quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Rodoviários decidem parar Porto Alegre

Nos próximos dias poderá haver interrupção no serviço de transporte de passageiros através de ônibus, em Porto Alegre. Foi o que prometeu ontem o sindicato dos rodoviários após rejeitar mais uma proposta salarial das concessionárias, que prevê aumento de 5% em parcela única.

O editor lamenta que a população, como sempre, pagará um preço alto por conta da insatisfação dos motoristas e cobradores. Todos têm, claro, direito de reivindicar melhores condições de trabalho e salários, mas onde gera graves prejuízos à coletividade, é totalmente condenável.


11 comentários:

Anônimo disse...

E o patrão, por que não reajusta os salários conforme a inflação? Todos os preços sobem, mas os salários não. Essa máfia do transporte público segue rindo da população e maltratando seus funcionários. Greve já!

Lima disse...

Resolva-se metade do problema: bilhetagem eletrônica e fim dos cobradores!
Isso diminui a massa protestante. Simples!
Ah... não querem perder emprego?! Vão trabalhar... simples... de novo!

Anônimo disse...

Sindicatos são ligados a partidos escarlates?

Anônimo disse...

Primeiro os rodoviários ( que costumam trocar socos, chutes e tiros entre si ) e depois os metroviários que sentirão a ameaça de perder a boquinha estável pelas mãos de investidores da comunista China, não é irônico?

Anônimo disse...

Mais uma bandalheira da CUT.Estimula os trabalhadores e tira o corpo fora,não assume que é só manobra politica acertada com a prefeitura e sindicato.Nessa esteira, os motoristas e cobradores entram e acabam saindo prejudicados e prejudicam os usuários e quem ganha é o empresário e o poder público.Para quem trabalha e é explorado, fica o prejuízo,e a conta chega na forma de desmprego.

Anônimo disse...

Como então as pessoas vão fazer greve, se não podem paralisar o trabalho?
Quem sabe se o trabalho não fosse tão explorado no brasil, as pessoas não precisassem anualmente de greve para tentar manter um mínimo de sobrevivencia digna.

Anônimo disse...

Toda greve, mesmo que tenha objetivos plausíveis, é orquestrada por agentes estranhos muito poderosos. Quem lucraria, em escala mundial, com a esculhambaçao nos transportes de Porto Alegre. A China? Quem ela traria junto com esta oferta "graciosa"de fazer o Metrô? - 500.000 chineses? É pouco? Mas vc só vai entender quando estiver numa fila de desempregados e olhar pra trás. Verá que a maioria são chineses ou outras etnias estrangeiras que vieram pegar a sua vaga. AÍ você pensará: COMO NOSSO POVO FOI BURRO E PREGUIÇOSO!

Anônimo disse...



Os empresários são muito poderosos, tanto que dominam a prefeitura, e porque não a Camara de Vereadores, a muitos anos.

Eles só pisam miudinho é quando caem nas mãos do sindicato.

Resta saber se teremos os protestos de outros aumentos de passagens. Por falar em aumento, como ficou os 18 milhões de isenção fiscal que o novo prefeito e os vereadores concederam aos empresários?

Fará parte da cálculo da nova tarifa?

Ou apenas as despesas aparecem no calculo?

Anônimo disse...


Todos anos a mesma novela, igual ao show do Roberto Carlos no Natal.

Cansou.....

NEWTON disse...

E o Zé Tapado me perguntou outro dia: se a Carris pode dar prejuízo milionário todos os anos, por que as empresas privadas do transporte público também não podem?

Carlo Germani disse...

Já passou da hora da extinção da contribuição sindical.

Sindicatos é sinônimo de esquerdismo,desestabilização social e retrocesso.
Sindicatos devem ser asfixiados até a sua extinção.