Centro de Informação Toxicológica do RS poderá fechar a qualquer momento

A secretaria gaúcha da Saúde ainda não tem solução para o caso do Centro de Informação Toxicológica do RS, que poderá fechar no ano que vem.

É que o único médico em atividade já avisou que vai se aposentar.

O Centro faz 20 mil atendimentos por ano.

3 comentários:

Anônimo disse...

Alguém esperava outra coisa do tiririca da serra, destruidor do setor público?

Anônimo disse...

POLIBIO

Um médico com 20.000 atendimentos?

Uma estátua para ele. Imagine esta produtividade no setor publico como um todo

Anônimo disse...

Bem colocado, não deixem esse cara se aposentar é o funcionário público que mais trabalho neste coitado RGS, com 20.000 atendimentos/ano. È uma máquina.Parabéns