China cria fundo de US$ 14,6 bilhões para desenvolver a Internet

Com o intuito de transformar a China em um dos grandes do setor de tecnologia da Internet, o governo chinês anunciou, neste domingo, a criação de um fundo de 100 bilhões de iuans, equivalente a US$ 14,6 bilhões.

De acordo com a agência oficial de notícias Xinhua, já foram levantados um volume inicial de 30 bilhões de iuans junto a grandes bancos e companhias de telecomunicações, que incluem ICBC, China Mobile e China Unicom. Também uma linha de crédito de até 150 bilhões de iuans estará disponível para companhias que investirem no fundo.

No início deste mês, o país afirmou que investirá 1,2 trilhão de iuans, entre 2016 e 2018, para desenvolver infraestrutura da informação.

4 comentários:

Anônimo disse...

Isso é fichinha perto do que o Brasil já faz.
Eles tem de vir para cá e usarem nossa internet, a melhor do mundo.
Agora só falta o fatiamento para igualarmos o primeiro mundo ou seja pagar só pelo whats, só pelo facebbok, só pelo instagram, só pelo download e só pelo upload.hahahahahahaha

sempre mais disse...

Tudo descartável e com prazo de validade de uma semana. Nada daquele país presta.

Anônimo disse...

Cagou.

Vão controlar a internet.

Anônimo disse...

O elemento básico do desenvolvimento econômico das nações, inclusive o Chinês, é o investimento. Só que antecedido pelas inprescindíveis LIBERDADES INDIVIDUAIS, de ir e vir, de manifestar idéias, DE EMPREENDER e atuar economicamente.

O ambiente de liberdade é que promove o surgimento de um Bill Gates, um Steve Jobs, um Steve Wosniak, um Mark Zuckerberg, um Larry Ellison (Oracle), um Steven Spielberg, e etc..

E ambiente de liberdade é o que a China NÃO TEM, portanto não surgirão gênios empreendedores e nunca terá chance de assumir liderança econômica nenhuma.