Paraná Pesquisas diz que Lula acumula impressionantes 45,7% de rejeição popular no Brasil

Há três dias, o editor publicou o resultado da pesquisa de intenções de votos para presidente, ao final do qual surgiu o surpreendente dado de que Lula venceria em qualquer cenário. No caso de disputa na qual estariam Aécio e Marina, estes foram os resultados principais:

Lula, 22,6%; Aécio, 12,9%; Marina Silva, 12,6%; Jair Bolsonaro, 12%.

Mas só esta tarde o Instituto Paraná Pesquisas divulgou os índices de rejeição apurados para cada candidato. E novamente os resultados são surpreendentes. No caso, Lula, que vence fácil na pesquisa de intenções de votos, registra uma rejeição espetacular de 45,7%.

Acompanhe os números da rejeição:

Lula, 45,7%; Aécio, 15%; Michel Temer, 24,4%; Bolsonaro, 17,9%; Marina Silva, 12,3%; Justus, 9,9%;Alckmin, 9,9%;Ciro, 9%; Joaquim Barbosa, 7,3%.

27 comentários:

Anônimo disse...

Estranho muito estranho um vigarista
como lula tendo uma rejeição beirando a 50% ganhar de um frango de macumba em qualquer turno.
Quanto custou essa pesquisa da lula eleito e de onde saiu esse dinheiro?

Anônimo disse...

Mas coloca o candidato do Lula, Joaquim Barbosa, o traíra, aquele mesmo que escondeu os processos do Lula no mensalão, com menos rejeição. Não me engana que eu não gosto. Pura palhaçada de pesquisas.

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Pesquisas tem custo e assim quem paga mais em tese leva vantagem, ou não?

Anônimo disse...

A imagem de um sem dedos metalúrgico na presidência da república sempre foi muito representativa. Quem vota no Lula tinha comida farta na mesa, emprego bom, bolsas e mais bolsas na universidade e crédito pra comprar até a lua, se quisessem. Seria casos de " sectarismo" e " necrogovernismo”?

Anônimo disse...

Tem alguma pesquisa para saber quem será o Presidente dos planetas descobertos pelos americanoa a 45.000 anos luz da terra?Pesquisas, ora as pesquisas.Até nos EUA erraram às vesperas d, eleições, imaginem no Brasil faltando 2 anos?

Anônimo disse...

O mesmo instituto que sequer tem um estatístico?
Nâo tem credibilidade.

Anônimo disse...

O instituto não informa.

Anônimo disse...


eu só acredito nas pesquisas que o Aécio está em primeiro.
As demais são manipuladas

Anônimo disse...

Sabe que ainda me assusta uma pessoa como Lula ter este índice de rejeição. A meu ver se as pessoas tivesse Boa formação e discernimento teria pelo menos 99% de rejeição. Este homem prejudicou toda uma nação e sobremaneira milhões e milhões de brasileiros, suas nefastas e perversas acões estão descritas diariamente na mídia para todos verem, tem de ir para o xadrez.

Anônimo disse...

Sabe que ainda me assusta uma pessoa como Lula ter este índice de rejeição. A meu ver se as pessoas tivesse Boa formação e discernimento teria pelo menos 99% de rejeição. Este homem prejudicou toda uma nação e sobremaneira milhões e milhões de brasileiros, suas nefastas e perversas acões estão descritas diariamente na mídia para todos verem, tem de ir para o xadrez.

Anônimo disse...


O nobre e elegante Políbio esqueceu de dizer que, na pesquisa encomendada pela CNT, 67% dos entrevistados disseram que não irão votar (abstenção), anular o voto ou então votar em branco.

Então estes resultados divulgados são percentuais dos APENAS 33% que disseram que votariam em alguém.

Então os 22% de votos ÚTEIS pro Luladrão na verdade são menos de 8% de TODOS os entrevistados.

Assim como Marchezan, que não conseguiu nem 25% do TOTAL de votantes de Porto Alegre.

Marchezan se elegeu com parcos 36% dos votos ÚTEIS, e menos que 25% dos votos TOTAIS.

Os votos brancos, nulos e abstenções somaram 44%, bem superior aos votos obtidos por Marchezan.

Anônimo disse...

