Trump volta a defender Putin

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a defender, ontem, seu colega russo Vladimir Putin ante a opinião pública americana, mostrando a sua intenção de firmar acordos políticos e comerciais com o maior país do mundo.

A discordância entre as duas mais poderosas nações mundiais está nos combates entre as forças ucranianas e separatistas pró-russas no leste da Ucrânia, o que intensificou e acirrou os ânimos entre elas. Entretanto, no domingo, em entrevista divulgada pela Fox News, Trump voltou a defender sua vontade de melhorar as relações com Putin e afirmou que o respeita, mas isso não significa que queira se entender com ele. Ao ser questionado por um jornalista, que chamou o líder russo de “assassino”, Trump foi direto: "Há muitos assassinos, muitos assassinos. Você acha que nosso país é tão inocente?".