Dilma reúne 28 empresários para fazer de conta que está preocupada com a desindustrialização que seu próprio governo provoca

Saiu a reunião da Presidente Dilma Rousseff com 28 empresários brasileiros, a maior parte dos quais industriais. Com ela estavam os Ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Fernando Pimentel. Dilma Rousseff reuniu todos eles para passar a imagem de que não quer destruir a indústria brasileira, embora esteja fazendo isto, porque seu governo é entreguista, já que executa uma política econômica perversa, que  abriu as portas aos produtos estrangeiros e engorda a pauta de exportações com produtos primários, tal como fazia o Brasil Colônia.

. A relação a seguir é de quem esteve lá no beija-mão que não levou a nada, porque este tipo de assembleia geral não resolve nada nem mesmo entre estudantes. O RS mandou três industriais, dois deles identificados pelo Planalto com títulos que não são deles:
- Paulo Tigre não é Presidente da Fiergs, já que o cargo é do opaco afilhado dele, Heitor Muller.
- Jorge Gerdau não é Presidente da Gerdau, porque o Presidente é o filho dele, André Gerdau. Aliás, da lista dos convidados, Gerdau era o único que não precisava de convite, porque ele é membro do governo, já que recebe salário do Palácio do Planalto como assessor direto da Presidente Dilma.


Estiveram no Planalto nesta quinta-feira os empresários Eike Batista, presidente do grupo EBX (vários); Murilo Ferreira, presidente da Vale (mineração); João Castro-Neves, presidente da Ambev (bebidas); Frederico Curado, presidente da Embraer (aviação); Roberto Setúbal, presidente do Itaú Unibanco (banco); Lázaro Brandão, presidente do conselho do Bradesco (banco); Luiz Trabuco, diretor-executivo do Bradesco (banco); Joesley Batista, presidente do conselho do grupo JBS (frigorífico); Marcelo Odebrecht, diretor-presidente do Grupo Odebrecht (vários); Luiz Nascimento, do Grupo Camargo Corrêa (vários); Otávio Azevedo, presidente da Grupo Andrade Gutierrez (vários); Paulo Skaf, presidente da Fiesp;  Luiza Trajano, presidente do Magazine Luiza (comércio); Antônio Carlos da Silva, diretor-executivo do Grupo Simões (vários); Josué Gomes, presidente da Coteminas (tecidos); André Esteves, BTG Pactual (banco); Pedro Passos, co-presidente do conselho da Natura (cosméticos); Paulo Tigre, presidente da Fiergs; Alberto Borges, presidente da Caramuru Alimentos (alimentos); Amarílio Proença, diretor-presidente da J. Macêdo (alimentos); Carlos Sanchez, presidente do conselho da EMS (medicamentos); Ivo Rossset, proprietário do Grupo Rosset (tecidos); Ricardo Steinbruch, presidente da Vicunha (tecidos); Daniel Feffer, diretor vice-presidente corporativo da Suzano (papel e celulose); José Antonio Martins, membro do conselho de administração da Marcopolo (carrocerias) e presidente da Associação dos Fabricantes de Ônibus (Fabus); Cledorvino Belini, presidente da Fiat (automóveis); Robson Andrade, presidente da CNI; e Jorge Gerdau, presidente da Gerdau (siderurgia).

ENTREVISTA - Somos contra esta MP. Votarei contra.

Jerônimo Gorgen, Deputado Federal do PP do RS, relator da MP 556/2011

Esta Medida Provisória 556/2011 está parecida com um balaio de gatos, onde cabe tudo.
Entre outras coisas, ela prevê aumento em até 9,25% da alíquota do PIS e Cofins, além da elevação da Cide incidente sobre o etanol. Mas não é só isto.

O senhor é o relator da MP. O que vai dizer?
Eu sou contra. Nesta quinta de manhã, visitei a Fiesp, que também é contra.

O que o senhor fará?
Meu relatório irá no sentido contrário da MP, buscando, inclusive, a isenção tributária de equipamentos de irrigação e a equalização tributária do arroz importado.

Que misturada, hein?
Eles quiseram assim. Misturaram até questões ligadas ao Programa Minha Casa Minha Vida e à Previdência

Quantas emendas já foram apresentadas?
41, mas só acatarei 12.

Senadores pedem o fim do embargo dos EUA a Cuba, mas rejeitam pedido de liberdade em Cuba

* Clipping do Facebook de Percival Puggina, esta tarde, Porto Alegre.


