PSDB exige demissão imediata de Graça Foster

O PSDB atuou junto ao TCU e a CGU. Dilma está com a bomba nas mãos. 



O PSDB tirou nota ainda há pouco para exigir que Graça Foster seja demitida imediatamente da presidência da Petrobrás.

. "Ela não tem mais condições morais de ficar no cargo!", disse o líder tucano Antonio Imbassahy, que também quer mover processo por prevaricação e falso testemunho contra a líder petista, já que ela mentiu na reunião a que compareceu na CPMI da Petrobrás.

Joaquim Levy seria o mais provável ministro da Fazenda

O nome de Joaquim Levy é o que neste momento reúne mais chances de ir para o ministério da Fazenda.

. No mercado, a informação é de que as chances de que isto aconteça são de 80%.

ATP confronta prefeitura e decreta novo boicote à licitação para a escolha das novas empresas de ônibus de Porto Alegre

A Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) confirmou na tarde desta quinta-feira a egativa dos três consórcios (STS, Unibus e Conorte) em participar da concorrência para a escolha das novas empresas que farão o transporte de passageiros em Porto Alegre.

. Organizadas no formato de cartéis,.as empresas atuais boicotam a licitação.

.  As propostas devem ser entregues na próxima segunda-feira, mas, se não houver nenhum interessado de fora, há risco de outra vez a licitação resultar deserta.


. Nesta semana, a ATP colocou em prática sua última estratégia para tentar frear o processo. No Tribunal de Contas do Estado (TCE), tentou suspender a concorrência, 

Polícia Federal obriga governador corrupto do PMDB a depor em Rondônias

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta-feira mandado de condução coercitiva do governador de Rondônia, Confúcio Moura (PMDB), foto ao lado. Ele foi levado para prestar depoimento na Superintendência da PF no Estado e liberado em seguida. A ação da PF ocorre dentro da Operação Plateias, que desarticulou organização criminosa formada por lobistas e agentes públicos responsáveis por desvio de verbas públicas e direcionamento de licitações. O prejuízo aos cofres do Estado é estimado em 57 milhões de reais. O governador tem como seu principal aliado no Estado o senador Valdir Raupp, que é primeiro vice-presidente do PMDB, maior partido da base de apoio ao governo federal.


. A investigação, iniciada em 2012, apurou que empresas interessadas em participar nos processos licitatórios no Estado precisavam doar financeiramente, formal ou informalmente, para campanhas eleitorais. As licitações eram direcionadas para serem vencidas por empresas do esquema. Foi criado até um "fundo da propina", que chegava a movimentar 2 milhões de reais por mês

Oi já investiu R$ 200 milhões no Rio Grande do Sul em 2014

Nos nove primeiros meses de 2014, a Oi investiu R$ 200 milhões no estado do Rio Grande do Sul. A companhia vem priorizando investimentos em suas redes de telecomunicações, com foco no tripé Operações, Engenharia e TI, para melhoria da qualidade do serviço aos clientes em todas as regiões.

. Neste período, a Oi instalou mais de 40.080 portas de acesso à internet banda larga no Rio Grande do Sul. Também foram implantados 117 novos sites 2G, 3G e 4G no estado. Os sites são os locais onde ficam as antenas que realizam a transmissão do sinal do telefone celular.

. A Oi tem cobertura móvel em todo Rio Grande do Sul e conta com aproximadamente 4,9 milhões de clientes, sendo 2,7 milhões na telefonia móvel, 1,6 milhão na telefonia fixa, 500 mil em banda larga fixa e 91 mil em TV por assinatura, além de 45 mil telefones públicos.

No caso do presidente do Bradesco, Dilma fez tudo errado e amarga desgaste desnecessário.

É impensável que num governo que se respeita, o presidente da República receber um convidado para ocupar alto posto no seu ministério, enfrentar recusa terminante.

. Governos que entendem alguma coisa do ritual do poder, da decência da arte de governar e da boa educação, nunca faz convite sem antes costurar politicamente o que deseja, garantindo assim o desconforto e a desmoralização de um “não”.

. Pois a presidente Dilma Roussef fez tudo errado ao convidar o presidente do Conselho do Bradesco, Lázaro Brandão, para um encontro na terça, convidando depois o presidente do próprio banco, Luiz Trabucco, para o ministério da Fazend, e amargando uma recusa que a desmoralizou publicamente. 

A crise é de todos, mas tem responsáveis, diz a RBS em editorial

Há mais tempo, Veja denunciou que um polvo tinha tomado conta do governo. 

