quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Por dez a zero, CCJ vota pela cassação do deputado Mário Jardel, PSD do RS

A cassação irá agora para decisão do plenário.

Por dez votos a zero, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Assembleia aprovou o PR (Projeto de Resolução) da Comissão de Ética Parlamentar determinando a perda de mandato do deputado Mário Jardel (PSD). Ao final, o presidente da Comissão, deputado Vilmar Zanchin (PMDB) confirmou o encerramento do processo dentro da CCJ, após três sessões extraordinárias.

“Oportunizamos a manifestação de todos os parlamentares, bem como à defesa do parlamentar. A partir de agora, encaminharemos todo o expediente à presidência da Casa, que tomará a decisão de pautar esta matéria já na próxima sessão, se for este o entendimento”, anunciou.


Além de Zanchin, deliberaram pela cassação do deputado Mário Jardel Almeida Ribeiro, os deputados Elton Weber (PSB), João Fischer (PP), Sérgio Turra (PP), Maurício Dziedricki (PTB), Gabriel Souza (PMDB), Luiz Fernando Mainardi (PT), Jéferson Fernandes (PT), Vinícius Ribeiro (PDT) e Manuela d Ávila (PCdoB).

3 comentários:

Unknown disse...

Que novela mexicana... e de péssimo gosto!!!

Anônimo disse...


Até que enfim as Excelencias criaram vergonha na cara e deram um jeito no afilhado do Danrley.
Mesmo com todas as estripulias do Jardel, ele continuava no poder em função de ser do mesmo partido do vice-governador, sendo voto favorável ao governo, o seu substituto também é do mesmo partido, mas como tem experiencia politica, pode ou não votar com o partido, vai depender o que será lhe oferecido em troca de seu voto.
É tudo um bando de safados que não produz, são sustentados pelo dinheiro que o contribuinte deixa de ter para usufruir com a família, ao pagar impostos escorchantes.

Eduardo PoA disse...

E pensar que 41 mil gaúchos trajando azul - 41.000! - saíram de casa em 2014 pra votar nesse sujeito. Principal cabo eleitoral dele: Danrlei de Deus.