segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Uruguaiana busca alternativas para gerir UPA

O município de Uruguaiana, na Fronteira Oeste do RS, não difere da situação da esmagadora maioria das prefeituras gaúchas. Enfrentando uma gravíssima crise financeira, com dívidas que ultrapassam R$ 182 milhões e uma folha de pagamentos que consome 64% da receita, a administração busca apoio e alternativas para gerir os serviços básicos à população.

O editor conversou esta tarde com o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), que alertou que “o endividamento de Uruguaiana é um dos maiores do Estado, com um comprometimento da folha que ultrapassa os limites prudencial e legal”.

A situação inviabilizou a manutenção da Unidade de Pronto Atendimento e uma das alternativas para não cessar a prestação dos serviços médicos é transformar a UPA num segundo polo de saúde.

Goergen informou ter sido acionado pelo prefeito Ronnie Mello para obter, do ministro da Saúde, Ricardo Barros, a doação, ao município, da estrutura da Unidade ou, como última alternativa, que a dívida de R$ 2 milhões contraída pela prefeitura junto à União possa ser paga em dez anos.

Conforme o parlamentar, Mello também pleiteia ao governo do Estado a doação dos equipamentos que estão no local.

4 comentários:

Anônimo disse...

Ué? Problemas na área da saúde? Deve ser mentira! Com a vinda de milhares de cubanos através do "Mais Médicos", defendido por 99,99% da imprensa comprada a soldo e de 99,99% da população bovina brasileira, não há mais problemas na área! Os curandeiros cubanos já resolveram tudo!!!!!

Anônimo disse...

Aqui em Uruguaiana caro amigo acima é um caos na saúde pública...a gente tem qualidade de vida aqui... ainda se pode andar na rua... porém não queremos ficar doentes aqui pois tem uma UPA nova em folha e fechada, uma vergonha, e o hospital está em greve... existem casos de pessoas que são internados lá com problemas que necessitam de cuidados e acabam morrendo sem o atendimento correto... estamos apavorados....o hospital daqui serve de modelo para toda a fronteira oeste onde várias pessoas de outras cidades vem pra cá buscar tratamento...

Anônimo disse...

Aqui em Uruguaiana estamos preocupados pois a saúde pública é um caos...tem uma UPA nova em folha que está fechada a anos é o hospital da cidade está de greve....as pessoas entram lá e muitas vezes por causa de problemas simples morrem sem o atendimento correto... rezamos pra não ficar doentes... é um caos total sendo que o hospital daqui serve de modelo pras cidades da fronteira oeste onde milhares de pessoas procuram atendimento....

visionst3 disse...

privatiza, dai vai funcionar