Gaúcha Kettermann será nova presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos

Patricdia Kettermann Nunes, atual presidente da Associação dos Defensores Públicos do RS, tomará posse no dia 2 de abril, em Brasília, na posição de presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos. Gaúcha de Porto Alegre, Patrícia foi criada em Bagé.


SAIBA TUDO
Csabo de Guerra - A guerra do Eixo do Mal contra o Governo Yeda

Se vocês quiserem entender melhor do que é capaz essa gente do PT, PSOL, PSTU, CUT, Cpers e toda a catrefa de aparelhos sindicais e ongueiros deles, mais seus aliados inocentes úteis, tratem de comprar Cabo de Guerra, o livro que congta em detalhes inéditos e de bastidores a batalha diária que o Eixo do Mal travou com o Governo Yeda. Conspirações de Tarso no Ministério da Justiça para usar a Polícia Federal como Polícia Política (conheça detalhes escabrosos da Operação Rodin), a aliança entre pai e filha para destruir reputações, o assassinato de Marcelo Cavalcante, a Execução de Milton Kruger, testemunha-chave de Paulo Salazar contra Raul Pont, a escandalosa intervenção do governicho Lula para desestabilizar Yeda. São 39 capítulos, 499 páginas, 70 fotos, R$ 35,00. Em Porto Alegre, compre hoje, sábado, e domingo, nas livrarias do Aeroporto, Cultura, Londres e Cameron. De qualquer parte do País, peça para polibio.braga@uol.com.br e receba sem custo de envio por Sedex, em 48 horas.

Brita repele aumento de tarifa para o Pólo de Gramado e exige que Daer pare de calotear o que lhe deve

É caso inédito e grotesco a decisão da Brita Rodovias, concessionária do Pólo de Gramado, que nesta sexta-feira rejeitou o aumento de tarifa concedido pela Agergs. A partir de segunda-feira, o pedágio passaria de R$ 7,90 para R$ 8,30.

. A decisão da Agergs foi estimulada pelo governo estadual.

. A Brita disse em nogta que não quer saber de conversa. Ela alegou que gastou R$ 2,6 milhões numa obra autorizada pelo Daer e que o Daer caloteia.

- A concessionária quer uma destas soluções:}

1) Reembolso imediato por parte do governo estadual.
2) Tarifa de R$ 11,30, valor real para cobrir a compensação
3) Manutenção da atual tarifa, mas extensão do prazo da concessão pelo período capaz de cobrir a compensação.

Criação de empregos formais tem pior janeiro em quatro anos

A geração de empregos com carteira assinada no país teve o pior mês de janeiro dos últimos quatro anos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

. Foram criados ao todo 28,9 mil empregos formais, uma queda de 75,7% em comparação com janeiro de 2012, quando foram abertas 118.895 vagas. Desde 2009 um mês de janeiro não registrava número tão baixo. Naquele mês, 101.748 vagas foram fechadas, em meio à primeira etapa da crise internacional.

. De acordo com o Ministério do Trabalho, o número é reflexo da crise internacional atual. Os setores que mais contrataram em janeiro foram indústria de transformação, construção civil e serviços.

Produção industrial tem melhora em janeiro, diz pesquisa da CNI

A produção industrial mostrou reação no mês de janeiro, após uma forte queda em dezembro. Os dados são da Sondagem Industrial, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria.

. A atividade industrial ficou em 48,6 pontos em janeiro, ante 41,2 pontos em dezembro de 2012. O índice é mais elevado que no mesmo mês do ano passado, quando fechou em 45 pontos, mas está abaixo dos 50 pontos, que é quando a CNI considera uma evolução positiva em uma escala de zero a cem.

. Classificando pelo tamanho das empresas, a produção industrial ficou em 51,3 pontos nas grandes empresas, 48,7 pontos nas médias e 42,9 pontos entre as pequenas. No total, foram ouvidas 1.817 empresas entre os dias 1 e 18 de fevereiro.

Governo Tarso Genro omite-se no caso da nova Lei Kandir, da Lei dos Royalties e da dívida com a União

O emblema do governo Tarso Genro, PT, parece ter sido emplacado pelo deputado socialista Beto Albuquerque, que foi seu secretário de Infraestrutura e Logística, uma espécie de jóia da coroa da administração pública estadual:

- Este é um governo que não faz.

. Mas é um governo que fala muito.

