Saldo da balança comercial deverá chegar a inéditos US$ 47 bilhões em 2016

O saldo da balança comercial brasileira foi positivo em US$ 864 milhões na terceira semana de dezembro, de acordo com os dados divulgados ontem pelo ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Esse resultado é equivalente a um superávit de US$ 23 bilhões em termos anualizados, levando em conta os ajustes sazonais. O saldo que deve crescer nas próximas semanas, refletindo nossa expectativa de queda das importações na segunda quinzena do mês (o que normalmente ocorre no final de cada ano). Entre os dias 12 e 16 deste mês, portanto, as exportações somaram US$ 3,969 bilhões, superando as importações, que alcançaram US$ 3,105 bilhões. 

Com o resultado da semana, o saldo da balança comercial acumulou superávit de US$ 45,005 bilhões no ano. 

Para 2017, o saldo da balança comercial deverá chegar a US$ 50,7 bilhões. Ou seja, teremos um resultado ainda maior do que os US$ 47 bilhões esperados para 2016, que já será o saldo mais elevado da série histórica, refletindo o enfraquecimento das exportações e a recessão da economia brasileira deste ano.

Um comentário:

Anônimo disse...

Se alguem pensa que com essa redução de importações vai melhorar a economia, está muito enganado.
O país não produz quase nada de produtos com tecnologia, o que eleva os preços das mercadorias, e que o mercado assimila igual.
A era da petezada conseguiu encolher muito o desenvolvimento industrial e outros segmentos "nessepaiz".
É certo que a economia mais porca é a de falta de investimentos no parque de máquinas da indústria.
ME COBREM ESSA POSIÇÃO EM ALGUM TEMPO. TENHO CERTEZA, POR OBSERVAÇÃO PROLONGADA QUE ASSIM COMO ESTÁ NÃO FUNCIONA.