terça-feira, 4 de abril de 2017

Dilma teve 3º pior PIB em 127 anos e é responsável por 90% da culpa, diz estudo da UFRJ

Veja ao lado a tabela com a variação do PIB, já descontada a inflação, de acordo com os mandados presidenciais desde a Proclamação da República, em 1889

O governo da ex-presidente Dilma Rousseff teve o terceiro pior desempenho em termos econômicos entre os 30 mandatos presidenciais desde a proclamação da República, em 1889, e 90% do resultado negativo se devem a “falhas nacionais”, que podem ser atribuídas à forma como o País foi conduzido, segundo estudo do professor Reinaldo Gonçalves, do Instituto de Economia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). 

“Errar, errar de novo, errar pior parece ter sido a diretriz estratégica do governo Dilma”, escreve o acadêmico na conclusão de um trabalho de 52 páginas sobre o tema. 

A análise revela que a taxa média de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) durante a presidência de Dilma foi de 0,2% - 0,3% no primeiro mandato e 0,1% entre 2015 e o primeiro semestre de 2016, ano em que ela foi afastada da Presidência. No ranking dos governos brasileiros dos últimos 127 anos, a petista só está à frente dos ex-presidentes Fernando Collor de Mello (1990-1992) e Floriano Peixoto (1891-1894). (Veja o ranking completo abaixo)

De acordo com o estudo, enquanto Dilma ocupou o Planalto, entre 2011 e 2016, a renda per capita global cresceu a uma taxa média anual de 3,4%, muito próxima da taxa média de 3,5% do período entre 1980 e 2016. Enquanto isso, o indicador brasileiro apresentou comportamento bastante distinto: avançou apenas 0,2% sob Dilma ante uma taxa média de 2,4% dos 36 do período desde a década de 1980.

Por fim, o professor cita falhas de governo propriamente ditas, em que se enquadra o “toma lá, dá cá” político (balcanização do aparelho estatal), além de práticas de assistencialismo, clientelismo, patrimonialismo e corrupção no trato da coisa pública. As "heranças malditas" de seus antecessores, porém, não eximem a ex-presidente da responsabilidade do desempenho da economia brasileira ao longo de sua administração, argumenta Gonçalves. “Apesar de receber uma herança calamitosa em termos éticos, sociais, econômicos, políticos e institucionais, o governo Dilma, no lugar da ruptura com essa herança, optou pelo aprofundamento de estruturas, processos, relações e condutas viciadas”, observa o especialista.

CLIQUE AQUI para ler todo o estudo.

15 comentários:

Anônimo disse...

Agora está escrito. É a incompetenta, enfim reconhecida. Suas obras - e de seus asseclas esquerdistas - jamais serão esquecidas.

Anônimo disse...

Entre os dez primeiros, cinco militares...

Anônimo disse...

Crescimento médio dos seis militares 8,5%, média dos 25 civis (dois da Dilma) 3,28%.....

Anônimo disse...

Medici disparado o maior presidente do Brasil !
Crescimento econômico e eliminação das guerrilhas !
Grande presidente !

Anônimo disse...

Polibio, esse estudo, muito bem elaborado e didático, deveria ser lido por esses canalhas PeTistas, sindicalistas, funcionários públicos federais, juízes, população em geral,... para constatarem a grande mentira que a mandiocona sapiens estocadora de vento no cérebro e em outras regiões de seu corpo flácido, aplicou nos brasileiros.
Mentiu, mentiu e mentiu ao tentar justificar a crise econômica em que meteu o país, graças a sua estupidez, teimosia e total falta de conhecimento de Economia, inclusive àquela que qualquer cidadão aplica no dia a dia.
Teve a cara de pau e a leviandade de dizer que a crise internacional de 2008 foi a responsável pelo desastre brasileiro.
Prisão perpétua para essa criatura trevosa! Vade retro!!!

Anônimo disse...

Não acredito nessa peça de propaganda das oligarquias.

Anônimo disse...

Seria recomendável Dilma e Lula assumir a incompetência da gestão do que responsabilizar o mercado internacional. Como eles não assumem nada, o povo que se dane, porque os dois agora fazem parte daszelites tanto criticada pelo Lula.

Anônimo disse...

DILMA atuava contra o Brasil já nos tempos dos governos militares!

Mas como ela não tinha vínculos com Brizola, Jango, FHC, Serra e outros desta turma, deixaram solta.

PIOR, ainda temos de paga-la com dinheiro dos impostos tirados dos trabalhadores, pelo resto da vida!


Anônimo disse...

E dizer que essa senhora foi reeleita?

Anônimo disse...

Se essa mulher tivesse um mínimo de consciência, há muito já teria metido uma bala na própria cabeça.
Desgraçou o país em nome de uma ideologia que reúne espertalhões com alienados.

Anônimo disse...

Só tem essa pesquisa para nortear a opinião dos Blogueiros?

Anônimo disse...

Depois dessa será que esta mulher ainda vai dar aula na Universidade do Rio Grande do Sul??????? Kkkkkk...tenho de rir dessa Universidade.

Unknown disse...

Ué... a universidade mudou de lado???
Não eram esquerdopatas???

Unknown disse...

Bravíssimos militares!!!

Emmanuel Carlos disse...

Hummm .... o problema é que não eram "erros": o malfeito foi intencional; dúvidas não restam disso.