. “Fala muito quando os interesses vitais do RS não estão em jogo, como são os casos das compensações pelas isenções do ICMS incidente sobre produtos exportados, a renegociação da dívida com a União e os novos royalties do petróleo”, disse de modo ferino o deputado Alceu Moreira, PMDB, com quem o editor falou nesta sexta-feira a tarde sobre a nova Lei Kandir.

. Tarso Genro cala sobre os três pontos em exame pelo Congresso.  O que ele avisou:

1) A mudança da Lei Kandir pode elevar as compensações federais dos atuais R$ 380 milhões para R$ 2,4 bilhões por ano.
2) A nova lei dos royalties, dará R$ 600 milhões por ano ao RS.
3) A simples alteração do indexador da dívida com a União, resultará num ganho de R$ 7 bilhões.

. Acabariam os problemas financeiros do setor público estadual do RS.

. O deputado Alceu Moreira é relator da PEC da Lei Kandir e é presidente da Frente Parlamentar do Pré-Sal. Ele espera que o caso da PEC passe na Comissão de Constituição e Justiça até o final do mês, mas acha que os vetos de Dilma à Lei dos Royalties só seja apreciada depois de aprovado o Orçamento da União para este ano, ou seja, em abril.

- A omissão do governador Tarso Genro não é ato impensado. Alceu Moreira contou ao editor que em todas as reuniões que manteve com os secretários da Fazenda para pedir ajuda para a aprovação da PEC da Lei Kandir, o secretário Odir Tonnollier sempre foi ausente. 

NESTA SEXTA TEM O MELHOR CHOPE DO RS SEGUNDO VEJA
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Jornalista da Folha é agredida e xingada em evento do PT

* Clipping Redação Comunique-se


Profissional contratada pela Folha de S. Paulo, a jornalista Daniela Lima foi agredida durante a comemoração dos 10 anos de poder do PT, evento que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além de ministros e líderes de partidos aliados. Em matéria publicada pelo veículo, a informação dá conta de que a repórter foi chutada e xingada. Evento do PT aconteceu na noite dessa quarta-feira, 20. Na noite dessa quarta-feira, 20, a jornalista foi até o local da comemoração, um hotel próximo do Sambódromo do Anhembi, em São Paulo. O tumulto que acabou em agressão começou quando alguns militantes não conseguiram entrar no lugar, que, segundo a organização, receberia na noite aproximadamente mil pessoas.

. O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), que era convidado, também teve dificuldades com a situação. Ele avaliou que a organização poderia estar preocupada com o número de pessoas por causa do ocorrido em Santa Maria (RS). "É muita gente querendo entrar e acho que eles [a organização] estão preocupados por causa daquilo que aconteceu no Rio Grande do Sul", afirmou o prefeito, referindo-se ao incêndio na boate Kiss, que matou mais de 135 jovens no interior gaúcho.

Deputada tucana quer legalizar criação de albergues por parlamentares

Retornou à Assembleia Legislativa um assunto polêmico, que causou muita dor de cabeça a alguns parlamentares em um passado recente: a criação de albergues por deputados. Proposta de regulamentação deste tema é alvo de projeto de lei da tucana Elisabete Felice.

. Na justificativa, ela alega que a prática de manter albergues para abrigar pessoas do interior que estivessem na Capital para tratamento de saúde foi suspensa por falta de base legal, que ela agora propõe.

. Os custos dos albergues serão cobertos pela cota parlamentar, em limite de até 20%. Ficará vedada a exposição de material publicitário do mantenedor, como era prática no passado.

NESTA SEXTA TEM O MELHOR CHOPE DO RS SEGUNDO VEJA
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Artigo, Darcy Francisco Carvalho dos Santos - Os problemas da Petrobrás

* O governo saca em cima dos cofres da Petrobrás de modo impiedoso, mas faz isto com todos os contribuintes, conforme demonstra a charge ao lado.

Darcy Francisco Carvalho dos Santos, economista.
Artigo publicado nesta sexta-feira no Jornal do Comércio.

