Inflação do IGP-DI registrou alta menor que a esperada em fevereiro

O IGP-DI registrou alta de 0,79% em fevereiro, desacelerando em relação a leitura anterior, quando apresentou elevação de 1,53%, conforme divulgado há pouco pela FGV. O resultado ficou abaixo da mediana de expectativas do mercado, que projetava alta de 1,00%. A desaceleração do indicador foi generalizada entre seus componentes, com destaque para o menor avanço do IPA industrial, que passou de 1,24% para 0,36% entre janeiro e o mês passado. No mesmo sentido, o IPA agrícola oscilou de uma expansão de 2,58% para outra de 2,02%. O IPC também desacelerou no período, de 1,78% para 0,76%, refletindo o comportamento de altas inferiores às registradas no mês anterior de seis de seus oito componentes. Em contrapartida, o INCC acelerou em fevereiro, ao passar de 0,39% para 0,54%, pressionado pelo maior custo de mão-de-obra.  

Para os próximos meses, pelo menos em relação a equipe de economistas do Bradesco, espera-se continuidade da desaceleração do IGP-DI, diante das menores elevações dos IPAs agrícola e, principalmente, industrial.

Um comentário:

Anônimo disse...

Você acredita numa instituição tomada por PTRALHAS?