Sabem o que aconteceu hoje na Comissão? O senador Suplicy apresentou dois requerimentos sobre mensagens a serem enviadas. O primeiro propunha uma mensagem aos EUA pedindo a suspensão do embargo a Cuba (aquele embargo fajuto sobre o qual muito já escrevi) e a desocupação de Guantanamo. O segundo, ao governo cubano pedindo a liberdade de presos políticos e o fim da restrição às viagens de cubanos ao exterior.

Sabem o que aconteceu? A comissão aprovou o primeiro e rejeitou o segundo alegando que se tratava de interferência em assuntos internos de Cuba... Essa posição de duas caras, com lógica de jumento, foi capitaneada pelo senador Delcídio do Amaral.
 



Na foto, balseiros cubanos tentando fugir do País. Os senadores brasileiros, ao rejeitarem proposta para apelar por livre movimentação para os cubanos, alegaram que interferiram nos assuntos internos da ditadura, o que perpetua cenas como as da foto.

Classe C continua a crescer no Brasil, aponta pesquisa nacional

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (22) mostra que a classe C continuou a crescer no Brasil em 2011. Na Região Sul,  os percentuais mostram  20% na classe baixa, 60% na média e 19% na alta. O Rio Grande do Sul tem mais de 50% da população nessa classe social e é o terceiro estado  brasileiro com a maior porcentagem de população na classe média, num percentual de 60%.

. Conforme a pesquisa feita pela Cetelem, financeira do grupo francês BNP Paribas em parceria com o instituto Ipsos, a participação desse estrato social no total da população brasileira foi de 54% no ano passado, enquanto em 2010, representou 53% da população. O estudo mostrou ainda que mais de 2,7 milhões de pessoas migraram das classes DE para a C no último ano. Já as classes AB contaram com a entrada de 230 mil pessoas vindas da C.  a classe C foi a única camada da população cuja renda média familiar cresceu em 2011. A evolução foi de 8%, passando a receber R$ 1.450. Já as classes AB e DE tiveram uma ligeira queda na renda. No caso da AB, a renda caiu de R$ 2.907 em 2010 para R$ 2.893 no ano passado. A renda da classe DE diminuiu de R$ 809 para R$ 792 no mesmo período.

. Hoje, 103 milhões de pessoas fazem parte da Classe C.

. O conceito da pesquisa não considera a renda, mas a posse de itens como eletrodomésticos, veículos, quantidade de cômodos na casa e grau de instrução do chefe de família.

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre - 1º lugar de Veja em 2010 e 2011 
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br   

Safra argentina de soja e milho despenca. Saiba, também, como está o cenário atual no RS.

As más notícias sobre a safra de grãos argentina deste verão foram conhecidas nesta quinta-feira, quando o governo finalmente reconheceu severas perdas dos dois produtos, soja e milho, que são os carros-chefes da produção agrícola do País.

. A seguir, os primeiros números, em milhões de toneladas, referem-se às colheitas já iniciadas, enquanto que os segundos números são relativos ao total projetado pelo governo até o início da semana:
Soja – 44/52
Milho – 20,2/28

. Não são más notícias para o Brasil, o que inclui, como se sabe, o Rio Grande do Sul, porque menor produção de alimentos significa escassez do produto e consequentemente preços em alta.
 
. O editor procurou nesta quinta-feira o diretor da Brasoja, Antonio Sartori, para saber como se configura a colheita de soja, milho e arroz, já iniciados no Estado, e verificar se houve alguma mudança nas péssimas informações sobre a quebra das safras de grãos. Eis os números em milhões de toneladas, surgindo em primeiro lugar os dados sobre a safra sendo colhida e em segundo lugar os números do ano passado:
Soja – 12,5/6.
Milho – 5,8/3
Arroz – 9/8  
Trigo – 2,7/2
Outros – 530 mil/400 mil

. No total, o RS colherá este ano a quantidade de 19,5 milhões de toneladas, algo como 10 milhões de toneladas a menos do que o total do ano anterior.

. Preços?

. É Antonio Sartori quem conta: “São muito bons, mas não compensam as perdas nem de longe. A tonelada da soja, por exemplo, posta em Rio Grande, tem o mesmo valor de igual período do ano passado: US$ 530.

- Os reflexos da quebra da safra sobre a economia gaúcha serão devastadores em 2012. O complexo do agronegócio representa 40% do PIB. Em muitas regiões do Estado, o comércio já desacelera.