Apesar de contidos, como meio de combate à inflação, os preços da gasolina e do óleo diesel aumentaram mais de 15% - quase o triplo da inflação - nos últimos doze meses, devendo, ainda, receber mais reajustes. Isso porque a Petrobras está vendendo no mercado interno combustível comprado no exterior a preço maior, compra essa que se tornou necessária pela redução da produção e pelo aumento do consumo interno. Com isso, está obtendo prejuízo na conta do abastecimento, o que provocou redução de lucro de 36% em 2012, resultando em grande queda na cotação de suas ações na bolsa.Nem todo esse aumento foi sentido diretamente pelo consumidor, porque parte dele foi compensado pelo governo federal com a renúncia de arrecadação da Cide-combustíveis. Isso, no entanto, representou menos receita para estados e municípios, principalmente para estes últimos, que também perderam com a redução do IPI na venda de veículos, que enchem as ruas e contribuem para o aumento do consumo interno de combustíveis. Outro problema foi a mudança desnecessária do marco regulatório do petróleo vigente a partir de 1997 e estabelecido pela lei nº 9.478 (Lei do Petróleo), que autorizava a exploração de áreas, mediante licitação e contratos de concessão, com pagamento de royalties de 10% e participação especial de até 40%. Esse sistema fez com que entre 1997 e 2007 a produção triplicasse, ao passar de 600 mil para 1,8 bilhão de barris diários, e a participação do petróleo no PIB passasse de 2% para 10%.

Com as descobertas do pré-sal, em 2010, num retrocesso lamentável, foi alterado o sistema existente para o regime de partilha, em que a Petrobras passou a ter participação obrigatória de 30% na execução de cada contrato, o que está estrangulando sua capacidade de produção - resultando em queda de 2,3% em 2012 - e provocando carência de recursos financeiros e vários outros problemas. Foi uma mudança desnecessária que, junto com aos populismos referidos, explica quase todos os problemas da Petrobras.


Claudio Humberto diz que grupos que hostilizam Yoani lembram os 'camisas negras' da Itália fascista

Na coluna que publica diariamente em dezenas de jornais brasileiros, inclusive em O Sul, Porto Alegre, o jornalista Claudio Humberto lembra que os grupos de militância esquerdopata que hostilizam a blogueira Yoani Sanchez, impedindo-a inclusive de falar, de participar de debates, de lançar seu livro e até ameaçando com agressões físicas, como aconteceu na noite desta quinta-feira em São Paulo, têm um precedente histórico: quando a Itália foi subjugada ao regime fascista, o ditador Benito Mussolini estimulou a criação dos "camisas negras".

. O jornalista lembra que em geral os camisas pretas era um grupo composto por jovens exaltados e que esses grupos perseguiam pessoas ou instituições.

NESTA SEXTA TEM O MELHOR CHOPE DO RS SEGUNDO VEJA
Bier Markt
Vá conhecer na Barão do Santo Ângelo 497, ao lado do Leopoldina.
Agora, 24 torneiras de chope artesanal de várias partes do mundo, com barris alojados em câmera fria, servidos diretamente nos copos, sem serpentina. Cardápio diferenciado.
- Vá também na Castro Alves 452, três vezes seguidas
"A Melhor Carta de Cervejas", segundo Veja (2010, 2011 e 2012).

Déficit das contas externas brasileiras em janeiro tem pior resultado em 66 anos

O déficit das contas externas brasileiras em janeiro foi de US$ 11,3 bilhões, o pior desde 1947, quando se iniciou a série histórica do Banco Central.

. O resultado negativo tem influência do déficit na balança comercial, que no mês passado foi de US$ 4 bilhões, o pior da história. O alto valor de gastos de brasileiros no exterior - US$ 2,29 bilhões - e as remessas de juros, lucros e dividendos - US$ 3,8 bilhões - também refletiram nas contas externas.

. Também foi registrada queda no ingresso de investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira. Em janeiro, houve o ingresso de US$ 3,7 bilhões, contra US$ 5,4 bilhões no mesmo período do ano passado.

Artigo, Marco Antonio Villa - Os donos do Senado (um negócio entre pilantras)

* Título original: Os donos do Senado
Marco Antonio Villa

A República brasileira nasceu sob a égide do coronelismo. O federalismo entregou aos mandões locais parcela considerável do poder que, no Império, era exercido diretamente da Corte. Isto explica a rápida consolidação do novo regime justamente onde não havia republicanos. Para os coronéis pouco importava se o Brasil era uma monarquia ou uma república. O que interessava era ter as mãos livres para poder controlar o poder local e exercê-lo de acordo com seus interesses.

Mesmo durante as ditaduras do Estado Novo e militar, o poder local continuou forte, intocado. A centralização não chegou a afetar seus privilégios. Se não eram ouvidos nas decisões, também não foram prejudicados. E quando os regimes entraram em crise, na “nova ordem” lá estavam os coronéis. Foram, ao longo do tempo, se modernizando. Se adaptaram aos novos ventos econômicos e ao Estado criado a partir de 1930.

O fim do regime militar, paradoxalmente, acabou dando nova vida aos coronéis. Eles entenderam que o Congresso Nacional seria ─ como está sendo nas últimas três décadas ─ o espaço privilegiado para obter vantagens, negociando seu apoio a qualquer tipo de governo, em troca da manutenção do controle local.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

Artigo, Antonio Feldmann - Ataque à Yoani é a ponta do iceberg do movimento contra a liberdade de expressão

- Na cópia ao lado, o leitor poderá entender perfeitamente quem está estimulando os agressivos pequenos grupos de fascistas que tentam impedir a liberdade de exptressão no Brasil. Sobre a escatológica mensagem de Dilma, escreveu esta manhã o jornalista gaúcho Jayme Copstein:
"Confesso a mais profunda decepção com a sra. Dilma Roussef, Presidente da República. Em seu blog, esta senhora chama a cubana Yoani Sánchez de “blogueira rolabosta”. Não esperava da pessoa da sra. Dilma Roussef linguagem tão rasteira. Menos ainda de alguém que, investido na Presidência da República, ocupa a primeira magistratura do país"

* Antonio Feldmann, jornalista, vice-prefeito de Caxias do Sul.
Coordenador do PMDB na região dos Viunhedos.

Foi emblemática a reação medieval com que um grupelho desatualizado sobre convivência plural deu à blogueira cubana Yoani Sanchez, em sua visita ao Brasil esta semana. O “tapa na cara” democrático que ficou plasmado em sua mensagem precisa ser repetido pelos próximos anos como uma lição de convivência em sociedade. “Gostaria que as pessoas em meu País tivessem essa mesma liberdade para se manifestar”, recitou a blogueira. A manifestação hostil travestida de posição ideológica foi apenas a ponta do iceberg de um movimento contra a liberdade de expressão que deixou de ser latente entre nós. E isso me deixa preocupado como cidadão. Não é uma preocupação com a prática da boa política. Começa com a fragilidade dos seres humanos em geral para atuar num universo tecnológico que imprimiu insuportável velocidade nas transformações sociais. Essas mudanças exigem de nós uma cada vez mais correta leitura e ainda mais ágil reação para entender a extensão da responsabilidade que estamos assumindo em relação ao futuro.
  
Defender as liberdades de expressão e de imprensa não é pauta vencida. E nem bandeira velha ou desbotada. É imposição e necessidade premente, porque estamos falando de um dos grandes pilares da democracia.

Tem gente que se diz democrático, de esquerda e avançado intelectualmente, que se pudesse eliminar o adversário, não pensaria duas vezes. Tem gente que defende a liberdade de imprensa somente quando ela for a seu favor. A qualquer objeção ou crítica, essa convicção parece que se esvai. Alguns até conseguiram promover uma transfiguração semântica: a censura mudou de nome, passando a se chamar de regulação da mídia.

Sim, a blogueira cubana nos dá um caminho. Precisamos nos reinventar a partir da democracia de todos. Precisamos passar da fase analógica para a digital. Vitaminar a visão de liberdade e acreditar no olhar plural sobre todas essas mudanças.

Pedágio de Gramado aumenta para R$ 8,30 a partir de segunda. Concessionária não gostou. Dívida era do governo Tarso, que caloteou a Brita.

Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira, o Conselho Superior da Agergs (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS) decidiu pelo aumento da tarifa de pedágio do polo de Gramado de R$ 7,90 para R$ 8,30. O aumento é justificado pelo processo de reequilíbrio econômico-financeiro na concessão do polo, por obra em cortina atirantada na RS-115. O processo é consequência de ação judicial da concessionária contra o Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem)sobre a reconformação de estrutura de contenção realizada em 2011.

. O novo valor entra em vigor a partir da próxima segunda-feira, dia 25 de fevereiro.

. Em nota enviada ao jornalista André Machado, da Rádio Gaúcha, a Brita Rodovias contesta a posição de Agergs (agência reguladora), de que a empresa teria que arcar com as despesas da ruptura do muro de contenção na RS-115, que custou cerca de R$ 2,5 milhões. "Em nenhum momento a Brita Rodovias omitiu-se das suas responsabilidades, tendo informado ao DAER, tempestivamente, as condições não apenas da cortina que entrou em colapso, mas de todas as demais, no polo de Gramado. Problemas construtivos muito anteriores ao contrato de concessão foram identificados em estudos geotécnicos como os causadores dos sérios problemas apresentados por aquelas estruturas de contenção", afirma o superintendente, Eduardo Machado. Na nota, o empresário lembra que o direito da Brita já foi reconhecido pela 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, e que repasssar o valor da obra para a tarifa "não é a forma mais adequada de solucionar o desequilíbrio econômico e financeiro do contrato".