No seu editorial de hoje, a RBS reconhece que a situação é grave e que nunca se viu um episódio de corrupção com valores tão elevados e tamanho potencial de danos à economia, à sociedade e à própria administração pública. Mais adiante, a RBS diz que as instituições democráticas funcionam e que ninguém conseguirás colocar debaixo do tapete a sujeira encontrada.

. A RBS só poupa, ainda, os verdadeiros responsáveis pela bandalheira nacional exposta no Petrolão, no caso Lula e Dilma, cujos destinos são a cadeia e o impeachment.

. Leia tudo:

Se o Congresso, o Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Federal cumprirem suas atribuições constitucionais, o Brasil certamente atravessará essa turbulência e sairá dela mais íntegro e mais respeitado. Por isso, cada brasileiro tem que acompanhar de perto o episódio para poder fiscalizar seus representantes e cobrar soluções.

Em primeiro lugar, não dá mais para esconder o lixo sob o tapete. O que já veio a público até agora, tanto pelas investigações da Polícia Federal quanto pelos primeiros depoimentos dos investigados, indica a existência de um esquema promíscuo entre agentes públicos, empresários e políticos, com revelações de pagamento de propina, extorsão, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro. Mostra, ainda, que os valores subtraídos da sociedade brasileira são muito elevados, deixando claro que nem o recrudescimento do rigor das instituições contra a corrupção nos últimos anos foi suficiente para intimidar corruptos e corruptores.

As informações conhecidas até agora sobre os montantes desviados dão uma ideia clara da desfaçatez. Basta lembrar que o mensalão _ o caso mais rumoroso de corrupção julgado até hoje pelo Supremo Tribunal Federal (STF) _ teria movimentado cerca de R$ 141 milhões no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Agora, só o valor que apenas um ex-gerente da estatal se dispõe a devolver para alcançar os benefícios da delação premiada é de US$ 100 milhões. São mais de R$ 250 milhões.

CLIQUE AQUI para saber mais sujeiras dos governos do PT.

Tarso Genro propõe imediato expurgo de mensaleiros e petroleiros ao defender a refundação do PT

CLIQUE AQUI para ler a entrevista completa de Tarso ao jornal Zero Hora.

A foto é de Bruno Alencastro, agência RBS.

Através de sucessivas entrevistas que concede desde o final da semana passada, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), resolveu propor novamente a refundação do PT, o que começaria pelo imediato expurgo dos bandidos petistas envolvidos nos escãndalos do Mensalão e do Petrolão.

. Ele falou hoje ao jornal Zero Hora e repetiu tudo ao portal G1, da Rede Globo.

. Tarso Genro defendeu a "expulsão imediata" do PT de filiados alvo de investigação na Operação Lava Jato. Segundo ele, caso sejam identificados por instâncias internas da legenda indícios de que houve participação de petistas no esquema de propina em contratos da Petrobras, eles devem ser expulsos antes mesmo que haja julgamento.

. Em entrevista ao portal G1, o governador, que ajudou a fundar o PT, defendeu a "refundação" da sigla:

-  Nunca a necessidade da questão da refundação esteve tão em evidência como hoje. Se depois de o PT passar por todos aqueles percalços, de repente se flagra pessoas do PT envolvidas em financiamento ilegal de campanha, eventualmente com corrupção, isso só demonstra que essa visão da refundação se torna mais urgente do que foi colocada naquela época.

. Em sua avaliação, caso o PT não se comprometa com a reforma política, pode se tornar um partido como os outros

. Tarso Genro não disse se discutiu suas propostas com Lula, com quem esteve no finald de semana.

Saiba como foi o cálculo feito por Tarso Genro para validar a nova lei do piso salarial estadual

Na Assembléia do RS já há o convencimento de que o governador Tarso Genro fez tudo de cabeça pensada ao enviar a ilegal proposta de reajuste do piso salarial estadual. É que o prazo para votação na Assembléia vencerá dia 11 de dezembro, o governo terá 30 dias para sancionar e como o prazo fatal cai no dia 1º de janeiro, Tarso poderá promulgar a lei no novo ano, como manda a lei que criou o piso.

.  O deputado Frederico Antunes, com quem o editor falou esta tarde, levantou a lebre.

. Isto tudo significa que as entidades empresariais poderão pressionar os deputados a aprovar tudo antes do dia 11, porque o governador terá que sancionar a lei antes o dia 1º, o que tornará inevitável o questionamento e a vitória de recurso judicial contra ela. 

Saiba por que não haverá confisco de poupança e de depósitos judiciais.