Produtores rejeitam aumento de tributos na MP 556/2011

A mobilização do setor do Agronegócio é grande para rejeitar o aumento de impostos previstos na Medida Provisória 556/2011, que prevê aumento em até 9,25% da alíquota de PIS/Cofins e a elevação da Contribuição sobre Intervenção no Domínio Econômico (Cide) incidente sobre o etanol.O relator da MP na Câmara Federal, Deputado Jerônimo Goergen, é radicalmente a essa proposta e antecipou que acatará, em seu relatório, emendas que permitam a reversão do aumento de tributos. “Nosso relatório vai no sentido contrário, buscando inclusive a isenção tributária de equipamentos de irrigação e a equalização tributária do arroz importado”, exemplifica.

. Das 41 emendas apresentadas, o relator acatou somente 12; entre elas a proposta encaminhada pelas centrais sindicais, que isenta a participação dos lucros e resultados dos trabalhadores da incidência de Imposto de Renda. Outra emenda que será acatada, é que isenta as multas do supersimples naquilo que foi renegociado.

. Além de tributar o setor produtivo, a MP 556 trata de assuntos diversos, como questões previdenciárias e alterações no Programa Minha Casa Minha Vida.

Justiça do Trabalho repassou R$ 15 bilhões a trabalhadores brasileiros em 2011 e Rio Grande do Sul pagou mais de R$ 1,5 bilhão

A Justiça do Trabalho repassou R$ 15 bilhões a trabalhadores que ajuizaram ações ou fizeram acordos em 2011. Segundo levantamento feito pelo Tribunal Superior do Trabalho, o valor é 32% mais alto do que os R$ 11,2 bilhões registrados em 2010. Do total de 2011, R$ 10,7 bilhões, ou 72%, decorrem de execuções trabalhistas encerradas. O Rio Grande do Sul figura em quarto lugar com o pagamento de R$ 1.573.693.210,6.

. Na faixa de R$ 1, 5 bilhão ficaram também a  1ª Região (Rio de Janeiro) e  a 9ª Região (Paraná).

. De acordo com o relatório, a 2ª Região da Justiça do Trabalho, que abrange a região metropolitana de São Paulo e a Baixada Santista, foi a que mais pagou no ano passado. Foram R$ 2,5 bilhões, ou 16% do total pago no país. O restante do estado de São Paulo, que corresponde à 15ª Região, foi responsável pelo pagamento de mais R$ 1,5 bilhão.

Ministro da Agricultura vai pedir fim do embargo a exportação de carnes gaúchas para a Rússia

O Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, viaja para Moscou na próxima semana para discutir a retirada dos entraves à importação de carnes brasileiras, impostos pelas autoridades sanitárias russas em junho do ano passado. Alegando "questões técnicas", os russos suspenderam as importações de carnes de frigoríficos situados no Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso.

. Mendes Ribeiro tem encontro marcado com a Ministra da Agricultura da Rússia, Yelena Skrynnik, dia 30,  quando irá entregar o relatório sobre o cumprimento das normas sanitárias exigidas pelas autoridades russas nos três Estados embargados, a fim de conseguir a retomada imediata da comercialização. Ele adiantou que recebeu a confirmação da liberação de mais uma planta que está sobre embargo provisório.

. Segundo o Ministério da Agricultura, para agilizar as negociações e resolver as pendências técnicas que ainda barram o comércio de carnes dos três Estados com a Rússia, o Secretário de Defesa Agropecuária, Enio Marques, chegará em Moscou dois dias antes do Ministro. Marques realizará as primeiras reuniões com as autoridades russas e deverá definir os últimos detalhes da missão daquele país que visitará as plantas brasileiras em breve.

. O Brasil é hoje um dos principais provedores de carne à Rússia, com 35% das importações de carne de porco, 45% da bovina e 19% da carne de aves, conforme dados do Instituto de Marketing Agrícola de Rússia.

. A última missão russa esteve no Brasil no final de novembro do ano passado.

Indústria de produtos plásticos no Rio Grande do Sul espera crescer 4% em 2012

A expectativa da indústria de produtos plásticos no estado é crescer cerca de 4% em 2012, conforme anunciou nesta quinta-feira (22) o presidente do Sinplast (Sindicado das Indústrias de Material Plástico do Rio Grande do Sul), Alfredo Schmitt. Os números gerais do setor mostram um faturamento em 2011 de R$ 4.786 milhões, com um consumo de 511 mil toneladas de resinas e a geração de 29.223 novos empregos. Para esse ano já estão garantidos, adiantou Schmitt, R$ 24 milhões de investimentos para o setor.

