Cpers manda professores voltarem ao trabalho nesta segunda-feira

Terminará segunda-feira a greve dos professores públicos gaúchos, iniciada no dia 13 de dezembro. A greve, política, visou emparedar o governo Sartori no caso do pacote de reestruturação administrativa e ajuste fiscal, ainda em exame pela Assembléia.

O Cpers, que mandou os professores passarem as festas de Natal em casa, avisou que poderá decretar nova greve, desta vez antes das festas de final de ano.

5 comentários:

Anônimo disse...


Quando a Justiça determina que o Executivo cumpra uma medida judicial, o Governo recorre com o fito de não cumprir.

As demais entidades também devem adotar o mesmo critério. Quando a Justiça determina uma greve ilegal, eles devem recorrem sempre e manter a greve.

Anônimo disse...

estes safados devem ser é presos -usando assim crianças e estudantes p se manter no poder, o pt nao quer largar o osso foram corridos nas urnas , pt perdeu pra prefeito e governador no rio grande do sul mas nao quer largar o osso= malditos demoniacos, tambem na capital a dilmanta perdeu pro aecio neves hoje ela nao tem nem 7%, nem na rua pode aparecer

Anônimo disse...

Tem alguma pesquisa para saber se os filhos dos "lideres"do Cpers estudam em escolas Públicas?

Diogo Zaddor disse...

Mas... os professores estavam em greve?! Acho que poucos notaram... hehehehe

Anônimo disse...

Receberam o 13 ja? Tem k descontar os dias parados o aluno nao tem culpa pela quebradeira do estado....caso os professores estejam descontentes k saiam