* Clipping blog do jornalista Mirón Neto.

Presídio Central vai contar com ouvidoria. Governo não ajuda os presos, mas quer ajudar os familiares dos presos.

A partir de março, o Presídio Central de Porto Alegre passará a contar com uma ouvidoria, voltada ao atendimento de familiares de presos.

. O serviço é inédito no Rio Grande do Sul.

Economia da zona do euro deve enfrentar nova recessão em 2013, diz UE

A Comissão Europeia prevê que a zona do euro não voltará a ter crescimento antes de 2014. Além disso, a economia dos 17 países do bloco deve encolher 0,35% em 2013, pelas previsões da Comissão, braço executivo da União Europeia.

. Isso significa que a zona do euro permanecerá na sua segunda recessão desde 2009, mais do que o previsto originalmente. Há expectativa por um crescimento de 1,4% em 2014, porém de acordo com analistas, há poucas esperanças de que uma redução das tensões no mercado financeiro da UE dê impulso para a economia real em breve.

. A Comissão estima ainda que a zona do euro terá déficit orçamentário médio abaixo de 3% em 2013 pela primeira vez desde 2008. O déficit médio deverá ficar em 2,8% do PIB e em 2,7% no ano seguinte. O desemprego na UE deve chegar a 12,2%, atingindo 19 milhões de pessoas.

Vereador quer que agências bancárias tenham raios-X na porta de entrada

O vereador Bernardino Vendruscolo (PSD) vai protocolar na próxima semana projeto de lei que obriga todas as agências bancárias de Porto Alegre a instalarem aparelhos de raios-X em suas entradas.

. A intenção do parlamentar é evitar o usual constrangimento a que clientes são submetidos quando as portas giratórias hoje existentes detectam algum objeto metálico, obrigando-os a exporem publicamente seus pertences.

. O custo com a aquisição e instalação dos aparelhos deverá correr por conta das instituições bancárias, frisa Vendruscolo.

Atividade econômica do país tem menor desempenho nos últimos três anos, diz Serasa

O Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica teve crescimento de 0,3% em dezembro, na comparação com o mês anterior, já descontadas as influências sazonais. Assim, o indicador acumula alta de 0,9% em 2012, menor desempenho dos últimos três anos (7,5% em 2010 e 2,7% em 2011).

. Na oferta agregada, o setor de serviços foi o único com crescimento no ano, com alta de 1,6%. A atividade industrial recuou 0,7% e a agropecuária, 1,0%. Na demanda agregada, os investimentos tiveram recuo de 3,6%. Os gastos de consumo das famílias tiveram elevação de 3,1%, e do governo, 3,6%.

. Para a Serasa Experian, 2012 foi marcado pelo cenário internacional desfavorável, em especial durante o primeiro semestre, pela alta da inadimplência e menor tendência à realização de investimentos produtivos.

Com crédito farto, bancos públicos lucraram mais que os privados em 2012

Alimentados pela concessão de crédito, os bancos públicos tiveram mais lucro que instituições privadas em 2012. A análise vem dos resultados anunciados pela Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil nesta semana.

. Enquanto os três maiores bancos privados do país (Itaú Unibanco, Bradesco e Santander) tiveram recuo nos lucros - queda de 5,3%, de R$ 29,2 bilhões para R$ 27,7 bilhões - Caixa e Banco do Brasil registraram elevação de 5,6%, saindo de R$ 17,3 bilhões para R$ 18,3 bilhões.

. Os resultados tiveram impulso significativo da concessão de crédito, que nas instituições públicas tiveram crescimento de 31,2%, contra 7,1% dos bancos privados. Já a receita de crédito teve incremento de 11,01% nos públicos e 4,5% nos privados.

Novo romance de Manuela D’Ávila agita as redes sociais

Está agitando as redes sociais a notícia de que a deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB) está profundamente apaixonada pelo músico gaúcho Duca Leindecker, recentemente separado da atriz global Ingra Liberato. Duca e Manu têm trocado afagos diários pelo Twitter.