. O presidente do Sinplast afirmou que as expectativas do setor em 2012  são positivas quanto a evolução de apoio do Governo do Estado no crescimento da indústria, com o programa setorial a ser lançado; referente ao modelo de competitividade que a indústria plástica gaúcha busca, relacionado ao preço de matérias-primas ou de insumos e esperança quanto à política de desoneração da folha de pagamento funcional das empresas, que pode incluir o setor plástico nesse projeto.

. A crítica do setor de plásticos é quanto o crescimento da entrada de produtos importados no país, em especial asiáticos,  que pode causar a desindustrialização do setor.

. Em 2011 houve um recuo de 2,6% no consumo de de resinas, em relação a 2010.

. Em termos de participação do Rio Grande do Sul no consumo de resinas no Brasil, o estado tem 7,9% desse mercado.

Rio Grande do Sul é um dos cinco maiores produtores de leite no Brasil

Dados da Embrapa, apresentados em um  workshop da cadeia do leite, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), mostrou que a cadeia produtiva do leite é uma das mais importantes do complexo agroindustrial brasileiro. Movimentando, anualmente, cerca de US$10 bilhões e emprega aproximadamente três milhões de pessoas. Os principais produtores de leite no mundo são os Estados Unidos, Índia, China, Rússia e Brasil.

. No Brasil, os maiores produtores são Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e São Paulo.

Pesquisa sinaliza maior interesse das famílias gaúchas por bens duráveis e queda na confiança em relação ao emprego

Pesquisa realizada pela  CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), divulgada hoje pela Fecomercio-RS, mostra que , no mês de março, chamou a atenção o resultado isolado conquistado pelo indicador de momento para o consumo de bens duráveis, que atingiu 166,9 pontos, um acréscimo de 17% na comparação com o mês anterior. A intenção de Consumo das Famílias gaúchas (ICF-RS) também apresentou elevação de 6,7% em março em relação ao mês anterior, alcançando 127,4 pontos. O único indicador a apresentar queda no mês foi a confiança em relação ao emprego atual (-8,4%).

. Para o presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, Zildo De Marchi,  “A combinação de taxas de juros mais acessíveis e preços mais baixos, como reflexo da apreciação cambial, têm possibilitado esse momento positivo para a compra de bens duráveis”.

. A perspectiva de consumo mostrou elevação de 11,4% em relação a fevereiro e atingiu um patamar superior a março de 2011. Com isso, o indicador recuperou parte da perda dos últimos quatro meses. No entanto, a intensa variabilidade do índice faz com que sejam necessários esperar os próximos meses para se verificar se isso se confirma ou não como uma tendência de melhora da perspectiva de consumo.

 . Os resultados de Março são:
ICF-RS: 127,4 pontos;
Emprego Atual: 127,7 pontos;
Renda Atual: 137,9 pontos;
Perspectiva Profissional: 117,8 pontos;
Acesso a Crédito: 122,3 pontos;
Nível de Consumo Atual: 99,8 pontos;
Perspectiva de Consumo: 119,6 pontos
Momento para Duráveis: 166,9 pontos.

CLIQUE AQUI para acessar a análise econômica detalhada.

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre - 1º lugar de Veja em 2010 e 2011 
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br   

Greve dos vigilantes traz transtornos a quem precisa utilizar serviços bancários

A greve dos vigilantes privados, decretada na manhã desta quinta-feira, já começou a produzir estragos. Boa parte das agências bancárias da Capital não abriu para o atendimento externo por falta de segurança. Apenas os caixas eletrônicos estão disponíveis.

. A Brigada Militar foi acionada para reforçar a segurança próximo a agências que decidiram abrir ao público, mas com número reduzido de vigilantes.

. A categoria, que saiu em marcha com cerca de 300 pessoas pelas ruas centrais da cidade, agora está concentrada defronte ao sindicato patronal, na avenida Getúlio Vargas.

CNI alerta para crescimento da venda de produtos industriais importados

De acordo com a Confederação Nacional da Indústria, quase 20% dos produtos industriais vendidos no país em 2011 foram importados. Entre 2010 e 2011, o aumento no percentual foi de 2%, chegando a 19,8%. O maior valor desde 1996, quando inicia a série histórica.