VICE DA CÂMARA MANDA TEMER SE PREPARAR PARA GRANDES DERROTAS:

23/02/2017 - Brasil 247

Logo depois de confirmar o deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), nome indicado por Eduardo Cunha, na Justiça, e enfrentar a ira do PMDB mineiro, que disputava o posto, Michel Temer ligou para o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), prometendo criar um novo ministério; Ramalho negou a oferta dizendo ser sensível "à voz das ruas" e fez mais: anunciou oposição ferrenha no Congresso; “Se prepara que o senhor vai ter muitas derrotas no Parlamento”, disse ele; a reforma da Previdência, por exemplo, subiu no telhado...

PS: Será que o traíra vai sentir na pele o que ele fez com a Presidente Dilma, ou seja, ser traído por Cargos?

Anônimo disse...

O legado de Serra: brigas na América Latina e desprezo dos EUA:

23/02/2017 - Brasil 247

Durante a rápida passagem pelo ministério das Relações Exteriores – apenas nove meses – a atuação de José Serra foi um fracasso completo. Tentou usar a chancelaria brasileira para fazer palanque ideologizado, discurso que além de não sustentá-lo muito tempo sob os holofotes, estagnou a política externa nacional. Sem a atenção dos Estados Unidos que tanto desejava e enfraquecido na América Latina, o ex-ministro deixa um dos piores legados dos últimos anos na pasta....

PS: O traíra, o PSDB e a Globo estavam dando com favas contadas a vitória da Hilary Clinton nos EUA, largaram os BRICs e o Mercosul. Se quebraram, agora não sabem com quem com comercializar....

Anônimo disse...

Chora mais polibio. Lula 2018.

Anônimo disse...

Polibio vc é um jornalista experiente...não caia em mentira de um Instituto petista...qualquer pessoa sabe que tais informações são manipuladas e mentiroas...

Marcelo disse...

Bolsonaro, 17,9% mesmo com toda mídia contra? deve ser pq é menos

Anônimo disse...

MELHOR AMIGO DE TEMER DELATA ELISEU PADILHA:

23/02/2017 - Brasil 247

O empresário José Yunes, melhor amigo e parceiro de Michel Temer, decidiu delatar Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil; em entrevista à revista Veja ele usou uma expressão típica do tráfico de drogas e disse que "foi mula" de Padilha; Yunes, que era assessor especial da presidência da República, foi delatado pela Odebrecht por receber R$ 4 milhões em seu escritório; com a entrevista deste fim de semana, ele tenta limpar a sua barra e joga a bomba no colo de Padilha, que se torna insustentável no comando da Casa Civil; mula é aquele que, conscientemente ou não, transporta drogas para outra pessoa; antes de delatar Padilha, Yunes visitou Temer no Planalto....

Façanha, o advogado do povo disse...

Lula e Dilma são os nomes fortes para 2018. Os eleitores não estão nem aí para os arroubos moralistas dos amadores em política.

Anônimo disse...

Mas segundo avaliação do RA, o Lula mantém sua popularidade graças a direita xucra

Anônimo disse...

O Brasil que produz diz NAO ao rato barbudo.

Anônimo disse...

>>

"Paraná Pesquisas diz que Lula acumula impressionantes 45,7% de rejeição popular no Brasil"

E no Paraguai, Bolívia, Equador, Argentina e etc., qual será a rejeição ao Lula, o pinguço?

<<

Anônimo disse...

Bolsonaro 2018! O resto é o resto...

Tucano do Sul disse...

Só mostra que o Lula é muito conhecido. Amado e odiado. Não mostra quem vai ganhar a eleição.

Anônimo disse...

YUNES: TEMER SABIA DE TUDO E PROPINA DA ODEBRECHT PAGOU 140 DEPUTADOS:

24/02/2017 - Brasil 247

O empresário José Yunes decidiu disparar um tiro no peito de Michel Temer; em entrevista ao jornalista Lauro Jardim, Yunes afirmou que Temer, seu melhor amigo, sabe que ele foi usado como "mula" por Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil; "mula" é um termo do tráfico de drogas que designa a pessoa usada para transportar drogas para terceiros; Yunes disse ter recebido Lúcio Funaro em seu escritório, a pedido de Padilha; no encontro, Funaro lhe contou que estava financiando 140 deputados para garantir a eleição de Eduardo Cunha à presidência da Câmara dos Deputados; Yunes decidiu falar depois que apareceu nas delações da Odebrecht; de acordo com o delator Cláudio Melo Filho, da propina de R$ 11 milhões acertada com Temer, R$ 4 milhões foram entregues no escritório de Yunes; Padilha acaba de se licenciar do cargo alegando razões médicas....

