Judiciário e Tribunal de Contas estão, agora, dispostos a discutir repasse do duodécimo

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Marco Peixoto, afirmou ontem que está disposto a rediscutir com o governo Sartori os repasses do duodécimo aos poderes. Assegurou, ainda, que o Judiciário também estaria solícito.

O desembargador Túlio Martins confirmou a informação de Peixoto e disse que existe a disposição para um debate, mas que um possível acordo deveria assegurar “minimamente a capacidade de funcionamento” do poder.