. Foram registrados os maiores crescimentos na venda de importados nos setores de informática, eletrônicos e produtos ópticos.

Ao menos uma boa notícia para os professores: as promoções antigas serão pagas a partir de novembro

A Secretaria Estadual da Educação anunciou nesta quinta-feira que começará em novembro o pagamento das promoções de professores por merecimento e por antiguidade, que está atrasado desde 2003.

. Ainda não é conhecido o número total de professores que terão direito ao pagamento, nem o valor total do passivo.

. No final do ano passado, o governo alterou os critérios de promoção dos professores, mas neste caso, serão utilizados os que eram aplicados na época a que os professores fazem jus.

. As últimas promoções ao magistério ocorreram em 2002, ainda no governo Olívio Dutra. Contudo, elas só foram quitadas em 2011, quando 9.606 docentes efetivamente subiram na carreira, com impacto financeiro de R$ 15 milhões.

Desemprego é o menor desde 2002 na Grande Porto Alegre

O desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre foi de 4,1% em fevereiro. Os dados são do  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a menor taxa para o mês desde o início da série histórica, em 2002. Sobre fevereiro de 2011, houve queda de 0,3%.

.O IBGE informou que  em fevereiro de 2012, havia 3,5 milhões de pessoas em idade ativa (PIA) na Região Metropolitana de Porto Alegre, o que representou estabilidade no mês e crescimento de 1,3% no ano.

. O rendimento médio real da população ocupada na Região Metropolitana de Porto Alegre, estimado em R$ 1.575,00, em fevereiro de 2012, apresentou redução de
2,4% em relação a janeiro de 2012.

Opinião do leitor - Assassinato de brasileiro na Austrália demonstra que Taser é arma mortífera

Assassinato de brasileiro na Austrália demonstra que Taser é arma mortífera

Quando te referiste ao Taser como arma não letal, segura? Contestei. Veja o que aconteceu na Austrália, ainda por cima, com um brasileiro. Policial ruim e despreparado tem em todo o planeta, ainda mais em países racistas como a Austrália. Os animais dispararam 3 ou 4 vezes contra o rapaz, um crime brutal. Eram cinco policiais, eles poderiam facilmente imobilizar o jovem, mas preferiram assassiná-lo, ou seja, menos um estrangeiro para incomodar.

O Taser mata com certeza e este não foi o primeiro e nem será pó último assassinato cometido com esta arma. Os policiais australianos assassinaram a sangue frio uma pessoa desarmada, uma brutal desproporção de força, que escancara a impaciência e a intolerância de entes públicos que portam armas, sejam elas quais forem. Esta arma, tida como não letal, quando foi colocada em circulação não levou em conta os estudos que muitos cientistas das áreas medicas solicitaram que fossem levados em conta. Existem milhões pessoas que são portadoras de alguma anomalia cardíaca, e as mais comuns são a arritmia cardíaca e o prolapso da válvula mitral, a maioria dos portadores destas anomalias poderão morrer ao serem alvejados com esta geringonça. 
Luiz Escaramuzi Garcia, Estância Velha, RS. 

Artigo - Estado laico é diferente de Estado antirreligioso

Por Paulo Henrique Hachich De Cesare

Há poucos dias foi noticiado que o Conselho da Magistratura do TJ/RS, em decisão unânime, acatou pedido da Liga Brasileira de Lésbicas e de outras entidades sociais sobre a retirada dos crucifixos e símbolos religiosos nos espaços públicos dos prédios da Justiça gaúcha[1]. E prosseguia a notícia: Disse o magistrado que resguardar o espaço público do Judiciário para o uso somente de símbolos oficiais do Estado é o único caminho que responde aos princípios constitucionais republicanos de um Estado laico, devendo ser vedada a manutenção dos crucifixos e outros símbolos religiosos em ambientes públicos dos prédios. A decisão acima citada, segundo entendemos, subverteu o conceito de Estado Laico e mais particularmente do Estado brasileiro, como delineado pela Constituição Federal de 1988.

Como é de sabença trivial, Estado laico, secular ou não confessional é aquele que não adota uma religião oficial e no qual há separação entre o Clero e o Estado, de modo que não haja envolvimento entre os assuntos de um e de outro, muito menos sujeição do segundo ao primeiro. Portanto, de plano se verifica que Estado laico não é sinônimo de Estado antirreligioso.