PS: Será que a Rede Globo e o JN, em especial, vão convocar os coxinhas? Obvio que não tanto a Globo como os coxinhas estão no mesmo barco.

Anônimo disse...

Malafaia é indiciado pela PF por participar de esquema de corrupção

24/02/2017 - Brasil 247

O pastor Silas Lima Malafaia foi indiciado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro e participação num esquema de corrupção ligado a royalties da mineração; segundo documento da PF, Malafaia “se locupletou com valores de origem ilícita”; o indiciamento significa que a autoridade policial encontrou elementos para caracterizar a ocorrência de crimes; além de Malafaia, a PF indiciou outros 49 investigados....

Anônimo disse...

Sem coerções ou prisões, Yunes "esclarece" R$ 10 milhões do PMDB:

24/02/2017

Jornal GGN - O empresário e amigo de Michel Temer, José Yunes, que foi apontado por delação de executivo da Odebrecht como o intermediário de um dos repasses de um total de R$ 10 milhões da empreiteira para as campanhas do PMDB, em 2014, a mando do atual presidente da República, diz que deixou o governo para tentar se defender.

A saída do ex-assessor de Temer do governo foi a sétima baixa do Planalto, no último ano. Foi no dia 15 de dezembro, que Yunes anunciou a sua saída. Conselheiro amigo de Temer há 40 anos, se considerando "psicoterapeuta político" do peemedebista, ocupava a assessoria especial da Presidência.

Ambos mantiveram uma relação de proximidade desde os tempos da graduação, em 1960. A amizade se estendeu por 50 anos, até assumir posto no gabinete pessoal do presidente. Mas duas delações de peso na Operação Lava Jato recaíram sobre a relação.

O ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht, Cláudio Melo Filho delatou um encontro, com a presença do presidente Michel Temer e do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, para o repasse de R$ 10 milhões, em caixa 2, da Odebrecht às campanhas eleitorais do PMDB.

O pedido partia, disse o delator, de Temer. Destes, mais da metade, R$ 6 milhões seriam destinados a Paulo Skaf, então candidato do PMDB ao governo de São Paulo, e outros R$ 4 milhões seriam destinados a Padilha para as demais campanhas do partido. A remessa destinada a Padilha teria contado com a ajuda de Yunes. O amigo de Temer recebeu em seu escritório o dinheiro vivo, depois encaminhado ao atual ministro.

A delação de Cláudio Melo Filho foi confirmada pelo próprio presidente da Odebrecht, Marcelo. Ele narrou que o então vice-presidente o convidou para um encontro, no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, onde solicitou a ele os repasses em caixa dois.

Passaram-se mais de dois meses desde que Yunes deixou o Planalto para contar uma nova versão da narrativa. Sem se manifestar à época, quando saiu do governo de Temer, disse apenas, em nota oficial, que seu nome tinha sido jogado "no lamaçal de uma abjeta delação" premiada e criticou a "fantasiosa alegação, pela qual teria eu recebido parcela de recursos financeiros em espécie".

"Não houve caixa dois, nem entrega em dinheiro a pedido do presidente", completava o Planalto.

Mas a manifestação não foi suficiente. Exatamente 70 dias depois, uma nova versão para a história surge. Sem pedido de condução coercitiva ou intimação para prestar depoimento, Yunes teria ido "espontaneamente" à Procuradoria-Gerald a República falar sobre o tema, na última semana.

Disse que, em 2014, em plena campanha eleitoral do partido de seu amigo, Michel Temer, Yunes disse que recebeu um telefonema de Padilha, pedindo um "favor", para que apenas recebesse alguns documentos, que seriam retirados por um emissário. Sem supostos mais questionamentos, o empresário teria concordado.

Ainda, Yunes, ao receber em seu escritório os R$ 4 milhões, em um "pacote", não olhou o que, na verdade, se tratavam os tais documentos. Disse que o lobista Lucio Funaro apareceu em seu escritório "trazendo um pacote". (...)

Anônimo disse...

Instituto Paraná garantiu que Aécio ganharia de Dilma com 18 por cento de frente em 2014. Não tem credibilidade.