Depois de acompanhar nas redes sociais, esta manhã, intensa troca de notas sobre a iminência de confisco de aplicações, investimentos e depósitos existentes no mercado financeiro, o editor procurou o presidente da Federasul, Ricardo Russowsky, que avisou:

- Não tem nada disto e nem é necessário. A conjuntura é completamente diferente da existe no Plano Collor, quando a inflação desembestou, a dívida pública era rolada diariamente de modo insuportável e o próprio sistema financeiro demonstrava pouca saúde. Atualmente não há nada disto. O problema atual é de ajuste fiscal, de contabilidade pública, o que pode ocorrer através de medidas duras, sim, mas completamente diversas.

Análise - Saiba quem controla o rumo dos acontecimentos nas investigações do Escândalo do Petrolão

O editor tem conversando com pelo menos uma dezena de deputados, senadores e políticos gaúchos que habitam o viveiro político de Brasília, tentando entender o que está acontecendo e o que poderá acontecer.

. Eis a análise que o editor sintetizas para os leitores:

1) O mundo político e o governo sempre trabalharam com fatos com pé e com cabeça, o que permitiu identificar claramente origens e destinos.

2) Desta vez, os fatos ganharam apenas pés, portanto sem cabeça, o que significa que ninguém sabe o que aconteceu e o que ocorrerá.

. Por trás de tudo estão duas instituições que adquiriram autonomia de verdade, no caso a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

. O único cenário previsível é a piora da situação, com desbordamento das investigações do Lava Jato (Petrolão) também para as áreas de eletricidade, rodovias e concessões públicas em geral, como aeroportos e portos.

. Será um deus nos acuda.

MAIS PETROLÃO

Vaccari e o fantasma da cadeia. CLIQUE AQUI para ler
Juiz autoriza compartilhamento dos dados da Lava Jato. CLIQUE AQUI para ler
Firma de lobista tem R$ 71 milhões em contratos com a Petrobrás. CLIQUE AQUI
Agência de publicidade envolvida com Partidos é investigada. CLIQUE AQUI

Banco Itaú bloqueia contas de cinco investigados na Lava Jato

O Banco Itaú bloqueou as contas de cinco investigados na sétima fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. A quebra do sigilo bancário foi determinada pela Justiça Federal em Curitiba na terça-feira e atinge 15 investigados. Com a decisão, será feita uma varredura em todas as instituições bancárias, para o bloqueio de ativos.

. Conforme informações do Itaú enviadas ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações, a conta-corrente de Ildefonso Colares Filho, diretor presidente da Construtora Queiroz Galvão, tem apenas R$ 4,60 depositados. Sérgio Cunha Mendes, diretor da Mendes Júnior, tem R$ 21,3 mil conta corrente e R$ 12,7 mil na poupança. O banco bloqueou R$ 6 mil em nome de Agenor Franklin Magalhães, diretor da OAS. Gerson Mello Almada, executivo da Engevix tem R$ 1,4 milhão em uma conta e R$ 15,6 mil, em outra. Erton Medeiros Fonseca, da Galvão Engenharia, tem R$ 4,3 mil depositados.


. O empresário Fernando Soares e outros dois investigados estão com as contas zeradas e, por isso, o bloqueio não foi possível. Os outros investigados não tem conta no banco. O juiz ainda vai receber relatórios de outras instituições financeiras.

Morre Samuel Klein, fundador das Casas Bahia

Morreu nesta quinta-feira o fundador da rede de lojas Casas Bahia, Samuel Klein. O empresário tinha 91 anos e estava internado no Hospital Albert Einstein. Ele morreu por insuficiência respiratória.

. Klein era polonês naturalizado brasileiro e deixou a Europa durante a Segunda Guerra Mundial. Ele foi preso pelos nazistas aos 19 anos e enviado, junto com o pai, para o campo de concentração. A mão e cinco irmãos foram exterminados.

ATP tenta melar novamente licitação para exploração dos serviços de transporte coletivo em Porto Alegre

A ATP protocolou pedido junto ao TCE do RS par que suspenda a abertura da licitação para a exploração dos serviços de transporte coletivo em Porto Alegre. As propostas serão entregues na segunda-feira.

. O TCE não julgará nada antes da abertura do processo licitatório.

. Atualmente 12 empresas de ônibus atendem a Capital.


. Elas poderão levar a licitação a novo fracasso, não apresentando propostas, procedimento que seria seguido também por outros possíveis concorrentes nacionais e internacionais.