Antes de prosseguir, convém repisar a diferença entre dois conceitos: laicidade e laicismo.
De modo bastante sucinto, a laicidade é característica dos Estados não confessionais que assumem uma posição de neutralidade perante a religião, a qual se traduz em respeito por todos os credos e inclusive pela ausência deles (agnosticismo, ateísmo). Já o laicismo, igualmente não confessional, refere-se aos Estados que assumem uma postura de tolerância ou de intolerância religiosa, ou seja, a religião é vista de forma negativa, ao contrário do que se passa com a laicidade.

A Constituição Federal de 1988, como de resto a maioria das anteriores, não permite nem mesmo que se cogite ou suspeite de laicismo no Estado brasileiro. Com efeito, qualquer ideia de laicismo é repudiada ab ovo, pois já no preâmbulo de nossa Carta é solenemente declarado: “promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil” (g.n.). Obviamente, um Estado que se constitui sob a proteção de Deus pode ser tudo, menos um Estado ateu ou antirreligioso.
Decerto, porém, que o apreço e o reconhecimento dos valores religiosos não ficaram somente no preâmbulo. Longe disso, a Constituição de 1988 foi bastante zelosa ao dispor sobre estes valores.

CLIQUE AQUI para ler o artigo completo.

Vigilantes da Capital entram em greve por 15% de reajuste salarial

O Sindicato dos Vigilantes decretou nesta quinta-feira greve por tempo indeterminado em Porto Alegre. Uma passeata reunindo cerca de 300 participantes parou o trânsito no centro da Capital, esta manhã, para marcar o início da paralisação.

. A caminhada iniciou na avenida Borges de Medeiros e se concentrou, posteriormente, à frente da sede da empresa Rudder, no bairro Praia de Belas. A Rudder é a maior empresa de segurança privada gaúcha.

. A categoria está pedindo 15% de reajuste salarial e melhores condições de trabalho.

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre - 1º lugar de Veja em 2010 e 2011 
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br   

Disputa eleitoral em Canoas já começa a delinear seu perfil

Segunda maior cidade gaúcha em número de habitantes, Canoas começa a ter desenhado seu cenário eleitoral. Quatro pré-candidatos já vêm mantendo conversas de bastidores para alinhavar indicações e apoios.

. O ex-vereador e ex-deputado estadual Coffy Rodrigues (PSDB) lidera as tratativas dos tucanos para a formação de uma grande aliança para enfrentar o atual prefeito, Jairo Jorge (PT), que tentará a reeleição, novamente com o PP como vice.

. O DEM deve vir com o presidente de seu conselho político, Cláudio Faccin, enquanto a advogada Gisele Uequed, que em 2010 disputou pelo PV uma cadeira na Assembleia Legislativa, espera ter a indicação do PTN.

. O PMDB discutirá nesta sexta-feira se vai apoiar o prefeito Jairo Jorge ou se lançará a candidatura de César Mossine.

Preocupação do governo, agora, é com a política salarial dos policiais civis

A Ugeirm estima que a paralisação de dois dias da Polícia Civil, iniciada ontem e com término para amanhã à noite, esteja com 90% de adesão em todo o estado.

. Após este período, o sindicato determinará que escrivães, inspetores e investigadores sigam com uma espécie de operação padrão (chamada “Cumpra-se a Lei”) até que o governo acene com uma proposta de reajuste que contemple seus pleitos.

. A categoria quer a adoção de uma política salarial verticalizada, isto é, que reajustes concedidos aos delegados sejam estendidos a toda força policial de forma equânime.

. Também exige que os aumentos prevejam que, para 2018, o piso inicial de um inspetor, por exemplo, hoje, em R$ 2.200,00, alcance R$ 8.300,00. A proposta do governo previa, para daqui a seis anos, R$ 4.900,00.

Cpers quer buscar o piso nos tribunais e pensa em greve de grandes proporções

O Cpers não descarta recorrer à Justiça para obrigar o governo a cumprir a lei, assinada pelo então Ministro da Educação Tarso Genro, e pagar o piso salarial nacional ao Magistério. Foi o que garantiu a esta página, nesta quinta, um dirigente da entidade.

. Entretanto, se vier a ingressar com uma ação, isto não acontecerá agora, devido à lentidão dos trâmites judiciais. A prioridade, neste momento em que a categoria já se encontra em estado de greve, é mobilizar os professores para fazer uma grande paralisação.

