Temer diz que só indicará ministro depois que o STF escolher o relator da Lava Jato

A declaração mais importante que o presidente Michel Temer fez pouco antes de participar do velório de Teori Zavascki diz respeito à sucessão do próprio ministro no STF.

O presidente avisou:

- Só farei a indicação do novo ministro depois que o próprio STF escolher o relator que prosseguirá os trabalhos da Lava Jato.

A declaração de Temer foi recebida com alívio e distensão por parte dos meios políticos e jurídicos, porque havia o temor de que o indicado por Temer viesse a ser o novo relator da Lava Jato, já que o Regimento Interno do STF não deixa claro de que modo ocorre um caso como este.

8 comentários:

Anônimo disse...

Causa nojo, vontade de vomitar ver estes falsos simulando cara de tristeza em frente ao caixão do Teori. Olha bem aí: Temer, Padilha, Terra!

Ariel Peres disse...

Aí mora o perigo!!!!A quem escolherão ou já está escolhido? se TEMER já sabe que o STF não irá esperar pelo substituto, pode significar que há um acordo; se há esse acordo, gostaria de indagar o "por quê"....
São Poderes independentes, logo, um não deve saber e nem meter a colher...nas atribuições e nas decisões do outro.
A meu ver, cabe ao STF a decisão e não depende do tempo; ao PRESIDENTE, caberá, independente de quaisquer circinstâncias, tão somente indicar o substituto.

Anônimo disse...

Não tolero mais ver nem a cara do Serra. Sujeitinho fingido, arrogante e hipócrita!
Esther

Anônimo disse...

todos delatados estavam chorando por fora, mas por dentro......SERRA 23 milhões, TEMER 10 milhões PADILHA 4 milhões.....kkkkkk vomitei vendo esta foto.

Anônimo disse...

Os urubus de Brasilia vieram apenas se certificar que o Ministro relator dos processos efetivamente faleceu. Olha bem as caras.

Anônimo disse...

ta certo

Roberto disse...

O teórico sempre deixou claro sua paixão pela canalha petista. Esperemos que o cara que tomar o lugar dele não seja o paitofoli, pois o que está ruim sempre pode piorar, considerando que lula e diumafiga indicaram, em 13 anos, TREZE ministros para o STF, o que nos coloca não mais mais "limpas" do Brasil.

Anônimo disse...

DESTA VEZ NÃO VAI TER "VIUVINHA" PARA O LULA