Petrobrás será acionada se Iesa não pagar mil trabalhadores demitidos em Charqueadas

A Petrobras poderá ter suas contas bancárias bloqueadas caso a Iesa nao pague as indenizações dos mil trabalhadores que serão demitidos segunda em Charqueadas.

. O mesmo já acontece em Pernambuco. A Petrobrás será acionada casodescumpra a decisão judicial e não pague, em até 48 horas, os débitos trabalhistas da Alumini Engenharia, que trabalha na implantação da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Os funcionários alegam atrasos de salários e benefícios; por conta dos atrasos, outros seis mil funcionários da Alusa também entraram com pedido de rescisão indireta do contrato de trabalho. Os trabalhadores terceirizados da refinaria bloquearam hoje o acesso ao complexo e pelo menos sete foram detidos pela polícia.

Fortunati diz ao governo que quer porque quer dinheiro prometido para obras do metrô

 O prefeito José Fortunati disse esta manhã ao ministro das Cidades, Gilberto Occhi, que quer porque quer os recursos prometidos pelo governo federal pasra o metrô de Porto Alegre.

Fortunati estará as 15h com Dilma no Planalto

Esta tarde, 15h, o prefeito José Fortrunati falará com a presidente Dilma Roussef no Planalto. Ele é presidente da Frente Nacional de Prefeitos. Nesta qualidade, reforçará o pedido de atendimento de 23 reivindicações entregues em setembro.

. A FNP quer também a sanção sem vetos do projeto que alterou o indexador das dívidas dos estados e municípios com a União, aprovado mês passado pelo Senado.

Edison Zart é nome cotado para a presidência da CEEE

Edison Zart é um dos nomes que são examinados pelo PMDB para a presidência da CEEE. Ele esteve no cargo durante o governo Rigotto. 

Aneel repele recursos e manda CEEE cobrar com efeito retroativo aumento de 28,88% nas suas tarifas

Em decisão final que acaba de tomar, a Aneel repeliu o pedido de reconsideração feito pela CEEE, que não quis aplicar o reajuste anual das suas tarifas,  calculada em 28,88%  .

. O RS possui três grandes distribuidoras de energia. As duas outras, RGE e AES, já aplicaram reajustes de 22,77% e 28,86% respectivamente.

. A decisão da agência é de ontem. O texto do voto decisivo está com o editor.

. Com o escândalo do Petrolão na rua, ninguém quer correr risco. 

. O diretor Geral da Aneel, Romeu Donizete Rufino, mandou a CEEE aplicar o reajuste com data retroativa a 25 de outubro.

. A estatal já deveria estar cobrando novos preços desde o dia 25 de outubro, véspera do segundo turno.

. Embora negue, pareceu evidente que a decisão da CEEE visou beneficiar a candidatura de Tarso Genro. A CEEE argumentou que fez o pedido de alteração da data de vigência do aumento, solicitada para 25 de fevereiro, tinha interesse público, algo que a própria Aneel achou "muito difuso".

. A renúncia a receita por parte de uma companhia com crescentes dificuldades financeiras surpreendeu a Aneel e o próprio Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do RS.

Presidente da CEEE pode tomar processo por improbidade administrativa

Na iminência de ser afastado do cargo pelo novo governo, o presidente da CEEE, Gerson Carrion, que é do PDT, poderá tomar processo por improbidade administrativa ao renunciar a receitas milionárias, tudo por conta da sua oposição à aplicação de reajuste das tarifas da companhia às vésperas das eleições, impondo prejuízos enormes para a companhia. 

. O reajuste deveria ter acontecido no dia 25 de outubro, véspera do segundo turno.


. Caso isto tivesse acontecido, o governador Tarso Genro teria sofrido abalo na sua disputa pela reeleição. 

Trabuco, Bradesco, deve ser o próximo ministro da Fazenda

O atual presidente do Bradesco, o executivo Luiz Carlos Trabuco se encontrou com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, segundo informação da colunista Sonia Racy.

. No encontro com Dilma, ele teria sido convidado por ela a assumir o Ministério da Fazenda, em substituição ao ministro Guido Mantega. Caso Trabuco não aceite o convite, os nomes mais cotados seriam o de Nelson Barbosa, que foi secretário-executivo da pasta, ou o de Alexandre Tombini, atual presidente do Banco Central.

. Lula queria, mas Dilma não aceitou Henrique Meirelles. 

. Luiz Carlos Trabuco é aceito por ambos. 

. Ele será o ministro, porque ninguém vai a encontro com presidente para dizer que não quer. 