. Não deixa de curioso esse novo romance da deputada, que até a última eleição, quatro meses atrás, era toda amores pelo professor Rodrigo Maroni, de quem estava noiva.

. Maroni chegou a tentar uma vaga na Câmara dos Vereadores, mas não conseguiu ser eleito, apesar do engajamento pessoal de Manuela em sua campanha, cujo jingle dizia, no refrão: “Ele é Maroni / Ela é Manuela / Ela está com ele / Ele está com ela.

Em oito anos, Dívida Pública Federal dobrou. Em 2013, valor deve chegar a até R$ 2,24 trilhões

A Dívida Pública Federal deve terminar 2013 entre R$ 2,1 trilhões e R$ 2,24 trilhões. Os dados são do Plano Anual de Financiamento (PAF), divulgados pelo Tesouro Nacional.

. Em 2012, a Dívida Pública foi de R$ 2 trilhões. Assim, a elevação do endividamento federal será entre 4,5% e 11,6%. O valor projetado para 2013 é mais do que o dobro do que o Governo Federal arrecadou em impostos e tributos no ano passado: R$ 1,02 trilhão, um recorde.

. Nos últimos oito anos, a Dívida Pública Federal dobrou. Em 2004, o endividamento era de R$ 1,01 trilhão, chegando a R$ 2 trilhões no ano passado. Um crescimento de 98,8%.

STF autoriza que trabalhador que adiou aposentadoria possa solicitar revisão do benefício

Por seis votos a quatro, o Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira, dar o direito de revisão da aposentadoria a trabalhadores que, mesmo em condições de requisitá-la, seguiram trabalhando por mais tempo e ficaram com benefício menor do que teriam caso tivessem se aposentado antes.

. A escolha do "melhor benefício" para os aposentados com direitos adquiridos é válida por uma lei de 1991, que assegura que a Previdência deve calcular a melhor renda.

. Segundo a decisão do STF, aposentados que adiaram a aposentadoria não poderão pedir o pagamento do valor retroativo. A vigência do novo valor será a partir da data do pedido de revisão.

. Aposentados em situação semelhante que não entraram na Justiça poderão requisitar a revisão do benefício. Porém, quem se aposentou depois de 1997, quando passou a vigorar a lei do prazo decadencial para questões previdenciárias, tem 10 anos a partir da concessão da aposentadoria para pedir a revisão.

Onyx critica os dez anos de poder do PT no país

Deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM) disse nesta quinta-feira à noite, em um programa de TV, que os dez anos do PT no governo do país foram “uma década roubada dos brasileiros”.

 - É um governo que inaugura promessas, mas não as conclui.

. Para ele, nesse período, o PT se valeu do modelo econômico estável implantado por FHC para expandir uma máquina de poder.

Cerceamento da imprensa, a pior herança petista, diz Marchezan

No mesmo programa, o deputado federal Nelson Marchezan Júnior (PSDB) assegurou que o pior legado do PT nessa última década é o cerceamento da liberdade de expressão.

- Eles não vão descansar enquanto não conseguirem subjugar a imprensa.

Segundo o parlamentar, há uma intolerância absoluta contra quem pensa minimamente diferente do que o PT prega.

. Contestado por outro participante da mesa redonda – o deputado federal petista Ronaldo Zülke –, que garantiu que a democracia havia sido fortalecida no período, Marchezan disparou:

- Mas que cara-de-pau!

Goergen acusa: “Covatti está com ciúme de mim”

Ciumeira e disputa por espaço político perdido está por trás da representação encaminhada pela bancada gaúcha do PP na Câmara Federal ao Conselho de Ética do Partido contra o deputado Jerônimo Goergen.

. É o que garantiu o próprio Goergen a este editor. Segundo o parlamentar, o movimento tem cunho pessoal, liderado pelo colega Vilson Covatti, que não o tolera, já que ambos têm o mesmo curral eleitoral.

- Covatti está perdendo espaço político para mim, na nossa região, e usando de artimanhas para me prejudicar deliberadamente.

. Goergen diz que não há sentido no constrangimento que está sendo criado e não vê como o processo possa evoluir, já que nada pode ser provado.

- Isto é vergonhoso!

Na representação ao Conselho de Ética, os parlamentares alegam que houve prática de tráfico de influência. Goergen teria anunciado a liberação de recursos do PAC 2 ao Rio Grande do Sul antes que seus colegas soubessem da decisão do Ministério das Cidades.

- Corremos o risco de ficar sem os recursos por causa de uma picuinha.