700 homens da Polícia desfecham Operação Imortal para acabar com decapitações em Porto Alegre

A ação da Polícia é civilizatória. Ao lado, quatro jovens decapitados em Alvorada.

A Polícia Civil faz nesta manhã uma megaoperação, a Operação Imortal,  na zona norte de Porto Alegre para combater o tráfico de drogas, mas desta vez com foco também em execuções que resultaram em 16 decapitações no ano de 2016. 

Neste ano, já ocorreram sete casos na região metropolitana, com ênfase para Porto Alegre.

700 agentes cumprem  95 mandados judiciais nos bairros Mario Quintana e Rubem Berta. 18 pessoas foram presas. 

A ordem é combater crimes brutais em que os executores, além de decapitar as vítimas, gravavam imagens e depois divulgavam em redes sociais ou em grupos de WhatsApp.

São duas facções que atuam direto nesta área da cidade, com ações que repercutem em bairros próximos e ainda em Alvorada.