Demissões em massa em Charqueadas - Ministério Público do Trabalho chamou Iesa e Sindicato dos Metalúrgico para audiência

O Ministério Público do Trabalho (MPT) convocou a IESA Óleo & Gás S. A. e o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Charqueadas (Sindimetal) para audiência administrativa, nesta quinta-feira, às 16h. A reunião realizar-se-á na sede do MPT em Santa Cruz do Sul, unidade com abrangência sobre Charqueadas.

. A Iesa, cujo presidente foi preso no âmbito do Petrolão, teve rescindido o contrato de US$ 700 milhões que viabilizava sua planta industrial do Pólo Naval de Charqueadas. Ontem, anunciou que na segunda-feira demitirá seus mil trabalhadores e fechará a fábrica. 


OAB do RS e juízes federais trocam notas de protestos no âmbito de discussões sobre honorários dos advogados no Brasil

A visita da OAB à juíza federal de Novo Hasmburgo.
OAB e juizes federais reunidos em suas entidades local e nacional, Ajufergs e Ajufe, tiraram nota com críticas fortes aos protestos dos advogados gaúchos contra a juiza federal de Novo Hamburgo, visitada esta semana para registro pessoal de inconformidade diante de manifestação dela sobre "exageros" nos honorários cobrados no Estado.

.Os juizes federais acham que a comitiva da OAB foi "indelicada, agressiva e intimidatória". Assinada por Claudio Lamacchia, vice nacional, e por Marcelo Bertolucci, presidente gaúcho, a OAB respondeu no mesmo tom:

- No entendimento dos signatários, revela-se como um comportamento acintoso e agressivo justamente a postura dos dirigentes das referidas entidades representantes da magistratura que não compreendem e não aceitam críticas à atuação e posições de seus representados e sua postura profissional que, no caso, decidiu por fixar R$ 500,00 de honorários em uma causa de praticamente R$ 700.000,00 e, ainda, declarou inconstitucional a verba honorária.

. A OAB disse na nota que a juiza não compreende o sistema legal de remuneração dos advogados, porque tem seu salários, férias e aposentadorias garantidos até o resto da vida:

- Outro ponto fundamental a ser esclarecido é que os dirigentes da OAB, nominados na nota e que estiveram em audiência com a magistrada, não insinuaram, mas afirmaram, sim, que a magistrada, por ter remuneração certa todos os meses, auxílio-moradia, 60 dias de férias todos os anos, não ter despesas com seu escritório e ainda não precisar se preocupar com sua aposentadoria, está totalmente alheia à difícil realidade da advocacia – aliás, situação que se amolda aos presidentes subscritores da nota ora respondida.

CLIQUE AQUI para ler o inteiro teor da nota da OAB (nos links, as notas dos juízes). 

Morreu Thomaz Bastos, ex-ministro de Lula

Morreu o ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Ele estava com câncer no pulmão e fibrose. O ex-ministro estava doente desde o Mensalão, episódio no qual teve posição destacada como principal conselheiro jurídico do governjo Lula. No atual episódio do Petrolão, ele agiu em defesa das empreiteiras.

ACI de Novo Hamburgo diz que novo piso é bomba de efeito retardado deixada Tarso antes de apagar as luzes

Neste artigo, Marcelo Clarck Alves, presidente da ACI ensina ao governador Tarso Genro um princípio elementar de qualquer economia:

Aqueles que conhecem um pouco de economia sabem que é descabido alavancar o crescimento econômico com o simples reajuste de salários. Se assim não fosse, a economia teria um remédio pronto a cada nova situação. Recessão? Subam os salários. Mercado deprimido? Aumentem os índices de remuneração!O que precisamos é de segurança jurídica, mais formalização de empregos, investimentos em produtividade, atratividade para os negócios e menos intervenção estatal para trabalharmos, investirmos e fazermos crescer este Estado.

. No seu artigo, diz Clarck Alves:

A proposta referente ao reajuste do salário mínimo regional, encaminhada à Assembleia Legislativa pelo Governador nesta semana, abre espaço para duas interpretações: a do desconhecimento do que seja a realidade econômica gaúcha ou a vocação generosa para deixar como legado ao seu sucessor e ao povo gaúcho um reluzente Cavalo de Troia.

CLIQUE AQUI para ler todo o texto.

A partir desta sexta Políbio Braga assinará página semanal no Jornal Litoral Norte

A partir desta sexta-feira,a página do editor também será publicada em todas as edições de sextas-feiras do Jornal Litoral Norte. O Publisher Rafael Pereira Dias distribui o semanário gratuitamente, de porta em porta, nas cidades do litoral norte do RS.