terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Exportações garantem recuperação de empregos do setor calçadista

Depois de três anos consecutivos de queda no número de trabalhadores empregados, a indústria calçadista anuncia reversão em 2016, já que houve recuperação de postos de trabalho perdidos em 2015. Em 12 meses até outubro, o setor registrou uma geração líquida de 22 mil postos de trabalho, chegando a 305 mil vagas.

Essa recuperação foi observada principalmente em polos exportadores de calçados. 

O setor de calçados fecha 2016 com uma queda na produção entre 0,9% e 2,8%, atingindo volume entre 917 milhões e 935 milhões de pares. O faturamento deve ficar entre R$ 19,9 bilhões e R$ 20,2 bilhões, ante faturamento de R$ 19,8 bilhões no ano passado. O setor fecha o ano tecnicamente empatado em relação a 2015. 

De acordo com dados da Abicalçados, a produção do setor apresentou no acumulado de janeiro a outubro uma queda de 3%, em comparação ao mesmo intervalo de 2015. A queda não é maior graças à melhora no desempenho de exportações. No mercado interno, as vendas de calçados encolheram 11% no acumulado de janeiro a outubro. As exportações acumulam no período de janeiro a novembro uma alta de 1,6% em volume, somando 108,2 milhões de pares. Em valor, os embarques aumentaram 3,6%, chegando a US$ 871 milhões.

2 comentários:

Unknown disse...

Com certeza!!! Efeito dólar!!!

Anônimo disse...

não é efeito do dólar não...
é força nas vendas e valorização das marcas!!!!!!!