Sem diploma, apesar da lei, Sindicato dos Jornalistas do RS nega filiação aos profissionais da área. Caso dos médicos cubanos é pior ainda.

Entrevistado esta semana pela TVCom, o presidente do Sindicato Médico do RS, Paulo Argollo, disse que não sabia o que faria no caso dos médicos cubanos pedirem filiação.

. Em caso semelhante, mas relacionado com profissionais brasileiros, sindicatos de outras categorias negam sistematicamente filiação a candidatos que não preenchem os requisitos exigidos pela entidade, mesmo que preencham todos os requisitos legais.

. O editor soube disto pessoalmente.

. É que esta semana ele participou de debate sobre Liberdade de Imprensa no programa Democracia, TV Assembléia, quando travou este diálogo com o presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS, Milton Simas:

- Milton – Nós negamos filiação aos que não possuem diploma de jornalista.
- Polibio Braga – Mas isto é ilegal, porque a lei dispensou a obrigatoriedade para o exercício da profissão.
- Milton – Um profissional nestas condições pediu filiação, nós negamos, ele conseguiu a inscrição em juízo e cassamos isto em segunda instância.
- Polibio Braga – Mas o caso ainda está sub judice.
- Milton – Sim, mas negamos.

. Ora, se nem para profissionais protegidos pela legislação brasileira é assegurada a filiação ao sindicato da categoria, o que dizer de um médico cubano, graduado fora do País, sem ter passado pelo Revalida e que além disto exercerá a profissão ilegalmente no País ?

. O caso é simples.

- O Sindicato dos Jornalistas já teve vários presidentes que nunca possuíram diplomas de jornalistas. O editor foi filiado durante duas dezenas de anos e nunca teve diploma. Só Países atrasados exigem diploma para exercer a profissão. O Brasil não é um deles.

Adams está livre, mas seu número 2 e Rosemary continuarão sombreando o Palácio do Planalto

Adams está livre, mas seu número 2, Weber, continua respondendo a processo na Justiça Federal de SP no âmbito da Operação Porto Seguro, que apanhou Rosemary, a chefe e amante de Lula no gabinete da presidência. Ao lado, Rose, nos tempos em que circulava como a segunda dama entre os membros da nemklatura petista. Ela submergiu depois do escândalo e ninguém mais fala no assunto.



A Procuradoria-Geral da República (PGR) decidiu arquivar uma investigação que apurava se o advogado geral da União, ministro Luís Inácio Adams, estava envolvido com um esquema de venda de pareceres técnicos do governo em favor de empresas privadas investigado na operação Porto Seguro da Polícia Federal (PF), mas nem a AGU e nem o Palácio do Planalto estão livres de suspeitas e investigações, porque entre os 24 envolvidos na Operação Porto Seguro, processo que corre na Justiça Federal de São Paulo, está o número dois de Adams, José Weber Holanda Alves.

. O caso é o que envolve diretamente a ex-amante de Lula, Rosemary Noronha, que foi chefe do escritório presidencial em São Paulo.

. O procurador Roberto Gurgel, antes de deixar o cargo, determinou o arquivamento da investigação interna da PGR em relação a Adams porque “efetivamente não há crime a ser apurado”. O documento foi assinado no último dia 22 de julho e publicado no site da Advocacia- Geral da União (AGU) em 22 de agosto. O mandato de Gurgel terminou no último dia 15. O caso já havia sido apurado em uma sindicância interna da AGU e estava sob análise da PGR porque Adams, ministro de Estado, tem foro privilegiado no Supremo. Ele só poderia ser investigado em inquérito comandado pela PGR e autorizado por ministros do Supremo.


. Outro processo que investiga 24 envolvidos na operação Porto Seguro corre na Justiça Federal em São Paulo. Entre os denunciados pelo Ministério Público Federal em São Paulo estão o ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA) Paulo Vieira, o ex diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Rubens Vieira e a ex-chefe do escritório da Presidência em São Paulo Rosemary Noronha. Além disso, uma ação civil pública cobra valores de 18 pessoas por conta das supostas fraudes, entre eles José Weber Holanda Alves, número dois da AGU que foi afastado da função, mas continua no serviço público porque é concursado. A Corregedoria da AGU apurou os dados mas entendeu que não havia nenhum indício da participação do ministro. Mandou, então, cópia da sindicância para a PGR.

Médicos cubanos dizem que vieram ao Brasil 'por solidariedade, não por dinheiro'. Você acredita nisto ?

Questões colocadas pelo leitor Roberto Mello Castro, depois de examinar a foto ao lado:

1 - Porque o jaleco se não estão no trabalho?
Resposta: faz parte do esquema de propaganda nazista (Goebbels).
2 - Se estão prontos para trabalhar ou sinalizam que vieram para trabalhar já de uniforme, o que fazem usando sapatos abertos, pois qualquer médico sabe que não se usa sapato abertos a trabalho. Pelo menos, a boa norma de saúde assim recomenda.
Resposta: a ansiedade de fazer propaganda esqueceu deste detalhe.
3 - Se estes médicos cubanos são tão bons quanto dizem, como deixaram Chaves morrer?
4 - Se ha solidariedade continental e comunista, por que não pedem ao seu governo que devolvam os R$ 31 mil que receberá mensalmente do Brasil.
5 - Onde estão os familiares desses cubanos, que viverão três anos no Brasil ?
Resposta: são mantidos reféns em Cuba, para que todos voltem. 

Os primeiros médicos cubanos que desembarcaram no Brasil para participar do programa Mais Médicos, do governo federal, disseram neste sábado que não sabem quanto receberão pelo trabalho e que vieram "por solidariedade, e não por dinheiro"."Nós somos médicos por vocação e não por dinheiro. A infomação anterior e as seguintes são do site www.uol.com.br de hoje.Trabalhamos porque nossa ajuda foi solicitada, e não por salário, nem no Brasil nem em nenhum lugar do mundo", afirmou o médico de família Nélson Rodríguez, 45, ao desembarcar no Aeroporto Internacional dos Guararapes, em Recife (PE).

. Ele disse que a atuação dos profissionais no Brasil seguirá as ações executados em países como Haiti e Venezuela, onde já trabalhou. "O sistema de saúde no Brasil é mais desenvolvido que nesses outros países que visitamos, então poderemos fazer um trabalho até melhor na saúde básica", afirmou.

. À imprensa, outros médicos que deram entrevistas concordaram com o colega. Todos eles falaram "portunhol" --afirmaram que tiveram contato com o português quando trabalharam na África ou por terem amigos que já trabalharam no continente. Natacha Sánchez, 44, que trabalhou em missões médicas na Nicarágua e na África, disse que os cubanos estão preparados para o trabalho em locais com "condições críticas" e que pretendem trabalhar em conjunto com os médicos brasileiros. Ela afirmou não ter conhecimento das críticas feitas pelo Conselho Federal de Medicina ao programa Mais Médicos.

. Os médicos cubanos desembarcaram vestindo jaleco, com bandeiras do Brasil e de Cuba. Eles foram escoltados por homens do Exército e da Marinha durante os procedimentos de imigração e alfândega, de onde seguiram em vans para alojamentos das Forças Armadas. Quatro deles foram levados para uma sala e conversaram com jornalistas.

. O voo dos cubanos pousou por volta das 14h. Em um avião fretado da empresa Cubana, vieram 206 médicos. Desses, 30 ficarão em Pernambuco e os outros irão ainda hoje para Brasília. Amanhã, outro grupo de 194 médicos chega em voos que farão escalas em Fortaleza, Recife e Salvador. Eles ficarão hospedados em instalações militares durante o treinamento do programa, até serem deslocados para os municípios onde irão atuar. A expectativa do governo é que, até o final do ano, mais 3.600 médicos cubanos desembarquem no Brasil.

Assessor petista de Dilma, acusado de pedófilo e estuprador, é afastado do Palácio do Planalto.

Nesta foto, Dilma faz bocas e caras com seu assessor palaciano.



A Casa Civil da Presidência da República confirmou neste sábado o afastamento do assessor especial Eduardo André Gaievski (PT), acusado de estupro de menores. Conforme revelaram informações da mídia neste sábado, a Justiça de Realeza, no Paraná, decretou no fim da tarde de sexta-feira a prisão preventiva do servidor sob a acusação de estupro de vulneráveis. As acusações contra Gaievski, ex-prefeito de Realeza (PR), dão conta de que ele oferecia dinheiro a meninas pobres em troca de sexo.

. Em nota, a Casa Civil informou que o funcionário ficará longe de suas funções “até que sejam apuradas as circunstâncias e veracidade das acusações”.Eduardo Gaievski foi prefeito do município de Realeza por dois mandatos, entre 2005 e 2012. Em janeiro, a convite da ministra Gleisi Hoffmann, assumiu o cargo de assessor especial da Casa Civil e ficou encarregado de coordenar programas sociais ligados a menores: combate ao crack e construção de creches.


. O assessor nega as acusações de estupro e atribui as denúncias a adversários políticos que teriam interesse em prejudicar a ministra, que deve se lançar candidata ao governo do Paraná.

- Agressões sexuais não são incomuns entre políticos. No RS, casos ainda não revelados ainda poderão escandalizar muita gente. Nos Estados Unidos isto costuma dar renúncias e cadeia.

Joaquim Barbosa ao NYT: "Não sou candidato a presidente. Eu só falo o que penso".

Em perfil publicado neste sábado, pelo jornal norte-americano The New York Times, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou que seu temperamento não se adapta à política e descartou qualquer candidatura.

— Eu tenho um temperamento que não se adapta bem à política. Isso porque eu falo o que eu penso. Não sou candidato a nada — disse Barbosa, personagem do "Saturday Profile" ("perfil de sábado") do NYT.

. O jornal conta que nas sessões do STF, os outros 10 ministros tremem quando o presidente entra no plenário da Corte para presidir julgamentos, porque sabem que irão para o foco das atenções públicas e precisam andar na linha.

Sinotruk anuncia construção da fábrica de caminhões em Lages em até 60 dias

- Além da Foton, que optou por Guaíba, RS, outra chinesa resolveu fabricar caminhões no Brasil, segundo a matéria a seguir do repórter Pablo Gomes, Diário Catarinense. Santa Catarina já recebeu confirmação de instalação da fábrica de automóveis BMW e poderá receber outra montadora alemã, a Mercedes. Leia tudo:

A companhia chinesa Sinotruk anunciou nesta sexta-feira que deve iniciar em até 60 dias a construção da sua primeira fábrica de caminhões no Brasil, em Lages, na Serra Catarinense, a terra do governador Raimundo Colombo. A expectativa é de que as obras fiquem prontas em um ano e as operações iniciem no primeiro semestre de 2015. No próximo dia 6 de setembro, o governador Raimundo Colombo viajará até a sede da companhia, na China, para assinar o contrato de início da construção da fábrica. Os anúncios ocorreram no mesmo dia em que o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior publicou no Diário Oficial da União uma portaria que habilita a Sinotruk Brasil ao programa Inovar-Auto, medida do governo brasileiro para estimular o investimento na indústria automobilística nacional e poderá gerar até R$ 50 bilhões em investimentos no setor. 

. A portaria também permite a importação da nova linha de caminhões A7 com isenção de 30% do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) incidentes sobre veículos de carga importados no período de um ano. 

. E são justamente os A7, com vocação para aplicações rodoviárias pesadas, como o bitrem, o rodotrem e o treminhão, que serão fabricados em Lages nas opções de tração 4 x 2, 6 x 2, 6 x 4 e 8 x 4. 

. O diretor geral da Sinotruk Brasil, Joel Anderson, garante que o projeto da fábrica está pronto e que a terraplanagem do terreno de 100 hectares localizado no Distrito de Índios, às margens da BR-282 e distante 15 quilômetros do Centro de Lages, iniciará em até 60 dias. Após a terraplanagem serão feitas as obras de construção civil, compra e instalação dos maquinários. 

. O investimento na construção da fábrica será de R$ 300 milhões. A companhia quer montar cinco mil caminhões no primeiro ano e oito mil nos anos seguintes para atender toda a América do Sul. Para isso, serão criados 1,1 mil empregos, dos quais, 98% serão brasileiros, preferencialmente da região de Lages. 


Não se preocupem: Dilma não pilotou, mas apenas andou na garupa da moto do seu auxiliar Carlos Gabas. Conheça toda a história.

A foto ao lado é apenas para ilustração. É uma das montagens que circula na Web. Esta é do blog Espalha Brasa.



Os repórteres Valdo Cruz e Andréia Sadi, da Folha, contam neste sábado que a aventura de moto da presidente Dilma era um sonho antigo. Foi realizado com a cumplicidade de Carlos Gabas, secretário-executivo do Ministério da Previdência, pasta que ele já chefiou. Leia mais:

A Folha apurou que foi ele quem deu carona, na garupa, à presidente durante sua escapada sobre duas rodas, ocorrida no dia 4, primeiro domingo deste mês.

. Dilma driblou seguranças e saiu de moto pelas ruas de Brasília, diz ministro

. O jornal revelou ontem o passeio, segundo relato do ministro Edson Lobão (Minas e Energia), mas não estava certo se Dilma havia pilotado --o Planalto, que não comentou o episódio, só informou que ela não tem habilitação nem sabe guiar motos.


. De acordo com relato de assessores, a presidente sempre comentava com seu auxiliar que um dia daria "umas voltas pela cidade" com ele em sua Harley-Davidson, uma das marcas mais cobiçadas do mercado. A petista chegou a tirar fotos sobre a moto de Gabas.

CLIQUE AQUI para ler toda a história.

Durante missão na Bolívia, médicos cubanos seguiram cartilha ditatorial

- Saiba qual a importância da exportação de médicos para a economia cubana, segundo reportagem do jornal El País, Madrid. CLIQUE AQUI para ler.

. Em 2006, os cubanos eram proibidos de namorar nativos e de sair de casa após às 18 horas sem autorização e de pedir empréstimo local, é o que informa a revista Veja deste sábado. Leia mais:

. Em 2006, a Bolívia fechou um convênio com os irmãos Castro para levar médicos cubanos para trabalhar no país. Era um acordo similar ao assinado pelo Ministério da Saúde brasileiro na última quarta-feira. Aos que foram enviados à Bolívia, foi entregue uma cartilha de doze páginas, à qual o site de VEJA teve acesso, com normas e restrições que deveriam ser cumpridas à risca. Para quem desobedecesse, a punição variava da advertência pública ao regresso imediato a Cuba.

. Dividido em onze capítulos, o grau de detalhamento do Regulamento Disciplinador chegava ao nível de dizer o que os cubanos deveriam fazer caso começassem algum relacionamento amoroso com uma nativa. A título de curiosidade: obrigava os cubanos a informar às autoridades o relacionamento. Além disso, a parceira deveria estar ciente do pensamento revolucionário das missões cubanas — e concordar com ele.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Fortunati nomeia filho do presidente da ATP para CC na Procempa. O advogado recebe R$ 15,6 mil por mês.