. O dirigente acredita que, diante da certeza de que o governo não pagará o piso nacional, os professores estão mais revoltados e inconformados do que nunca com seu parceiro histórico (o PT) e compreendem que, sem uma pressão maciça, o governo não reverá sua postura.

RS sediará, pela primeira vez no Brasil, encontro sul-americano de justiça histórica

Porto Alegre sediará entre os dias 30 de março e 1º de abril o 5º Encontro Latino-Americano por Memória, Verdade e Justiça. Terá como palco o Plenarinho da Assembleia Legislativa.

. Será a primeira vez que o encontro acontecerá no Brasil. As edições anteriores foram na Argentina, Uruguai, Chile e Bolívia.

. A promoção é do Movimento de Justiça e Direitos Humanos.

Região Sul é a que passa mais tempo na Internet, aponta pesquisa

A região Sul, que representa quase 20% da internet no Brasil, é a que tem maior número de horas gastas na web, com 26,8 horas ao mês. Os dados foram apresentados pela comScore, empresa de pesquisa de mercado que fornece dados de marketing e serviços para muitas das maiores empresas da Internet, e mostram que o Brasil é o sétimo mercado de internet no mundo.

. Conforme a pesquisa, as atividades em portais de notícias e em redes sociais, em especial no Facebook, aumentou o número de visitantes únicos brasileiros na web para 46,3 milhões em dezembro de 2011.

. Como o levantamento desconsidera os visitantes únicos provenientes de dispositivos móveis e de computadores localizados em lan houses, a estimativa é que o Brasil já deva estar entre os maiores mercados de internet do mundo. E, se incluídos os dados de dispositivos móveis e lan houses, o país chegue a 85 milhões de visitantes únicos.

EUA anunciarão novas medidas para facilitar vistos de entrada de brasileiros

O Consulado dos EUA em São Paulo anunciou nesta quarta-feira que o governo americano adotará novas medidas para facilitar a entrada de brasileiros naquele país. As mudanças, que serão detalhadas na segunda-feira, servirão para facilitar a passagem pelo serviço de imigração na chegada aos EUA.

. Pelo texto divulgado nesta quarta-feira, um projeto-piloto foi desenhado e sua fase inicial será com um grupo de 150 pessoas. "O programa faz parte dos esforços do governo norte-americano para facilitar viagens de brasileiros aos Estados Unidos", diz o texto do consulado. Os detalhes serão apresentados na Câmara Americana de Comércio (Amcham), em um evento com o embaixador Thomas Shannon, o adido de alfândega e proteção de fronteiras Jaime Ramsey e o CEO da Amcham, Gabriel Rico.

. Desde o ano passado, os Estados Unidos têm dito que pretendem facilitar a entrada de brasileiros. O movimento se deve tanto ao crescimento econômico daqui, com mais pessoas viajando, quanto à crise econômica internacional, que reduziu a quantidade de empregos por lá e fez crescer o interesse por turistas. Em julho, o consulado em São Paulo aumentou o número de funcionários encarregados de entrevistar os candidatos aos vistos e estipulou uma meta de aumentar de 2 mil para 2,8 mil o número de entrevistas diárias - 40% a mais. Outra medida foi a adoção de mutirões para reduzir as filas de espera. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Jornal Nacional amplifica nacionalmente a decisão do governo gaúcho de violar a lei do piso do magistério

Foi duríssima a reportagem do Jornal Nacional desta quinta-feira à noite, que acabou desnorteando o Palácio Piratini diante da ferocidade do apresentador William Bonner ao criticar frontalmente o Governador Tarso Genro no caso do pagamento do piso nacional do magistério.

. Quase ao final da matéria, o repórter dá voz a Tarso Genro, que mistifica completamente o assunto, ao declarar:
- Quem criou (o piso) que indique as fontes de onde sairá o dinheiro.

. Foi o próprio Tarso Genro quem assinou com Lula e outros ministros a lei do piso. Um dos artigos da nova lei (2008) prevê o reajuste do piso pelo índice Fundeb. Desde agosto do ano passado, depois de acórdão do STF, os Estados não têm mais o que discutir sobre o assunto e precisam cumprir a lei, coisa que Tarso Genro nega-se a fazer.

CLIQUE AQUI para examinar a reportagem do Jornal Nacional de ontem (áudio e video).

