Indicado de Temer para o STF diz que governo do PT caiu porque era "ladrão e corrupto"

Os jornalões de SP continuam buscando escândalos na vida do ministro da Justiça de Michel Temer, Alexandre Moraes, indicado pelo governo para a vaga de Teori Zavascki no STF.

A mais recente revelação é este vídeo com palestra do ministro par aum grupo de estudantes em São Paulo.

Alexandre Moraes diz aos estudantes que o governo do PT caiu porque era corrupto e ladrão.

A informação foi passada neste sábado com ares de escândalo, mas o que se sabe é que Moraes apenas repetiu o que todo mundo já sabe.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

17 comentários:

Anônimo disse...

E o PMDB integrava esse mesmo governo.
Bando de golpistas hipócritas.

Anônimo disse...

E NÃO ERA?

Anônimo disse...

O que esperar de uma pessoa que nao honra a sua palavra e eh mentiroso.
Eh um IMoraes.

Unknown disse...

Alguma novidade???
A única que vejo é que ofendeu a mídia populista aliciada!!!
Precisa Power Point para explicar???

Anônimo disse...

Alexandre Moraes eh eficiente, trabalhador e honesto. Por isso tanto odio dos esquerdistas, se fosse bebado, ladrao e ignorante eles se identificariam e tudo ficaria ok.

Anônimo disse...

Até aí nada de novo!

Anônimo disse...

Não é muita pequenez a imprensa se prestar ao papel de fofoqueira profissional?

Anônimo disse...

Sim, mas e qual é a novidade?

Emmanuel Carlos disse...

Bem ... se ele disse, está dito ...

Unknown disse...

No país das mentiras, verdades chocam!!!

Anônimo disse...

O PMDB e o PSDB são ilibados?hahahahahaha

Anônimo disse...

Qual é a novidade desse pronunciamento? Falou o que a grande maioria da população já sabe: o PT é corruPTo, ladrão e mentiroso! Choveu no molhado...

Anônimo disse...

MAIA ADMITE TER AJUDADO OAS NOS AEROPORTOS

11/02/2017 - Brasil 247

Complica-se a situação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ); emails trocados com Léo Pinheiro, da OAS, revelam que ele apresentou requerimentos à Secretaria da Aviação Civil, então comandada pelo sogro Moreira Franco, para levantar informações que, depois, foram repassadas ao presidente da empreiteira; ato contínuo, Maia cobrou doações que chegaram a R$ 1 milhão; nos próximos dias, ele deve ser denunciado ao Supremo Tribunal Federal por corrupção e lavagem de dinheiro por ter subordinado seu mandato a interesses do seu doador de campanha; depois de ter negado, Maia admitiu ter repassado informações à OAS.

Anônimo disse...

Jornalistas Livres denuncia mais um plágio de Moraes:

11/02/2017 - Brasil 247

Dessa vez a vítima foi o colega no Largo São Francisco e Mackenzie, o professor titular de direito penal Vicente Greco Filho. Já é o terceiro caso que vem à tona nesta semana. Leia reportagem de Gustavo Aranda para o Jornalistas Livres...

Anônimo disse...

Censura sobre caso do hacker é inútil. O “nude” era político, e do Michel:

11/02/2017/FERNANDO BRITO - O Tijolaço

A Folha de S. Paulo publica parte da história escabrosa de chantagem que envolveu Michel e Marcela Temer, cuja solução, com a prisão do chantagista Silvonei de Jesus Souza, que ameaçava “jogar na lama” o nome do então vice-presidente.

limiTornou-se inútil – pior, prejudicial – a liminar obtida ontem por Marcela Temer (e, claro, Michel) na 21ª Vara Cível de Brasília, pela qual o juiz Hilmar Raposo Filho proíbe o jornal de divulgar os “dados e informações do celular da autora”, pois o jornal não foi citado e, portanto, publicou a matéria.

Que é, como se vê, inconclusiva, exceto sobre dois pontos.

O primeiro é que a chantagem não era feita por supostas fotos íntimas de Marcela, o que retira qualquer conteúdo moralista do episódio, pois ela e qualquer pessoa que tenha este gosto pela autoexposição eletrônica tem direito não ver sua imagem mostrada publicamente, se foram enviadas de forma privada.

A chantagem era sobre um possível “jogar na lama” o nome de Michel Temer por uma gravação comprometedora subtraída do celular da sua mulher. E, se tratando de crime, aí cessa o direito privado e passa a prevalecer o interesse público.

Ciente do indício de crime, o Ministério Público tem o dever de agir para esclarecer se este aconteceu e quem o praticou.

Não se trata de uma questão de invasão de privacidade, é evidente. Nem de prova obtida ilicitamente, porque a notícia agora é pública e, desde que o áudio furtado – ainda que encontrado de maneira fortuita ao apurar-se um caso de extorsão – não seja o elemento de prova de uma ação que se inicie sobre isso, há o interesse de agir do Ministério Público e a sua capacidade de apurar o fato por outros meios.

Não é assim que se tem feito com os celulares apreendidos na Lava Jato? O argumento de que foram recolhidos com ordem judicial é questionável, pois o celular apreendido do hacker certamente também o foi.

O segundo ponto é que o indicado para o Supremo Tribunal Federal é credor de um segredo possivelmente criminoso daquele que o indicou, o que é absolutamente imoral, pois é ele, amanhã, o eventual juiz daquele a quem protegeu.

O que está em causa não é a nudez física da senhora Temer, mas a nudez política do cidadão que ocupa a Presidência da República.

Anônimo disse...

Pois é, qual o escândalo ? Dizer que os governos do PT são corruptos e ladrões ???

Anônimo disse...

Alguma dúvida?
Acho que ele disse o óbvio,segredo de polichinelo.