Argentina prepara documento com levantamento de reuniões da Odebrecht com autoridades econômicas daquele país.

O Ministério da Economia da Argentina elabora um documento confidencial onde constará a lista de todas as reuniões, nos últimos 10 anos, de autoridades econômicas, delegados de planeamento e operadores argentinos com executivos da construtora brasileira Odebrecht, envolvida em atos de corrupção denunciados na operação Lava Jato.

Nesta lista, deverá constar os nomes de ministros e secretários que tiveram seus escritórios no edifício do Ministério da Economia argentina, onde todas as reuniões foram gravadas. As investigações estão focadas nas denúncias de que a Odebrecht tenha pago mais de 35 milhões de dólares em subornos a políticos argentinos durante o governo de Cristina. Em 2013, a empresa foi a única brasileira selecionada pelo governo para disputar a obra de construção de duas usinas hidrelétricas no país.

Nenhum comentário: