Câmara não consegue destravar a votação dosdestaques do Plano de Recuperação Fiscal dos Estados

O governador Ivo Sartori esteve pelas terceira semana seguida em Brasília, articulando apoio para a votação do Plano, que aliviará tremendamente os dispêndios imediatos do Tesouro. Sartori e outros 12 governadores também estiveram com Temer, dando apoio aos projetos de reformas. O ministro Henrique Meirelles estava presente e falou. Ele disse que a economia saiu da recessão e que no ano que vem oPIUB crescerá 3%. CLIQUE AQUI para saber o que falou o ministro. O material é do Brazil Journal, deo editor Geraldo Samor.

A Câmara dos Deputados não conseguiu esgotar, ontem, a votação dos 12 destaques que podem modificar ítens importantes do Plano de Recuperação Fiscal dos Estados.

As 22h, o presidente Rodrigo Maia encerrou a sessão, depois da votação de seis destaques. O projeto só voltará aoplenário na semana que vem e ainda terá que passar pelo Senado.

Os deputados fazem carga sobre as contrapartidas. Uma delas, a que estabelece exigência de elevar para 14% as contribuições previdenciárias dos servidores, foi derrubada, mas o governo atual gaúcho já implementou este tipo de providência.

Um comentário:

Anônimo disse...

Se conhecemos bem nossos politicos, eles gostam de leis frouxas que libera geral a gastança sem nenhum esforço ou esforço mínimo de contrapartida.