Papa critica populismo e alerta para o perigo de novos Hitlers

Numa dura crítica a onda populista que se alastra pela Europa e pelos Estados Unidos, o Papa Francisco afirmou no domingo, em entrevista ao Jornal El País, que um dos grandes perigos da atualidade é procurar "salvadores", assim como ocorreu com Adolf Hitler na década de 30.

Segundo ele, tem que se ter prudência ante os alarmes acionados com a chegada do novo presidente dos Estados Unidos e afirmou: “é preciso ver o que ele faz”.  O Papa disse ainda, que “o perigo em tempos de crise é buscar um salvador que nos devolva a identidade e nos defenda com muros e arames farpados”.