PP pede a Sartori retirada de urgência de um dos projetos do pacote de ajuste fiscal

A bancada do PP na Assembleia Legislativa, pediu ao governador José Ivo Sartori a retirada da urgência do projeto de lei 214, que trata da redução dos créditos presumidos. Os progressistas argumentam que só na avicultura, 2,3 mil empregos seriam perdidos e R$ 16 milhões deixariam de ser investidos com o corte nos benefícios fiscais.

3 comentários:

Anônimo disse...

Sim estão certos, substituam esse projeto pela venda e extinção do BADESUL,BRDE,DAER,DETRAN e as outras fundações que ficaram.

Anônimo disse...


A única urgência que se tem neste estado é a saída imediata do Polenta, e que leve junto seus asseclas, antes que terminem com o RS.

Anônimo disse...


Caros gaúchos, o STF aprovou ação do Estado de Minas Gerais, que cobra 92 bilhões da União, devido à Lei Kandir.

Leiam reportagem completa no link abaixo. É imperdível!!

O RS, assim como todos os estados exportadores, também é CREDOR da União, pela mesma decisão do STF e pela mesma Lei Kandir.

A União tem 12 meses para pagar toda essa fortuna para Minas Gerais.

Adeus ajuste fiscal de Henrique Meireles!! Safado.

E o Sartori, por ser do PMDB, está alinhado com o governo Temer neste tal de ajuste fiscal.

Sartori trai todos os gaúchos.


Pimentel: decisão do STF sobre Lei Kandir torna MG credor da União - brasil/4824254/pimentel-decisao-do-stf-sobre-lei-kandir-torna-mg-credor-da-uniao