segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Artigo, Percival Puggina - O indicado de Trump para a Corte Suprema enfrenta os mesmos adversários de Ives Gandra Filho

O indicado de Trump para a Suprema Corte, Niel Gorsuch, é juiz da Corte de Apelações, advogado formado em Harvard e PhD em Filosofia pela Universidade de Oxford. Malgrado isso e muito mais em seu currículo impecável, a indicação vem sendo combatida e ele pessoalmente criticado por ser pro life, ou seja, a favor da vida, contra o aborto. A pós-modernidade tem dessas coisas. Arrancar um feto aos pedaços do útero materno não é crime nem reprovável. Crime é ser contra o condenável ato.

 Aqui no Brasil está em curso algo parecido. O jurista Ives Gandra Filho, cujo nome tem sido sugerido para ocupar a vaga de Teori Zavascki, enfrenta a dificuldade semelhante. Acusam-no de ser católico conservador.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

7 comentários:

Anônimo disse...

é a opus dai , pugininha? aquelas fanáticos com problemas psicológicos ehehehe?

Anônimo disse...

OPUS DEI

Anônimo disse...

Puggina é um fiel defensor da Opus.
Um grande abraço para todos os numerários, supernumerários, adscritos, adjuntos, auxiliares e demais cooperadores.

Façanha, o advogado do povo disse...

Admiro-me não ver críticas a Ives G. Fº por ser membro do "Opus Dei", tal como seu pai. Em o best seller mundial "Código da Vinci", a prelazia da Opus é tratada como sendo gente violenta, mas se trata de obra de ficção e não pode ser confundida com a realidade. Os membros do Opus procuram a santificação na vida diária do trabalho e da família. Não são uma sociedade secreta visando fins tenebrosos através de atos cruéis, são uma espécie de leigos consagrados que procuram a santidade como que pela pequena via de Santa Teresa de Lisieux. MAS, QUEREM SABER DE UMA COISA? O dr. Ives Granda Martins Fº é muito bom para fazer parte do STF. Deixemos que esse pascácio presidente indique outro "mais ao gosto" para o cargo.

NEWTON disse...

Nem Sharia, nem Opus Dei, amém!

Anônimo disse...

Caro Percival, IVES GRANDA é do TST só isto não lhe indica algum equivoco?

Carlo Germani disse...

Questionar as equivocadas convicões do editor,Políbio Braga,PRÓ-ABORTO é CEN-SU-RA certa.

Desafiei o editor a fazer uma pesquiisa no blog sobre o aborto,mas com fotos
da metodologia do procedimento criminoso.

Pelo visto,não topou...