Na sua edição deste sábado, o jornalista Vitor Vieira, blog Vide Versus, revela que o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), nomeou como CC (cargo em comissão) na Procempa o filho de Enio Roberto Dias dos Reis (na foto), presidente da ATP (Associações dos Transportadores de Passageiros), o advogado Edson Coelho Reis, com salário de R$ 15.625,25 e mais benefícios. A ATP reúne as concessionárias de ônibus de Porto Alegre, faz lobby aberto por aumentos dos valores de passagens e obstrui todas as tentativas de promover licitação na área, o que jamais ocorreu na história da cidade. Leia tudo a seguir:

Já seria, no mínimo, estranhíssimo, uma vez que a ATP é tradicional financiadora de campanhas eleitorais de políticos em Porto Alegre. O presidente da ATP, Enio Reis, tem um sítio na zona sul de Porto Alegre onde reúne vereadores e outros políticos regularmente, para partidas de futebol seguidas de churrascadas regadas a uísque de boa qualidade. Se o homem é tão rico, por que seu filho precisaria de uma CC na prefeitura de Porto Alegre, no governo de José Fortunati.

. Mas, a situação se apresenta ainda mais complicada quando se descobre que a ATP integra agora a carteira de clientes corporativos da Procempa. Desde maio deste ano os serviços de circuitos especializados Metrolink estão interligando redes da ATP e de algumas empresas de ônibus de Porto Alegre, utilizando conexões de rádio digital e fibra ótica da Infovia Procempa.

CLIQUE AQUI para ler mais.

156 pode entrar em colapso a qualquer momento em Porto Alegre

Venceu no dia 17 o contrato de manutenção da prefeitura de Porto Alegre com a empresa paranaense ABL System. Assim, o sistema 156, que conecta os moradores da capital gaúcha com os serviços fornecidos pela prefeitura, pode entrar em colapso a qualquer momento. Ninguém se atreve na Procempa ou no gabinete do prefeito José Fortunati (PDT) a tomar qualquer iniciativa no sentido de resolver a situação. 

. O caso é de gestão pública temerária.

Anrade Gutierrez vendeu quase metade do seu negócio da Arena do Inter para o BTG Pactual

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a entrada do grupo BTG Pactual no capital da empresa contratada para reformar, modernizar e explorar economicamente o Beira Rio, estádio do Sport Clube Internacional, localizado em Porto Alegre (RS). O controle acionário da BRio, uma sociedade de propósito específico (SPE), continuará com a AGSA. A holding do grupo Andrade Gutierrez, da construtora de mesmo nome, manterá 50% do capital mais uma ação. O grupo do Banco BTG Pactual vai adquirir os cerca 49% restantes por intermédio do FIP Beira Rio, um fundo de investimento em participações.

O contrato entre a Andrade Gutierrez e o clube Internacional foi anunciado em março de 2012, já com financiamento de R$ 271,5 milhões aprovado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), 71,8% do total do projeto. O contrato prevê que a BRio vai compartilhar com o Inter a gestão do estádio por 20 anos.

. Nesse período, a empresa vai explorar, operar e administrar, além do estádio, outras áreas do Complexo Beira Rio, como um edifício garagem e espaços para bares e lojas (locação) e para publicidade.


. O Cade entendeu que a entrada do BTG Pactual no negócio "não suscita preocupações de ordem concorrencial".

Aporte do BNDES encorpa MPX. O grupo investirá em duas megausinas térmicas na região de Candiota.

O BNDES colocou R$ 82 milhões na MPX, braço de energia de Eike Batista, para manter sua participação de 10,3% após o aumento de capital da empresa.

. Isto garante os investimentos previstos para duas novas megausinas de energia movida a carvão na região de Candiota, investimento calculado em R$ 3 bilhões e que já conta com o apoio fiscal e financeiro do governo do RS.

. Quando se concluir a operação de aumento de capital, no fim do mês, o controle da MPX passará para a sócia de Eike, a alemã E.ON. Foram subscritas 65,5% das ações do aumento de capital social de R$ 800 milhões, com sobra de 42,79 milhões de ações. Amanhã, começa o período de reserva de sobras.

