terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Mercado ignora crise entre STF e Senado

O mercado lixou-se, hoje, para a crise institucional entre STF e Senado, porque o dólar caiu 0,40%, cotado a R$ 3,462, enquanto a Bolsa registrou forte alta de 1,85%, cravando 60.890 pontos.

O mercado está mais interessado no que faz o governo.

E o governo anda e faz bem o dever de casa.

7 comentários:

Anônimo disse...


Seria uma jogada ensaiada, para abafar as articulações do pacotaõ do Temer?

Esta gente é muito esperta, primeiro se aproveitaram da cobertura que a mídia deu ao trágico acidente da Chapecoense, para tramoiarem e na calada da noite protocolarem as medidas no Congresso, agora tem no noticiário as manifestações de protesto no RJ, onde estão sendo votadas as medidas contra o funcionalismo daquele estado. Na semana que vem começam as manifestações do funcionalismo aqui em PoA, por causa do mesmo problema, ou seja, a retirada de direitos dos trabalhadores.
O Polenta ficou dois anos enrolando e empurrando com a barriga, agora quer que a ALRS analise e aprove todo o seu pacotão de sacanagens contra ao funcionalismo e a população do RS.
Assim como no governo federal, é tudo a toque de caixa, o Temer está gastando dinheiro que alega não ter, em propaganda para justificar o injustificável, é como tentar explicar ao peru o significado do Natal, e que é justo que ele morra para que possamos comemorar, talvez sejamos o peru da ceia dos políticos.

Anônimo disse...

Aamanhã o reality show continua empolgante...Todos aguardando a posição do Supremo.... a numero um é a favor do pais deixando O RENAN MAIS DEZ DIAS NO CARGO...a dois é colocando o menino da floresta a derrubar a arvore da PEC....a tres é alguém pedir vista e adiar a decisão.... e a quatro não vai ter amanhã, pois é a posição que ficaram hoje

Anônimo disse...

Quero só ver o apoio da população quando a reforma da previdência for aprovada e o pessoal tiver que contribuir com 49 anos(para nem mesmo assim receber a aposetadoria de 100% do valor que contribuiu a vida toda).
Enquanto isso imposto sobre grandes fortunas nem se cogita, fim da isenção de imposto de renda para sócios de empresas nem se houve falar. Ou seja, o povão vai pagar o pato de novo. Enquanto isso, os ricos dormem em berço esplêndido e já estão em Brasília querendo mais benesses.
Reformas que fizessem os mais ricos pagar mais nunca saiu e nunca sairá. Nem nesse governo interino, nem nos governos do PT. Pobres e classe média continuarão a sustentar o país. E viva os impostos indiretos, viva a pouca tributação sobre os ganhos milionários dos ricos. O país continuará cada vez pior, cada vez mais desigual, cada vez mais violento.
Quero ver alguém conseguir emprego com 60 anos ou mais.

Anônimo disse...

MERCADO TÁ FAZENDO DINHEIRO PARA MANDAR TUDO PRA FORA DO PAÍS.

E ESTÁ TOTALMENTE CERTO.

NÃO SE SABE POR QUANTO TEMPO ISSO SERÁ AINDA PERMITIDO.

Anônimo disse...

Pessoas inteligentes fazem de conta que governo vai bem, e se ajustam para fazer seu pé de meia no exterior.

Reclamar não adianta nada e as coisas vão piorar, e muito.

Unknown disse...

Concordo... na quitanda da esquina os hortifrutigranjeiros continuaram a ser vendidos normalmente!!!

frederico menezes disse...

Atenção anonimo das00;01, o povao ha' paga o pato dos desastres dos governos do pt.