700 homens da Polícia desfecham Operação Imortal para acabar com decapitações em Porto Alegre

A ação da Polícia é civilizatória. Ao lado, quatro jovens decapitados em Alvorada.

A Polícia Civil faz nesta manhã uma megaoperação, a Operação Imortal,  na zona norte de Porto Alegre para combater o tráfico de drogas, mas desta vez com foco também em execuções que resultaram em 16 decapitações no ano de 2016. 

Neste ano, já ocorreram sete casos na região metropolitana, com ênfase para Porto Alegre.

700 agentes cumprem  95 mandados judiciais nos bairros Mario Quintana e Rubem Berta. 18 pessoas foram presas. 

A ordem é combater crimes brutais em que os executores, além de decapitar as vítimas, gravavam imagens e depois divulgavam em redes sociais ou em grupos de WhatsApp.

São duas facções que atuam direto nesta área da cidade, com ações que repercutem em bairros próximos e ainda em Alvorada.

9 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom. Deveriam fazer mais operações com mandados para bairros inteiros.

Principalmente na região metropolitana.

Tempos em tempos mandados para cada casa dos bairros, independente da condição social. Muito se descobriria de pessoas ditas 'sérias'.

Anônimo disse...

Alguns "imigrantes" sem qualificação cairam no submundo.Sabemos pelos jornais que vários já foram pegos no tráfico,e são estes que servem ao crime que ensinam e orientam o desenvolvimento dessas novas técnicas de crueldade.Isso virou moda,porque virou moda importar novos costumes,e a tendencia é piorar já que a lei de imigração está aí.

Unknown disse...

É só declarar Estado de Guerra e implementar uma guilhotina para criminosos!!!

Anônimo disse...

O Governador debSão Paulo inaugurou mais um presidio feminino na Cidade de Votorantim.

Anônimo disse...

É o próprio EI Exército Islâmico atuando aqui. Não sou a favor de pena de morte, mais reconheço que estes perversos assassinos bandidos bem que merecem.

Anônimo disse...

Os métodos sanguinários e intimidátórios do Estado Islâmico( EI) estão sendo copiados por aqui .!!!

Anônimo disse...

ação civilizatória é proteger cidadãos trabalhadores...melhor deixar que os bandidos façam a civilização deles entre eles mesmos.. cada morte é um bandido a menos na sociedade.....

Anônimo disse...

Bandidagem oriunda de São Paulo e Rio de Janeiro para conseguir mercado por aqui!

Dr. FAÇANHA disse...

Não gastem meu dinheiro de impostos que pago, para proteger os marginais uns dos outros. Em briga de vagabundo polícia não se mete! Se a turma dos direitos humanos e da ONU quiserem se meter, ponham dinheiro deles na parada!