APROVEITE SEU CHOPE ARTESANAL
Bier Markt, Castro Alves 452, Porto Alegre - 1º lugar de Veja em 2010 e 2011
- Tudo harmonizado com petiscos inspirados na gastronomia alemã. Ar condicionado forte, segurança, estacionamento fácil. WWW.biermarkt.com.br   

Industriais e trabalhadores chamam atos públicos contra desindustrialização. Governo Dilma faz política econômica entreguista.

Cresce a cada momento a reação dos empresários brasileiros e de poucos políticos contra a política econômica do atual governo do PT, que desindustrializa a olhos vistos e torna a economia cada vez mais refém dos produtos primários. O governo do PT promove uma política econômica entreguista. A nota a seguir dá informações sobre os protestos que 30 entidades industriais e sindicais promoverão a partir do dia 26 em todo o País. Em Porto Alegre, a manifestação acontecerá no dia 26. Adverte a nota a seguir: “O governo não tem implementado ações capazes de reverter o atual quadro”.

Prezado Associado,
Lideranças representativas dos empresários e dos trabalhadores da indústria calçadista brasileira vêm travando uma grande batalha no sentido de alertar os governos federal e estaduais sobre o galopante processo de desindustrialização vivenciado pela indústria de transformação no Brasil. Infelizmente, apesar dos trabalhos bem fundamentados que vêm sendo apresentados,  o governo não tem implementado ações capazes de reverter o atual quadro.

O fato é que a situação vem se agravando e as entidades patronais e entidades que representam os trabalhadores, chegaram à conclusão de que é necessário aumentar o nível de pressão sobre o governo e, ao mesmo tempo, chamar a atenção da sociedade para as consequências que este processo de desindustrialização trará à sociedade. Neste sentido, estamos organizando uma GRANDE MOBILIZAÇÃO NACIONAL, onde trabalhadores e empresários realizarão manifestações públicas nos vários estados industrializados para cobrar medidas efetivas e emergenciais que possam minimizar imediatamente a invasão de produtos importados no mercado brasileiro e a perda de competitividade frente aos concorrentes internacionais. 

Temos convicção de que qualquer governo só se mobiliza mediante pressão, por isso é de fundamental importância o seu engajamento neste movimento, participando e incentivando os seus funcionários para que também participem. Vamos, juntos, chamar a atenção do governo e da sociedade para o ato de vandalismo econômico que vem sendo praticado contra a indústria de transformação brasileira.

A Abicalçados está apoiando este grande movimento nacional que é organizado por cerca de 30 entidades patronais e de trabalhadores, dentre elas: ABIMAQ; ABIPEÇAS; ABIFA; ABINEE; ABIPLAST; ABIQUIM; ABIT; CTB; CGTB; CNM/CUT; CNTM; FIESC; FIESP; FIEP; FIERGS; FORÇA SINDICAL; IABR; MOV. BRASIL EFICIENTE; SICETEL; SIMMERS; SIMEFRE; SINAFER; SIND. MET. ABC; SIND. MET. SP; SINDITEXTIL; UGT; UNE; ASS. PAUL. MUNICÍPIOS.

26/03 - Rio Grande do Sul
Cidade: Porto Alegre
Local: Largo Glênio Perez x Praça da Matriz
Horário: 13h

Senador do PDT ataca Tarso pelo descumprimento da lei do piso do magistério: "Ele só se despera com atrasos no Beira Rio"

O Senador Cristovam Buarque, ex-reitor da UnB e ex-ministro da Educação de Lula, voltou a atacar o governo do PT do RS nesta quinta-feira, acusando-o de descumprir a lei do piso nacional do magistério.

. O Senador do PDT já tinha pedido o impeachment de Tarso Genro por causa disto.

. Desta vez, Cristovam Buarque, que é o autor da emenda que corrige o piso pelo índice Fundeb, criticou também seus próprios companheiros de Partido, os deputados estaduais do PDT, que votaram com o governo no reajuste de 23,5% e pela rejeição à emenda do Deputado Frederico Antunes, PP, que exigia prazo para que o governo cumpra a lei. Disse o Senador:
- Fico imaginando o que estará pensando Leonel Brizola lá no céu.

. Em entrevista ao jornal Correio do Povo de hoje (página 4), o ex-ministro da Educação disse que os professores não devem fazer greves (ele é contra greves no magistério), mas recomendou que as pressões prossigam. Ele até exagerou ao sugerir que o Cpers invada o Beira Rio, ao avisar:
- Tarso só se desespera com atrasos no Beira Rio e não por descumprir a lei.