Temer deverá anunciar ainda hoje Alexandre Moraes para o STF

Já é dada como certa a indicação do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, pelo presidente Michel Temer como o novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) na vaga de Teori Zavascki, morto no mês passado. No domingo à noite, juristas que vinham sendo cotados para a vaga receberam sinalização do Palácio do Planalto de que Temer teria batido o martelo.

Moraes, que é filiado ao PSDB e foi indicado pelos tucanos para o Ministério da Justiça, em setembro, vinha constando na lista de possíveis escolhidos até a semana passada como um nome “frágil”, já que Temer sinalizava pela indicação de um nome mais técnico do que político. Com isso, buscava minimizar eventuais críticas da opinião pública. No entanto, segundo relatos de pessoas que estiveram com o presidente, esta tendência teria mudado.

Com a eventual ida de Moraes para STF, a pasta da Justiça deverá ficar com o PMDB, que vem reclamando do “pouco espaço” no governo Temer.

12 comentários:

Anônimo disse...

Enquanto isso na FDRH, o diretor presidente e a gestão ainda não entenderam que a entidade esta em processo de extinção, estão lutando contra a maré, criando calendário e atividades para fdrh e continuar promovendo a gastança , tudo para continuar mantendo seus carguinhos fáceis.

Anônimo disse...


A escumalha tomando conta.

Anônimo disse...

que horror...o golpe e seus tentáculos no judiciário...poderiam ao menos disfarçar...

Anônimo disse...



Só esperamos que no lugar dele, não venha um bunda mole qualquer.

Precisamos de um linha de frente na pasta, para lidar com a bandidagem.


Anônimo disse...

Bela escolha! Competente e serio, fez baixar os indices de criminalidade em SP (a locomotiva, o Brasil que produz) a niveis bem baixos.

Hoje os leitores do Polibio estao mais seguros em Sao Paulo do que na aprazivel e progressista Porto Alegre, cidade sorriso, orgulhosa de um passado que nunca foi, esperancosa de um futuro que nunca vira.

Anônimo disse...

O Brasil é um circo mesmo.

André Gomide disse...

Ex-advogado do PCCe seu líder Marcola.
Ex-advogado do senhor Eduardo Cunha.
Em tese de doutorado defendia a ilegalidade de nomeações políticas ao STJ de membros que viessem diretamente de escolhas de cargos políticos.
Como Ministro da Justiça negou solicitação formal de governador para envio de efetivo para reforçar e evitar um confronto entre facções, fato que terminou com um massacre de uma facção rival ao seu ex-cliente PCC.

Aceitar essa nomeação seria equivalente a achar normal que Al Capone tivesse seu advogado de defesa nomeado para corte Suprema Americana.

É criminoso o silêncio de qualquer um que criticou, como eu, a nomeação do Toffoli.
Por coerência e justiça....critiquei antes, devo criticar agora, pois do contrário seremos oportunistas e omissos.

Eu não aceito o Alexandre de Moraes como Ministro do STF. Chega de usar essa importante função como mero grau de defesa de obscuros acordos.
De lacaios já temos as cotas preenchidas com o Gilmar Mendes e o Tòffoli.

Anônimo disse...

coxinhas com nariz de palhaço, nunca verão tucanos presos....kkkkkkk

Anônimo disse...

PCC em alta

Anônimo disse...

NÃO COMPREENDO A QUEM ESSE POLÍTICOS NO PODER ENGANAM MAIS. O POVO JÁ SACOU QUE ESSA CLASSE POLÍTICA TODA E UM BANDO DE LADROES COSTURANDO ACORDOES PARA SI MESMOS... O POVO JÁ ESTÁ É DE SACO CHEIO DE VER ESSE CIRCO PODRE ANDANDO.....

Anônimo disse...

Não tem vergonha? Os outros 10 não poderiam vetar? Não é necessário notório saber jurídico? Vergonha.

Anônimo disse...

Notório saber jurídico é coisa do passado. Hoje é indicação partidária. Imparcialidade nos julgamentos não existe mais, pois perderam a independência quando da indicação. Simplesmente vergonhoso a nossa mais alta Corte do Brasil