doméstica levará ao crescimento também gradual da indústria nos estados brasileiros, com destaque para os segmentos de veículos automotores, máquinas e equipamentos, siderurgia e alimentos.


Nenhum comentário: