Governo não terá maioria para vender CEEE, Sulgás e CRM

O editor já tinha adiantado que 2/3 da Assembléia do RS prosseguem aferrados na posição ultrapassada de sustentar estatais que não têm mais o que fazer sob o guarda-chuva do setor público, cumprindo apenas a função de engordar o corporativismo público.

As propostas de venda das estatais CEEE, Sulgás e CRM não passarão na Assembléia do RS. São três PECs. Elas precisariam do apoio de 2/3 do total de deputados, portanto 33 votos. Se o governo insistir nas votações, não conseguirá sequer maioria simples. O PT, Partido liderado por Lula, tem 16 votos, somando os seus e dos seus satélites Psol, PCdoB, Rede e PPL, mas poderá contar com as totalidades dos 7 votos do  PDT e três do PSB, Partidos da base aliada, mais dois votos do independente PTB, totalizando 28 votos.

Apesar de saber disto, o governo poderá insistir na votação para marcar posição perante a sociedade, preparando-se para o plebiscito que chamará no ano que vem.