terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Sessão do Senado é cancelada e prazo para votação da PEC do teto pode atrasar

A sessão plenária do Senado, que estava marcada para esta terça-feira, foi cancelada devido à determinação de afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). O cancelamento da sessão deixa de contar prazo para a PEC do Teto, o que pode acabar atrasando a votação marcada para a próxima terça-feira.

A determinação foi feita pelo senador Jorge Viana (PT-AC), vice-presidente do Senado. Agora, para não atrasar a votação da PEC, os senadores terão de abrir outra sessão extraordinária em algum dia livre, como na sexta-feira, por exemplo.

Para a sessão desta terça-feira estava prevista a votação do projeto que atualiza a lei de abuso de autoridade. Com o cancelamento, o projeto não poderá ser apreciado.

Um comentário:

Anônimo disse...


Bah, qua sacanagem os assessores do temer ficaram de plantão até as 23h58min de segunda, para poderem protocolarem o projeto e agora vai atrasar, tudo por causa do Renan.
Observa-se que quando é para ferrar o povo ou em beneficio próprio, a turma mostra serviço.