De acordo com o analista-chefe da Geral Investimentos, Carlos Müller, a MPX é o melhor ativo do grupo EBX, e, para um banco como o BNDES, faz sentido manter a participação, mesmo pagando um prêmio de quase 30% sobre o preço atual da ação. Ontem, a MPX fechou cotada a R$ 5,07, alta de 1,2%.

Definição da política cambial derruba cotação do dólar. Veja, aqui, entrevista que explica melhor o que aconteceu.

A moeda americana foi conduzida ontem a maior queda percentual diária em quase dois anos, de mais de 3%, para o menor nível em mais de uma semana. O mercado reagiu ao anúncio ontem do programa de leilões de câmbio anunciado pelo Banco Central, que amenizou preocupações com a estratégia de atuação da autoridade monetária e a oferta de liquidez e “hedge” ao mercado.

. No fechamento, o dólar comercial caiu 3,25%,  fechando a cotação em R$ 2,353. É a maior queda percentual diária desde 23 de setembro de 2011, quando a moeda terminou em baixa de 3,48%. O patamar é o menor desde a última quinta-feira, quando o dólar encerrou em R $ 2,339.

. O dólar para setembro caía 3,68%, para R$ 2,352.

. A seguir, examinem entrevista com Solange Srour, economista-chefe da ARX Investimentos; e Cláudio Frischtak, presidente da Inter B Consultori, que explicam para a Globonews o que há com o mercado de câmbio. A entrevista foi conduzida por Miriam Leitão. O material é de ontem a noite, sexta-feira. 
CLIQUE AQUI para ver.

Espanhóis da Enerfin (Parque de Osório) abiscoitam sozinhos novas usinas eólicas para o RS

A Enerfin do Brasil, dona do primeiro grande parque de geração de energia eólica do RS, Osório,  foi o único empreendedor gaúcho que conquistou novos empreendimentos eólicos para o Rio Grande do Sul no Leilão de Energia de Reserva 2013  realizado hoje, dia 23 de agosto,   pela Câmara de Comercialização de Energia (CCEE). Atualmente, a empresa do grupo espanhol Elecnor possui 300 MW em operação no Estado, representando cerca de 15% da potência eólica instalada em todo o país. Considerando-se os projetos vencedores no leilão de hoje, a empresa já tem contratado mais 230 MW até 2017, resultando em um total superior 500 MW de energia eólica 

. O montante contratado resulta em novos 80,5 MW, distribuídos entre os ParquesEólicos Cabo Verde 4 (29,9 MW), Cabo Verde 5 (16,1 MW), Granja Vargas 2 (18,4 MW) e Granja Vargas 3 (16,1 MW), todos situados no município de Palmares do Sul (RS), onde a empresa já possui um complexo eólico em operação contando com 50 MW de potência instalada e mais 100 MW adjudicados em leilões anteriores.
Os projetos vencedores deste leilão deverão entrar em operação comercial até 1° de setembro de 2015.

O melhor programa deste final de semana abriu esta manhã em Esteio

Mesmo com chuvas fortes caindo neste sábado na Grande Porto Alegre e previsão de mais chuvas nos próximos dias, mais de meio milhão de visitantes passarao por Esteio até 1 de setembro, onde representantes do agronegócio e do governo estadual abrem a 36ª Expointer. A abertura foi programada para este sábado. O evento corre atrás do recorde de R$ 2,5 bilhões em vendas 

. Quem vive da agricultura sabe que momentos como este, que combinam safra abundante e preço remunerador, são raros.

. A previsão é de chuva forte, o que pode tornar mais rápida a tradicional caminhada pela feira após a abertura dos portões, às 9h. Estão previstos os desembarques de quatro ministros brasileiros na exposição e, se repetir o que fez da última vez, em 2011, a presidente Dilma Rousseff só deve resolver a vinda 72 horas antes da abertura.

CLIQUE AQUI para conhecer toda a programação, saber os preços e como chegar até o Parque Assis Brasil.