Artigo, Ramiro Batista, O Estado de Minas - O caso da Índia e por que vamos perdendo todos os bondes da história

Em 1951, o primeiro dos primeiros ministros da recém independente Índia, Jawaharlal Nehru, criou o primeiro dos sete institutos de tecnologia que transformaria o país no maior celeiro mundial de técnicos e engenheiros em língua inglesa subaproveitados.

Como optou por um regime de viés socialista, engessado de burocracia e fechado para o mundo, grande parte foi para os Estados Unidos emprestar seu talento subsidiado por impostos indianos para gerar inovações e criar suas próprias empresas em favor do desenvolvimento americano. Começou com um indiano, por exemplo, a Microsystems.


Só no início dos 90, quando o ministro da Economia Manmohan Singh abriu o comércio ao capital estrangeiro, desregulamentou a economia e introduziu a concorrência nas telecomunicações, começou a atrair os engenheiros de volta e deu o salto que transformou o país na sétima potência, maior plataforma mundial de terceirização, onde estão ou por onde passam as maiores multinacionais de todo o mundo.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Os nossos "democratas" não são como os Democratas de outros paises?

Anônimo disse...

É verdade, os Governos de COLLOR e FHC TENTARAM MODERNIZAR O BRASIL. Mas LULA e DILMA , em treze anos e meio de governos, ao adotarem o desgastado e comprovadamente mal sucedido SOCIALISMO MORENO ESTATIZANTE , atrasaram o País em duas ou três décadas . Agora, além de tirar o País da falência , teremos que recuperar as décadas perdidas em políticas erradas .!!!

Anônimo disse...

Brasil socialista está longe de qualquer coisa.

No país do pixuleco e da propina são poucas as empresas que se arriscam produzir ou criar algo.

Ainda mais num país atolado de burocracia como o Brasil.


Terra dos gafanhotos e sangue-sugas que onde alguém começa a empreender tacam-lhe burocracia, leis e multas de todos os lados.

Anônimo disse...

No Brasil abriram centenas de cursos para formar adEvogados.
Entendem porque não temos futuro ?

Roberto disse...

Lendo o Artigo, mais uma vez se comprova, infelizmente, que não passamos de uma Nação inviável, política,moral e econômica! Continuamos esperando por um Futuro Promissor que nunca chega, fazendo coisas que sabemos erradas e não mudamos.