O PT de Rosemary - Festas de fim de ano colocaram Rose à beira de um ataque de nervos

Como se sabe, o fim de ano é a época que mais provoca depressão. No caso de Rosemary Novoa Noronha, ex-chefe do Gabinete da Presidência da República em São Paulo, a chegada do período de festas só fez agravar sua situação, o que é bastante compreensível.

De uma hora para outra, Rose perdeu tudo. Era uma mulher bem sucedida e poderosa, que influía na administração federal e nos governos estaduais e municipais geridos pelo PT. De repente, perdeu o emprego e a família despencou, com o ex-marido, o atual e uma filha, todos demitidos preventivamente pela presidente Dilma Rousseff, assim que eclodiu o escândalo da Operação Porto Seguro.

Os planos da companheira Rose vieram por água abaixo justamente no final de ano, quando haveria motivos para grandes comemorações, entre eles a criação de uma escola de línguas, com filiais em várias cidades, em sociedade com o cúmplice Paulo Vieira, ex-diretor da Agência Nacional de Águas, também demitido no arrastão da Operação Porto Seguro.
O estabelecimento de ensino seria registrado nos nomes das filhas da ex-assessora da Presidência, Meline e Mirelle, esta última exonerada do governo federal após o escândalo da corrupção nas agências seguradoras. A escola teria um capital inicial de R$ 100 mil reais e seria sediada no escritório do ex-marido de Rosemary, José Cláudio de Noronha, também demitido, nessa tragédia familiar que vem transcorrendo ao estilo de Nelson Rodrigues.

Neste Natal, pela primeira vez nos últimos anos, Lula e Rose não trocaram presentes, não houve amigo oculto, telefonemas, cartões, nada, nada. Ela quer sua vida de volta, mas isso o ex-presidente não poderá mais lhe dar.
###
EM LUGAR INCERTO
Enquanto Lula, acompanhado de dona Marisa Letícia, viajava pela Europa, o comando do PT e a direção do Instituto Lula (leia-se Paulo Okamoto, Clara Ant, José de Filippi Júnior, Luiz Dulci e Paulo Vannuchi), por orientação do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, se movimentaram para manter a companheira Rose em lugar incerto e não sabido.Não se trata de cárcere privado, porque a própria Rose sabe que não pode sair para lugar nenhum, nem mesmo para ir ao cabeleireiro ou ao supermercado.

* Clipping Carlos Newton, Tribuna da Imprensa

José Vicente, filho mais velho de Brizola, morreu hoje no Rio


José Vicente Brizola, o filho mais velho de Leonel Brizola, morreu aos 61 anos no Rio. Ele era pai da deputada Juliana Brizola, RS, do vereador Leonel Brizola Neto e do ministro Brizola Neto. José Vicente rompeu com o pai quando veio participar do governo Olívio Dutra, na época desafeto de Brizola.

. Brizola nunca perdoou Olívio e o PT do RS pela afronta. José Vicente acabou saindo do governo Olívio em meio a pesadas denúncias que ele mesmo disparou contra o PT e o Piratini, aos quais acusou por receberem propina de bicheiros e barões da jogatina, o que originou a CPI da Jogatina.

- José Vicente foi sepultado no Rio nesta sexta-feira. Ele tinha cinco filhos e foi casado duas vezes. Seus filhos políticos são do primeiro casamento.

Apagão da Dilma - Presidente mente e culpa trabalhadores pelos apagões elétricos

Foi um horror a entrevista coletiva concedida por Dilma Roussef na quinta-feira, quando atribuiu os apagões elétricos a “erros humanos” dos trabalhadores das empresas de energia elétrica, quase todas estatais, como é o caso da CEEE do RS.

. Os sindicatos dos eletricitários, dominados por pelegos aparelhados pela CUT ou pela Força Sindical, nem sequer se defenderam, mesmo sabendo que os “erros humanos” a que se referiu Dilma são os “erros humanos” de administradores incompetentes, aventureiros e oportunistas como ela mesma.

. A seguir, três clipagens com críticas ferozes à mentirosa fala da presidente:

Miriam Leitão. CLIQUE AQUI para ler. 
Blog do Garotinho. CLIQUE AQUI para ler. 
Blog do Ucho. CLIQUE AQUI para ler.

Finep avisa que tem R$ 8 bi para empresas inovadoras (10 anos de prazo, carência de quatro anos e juros anuais de 3,5%)

O editor recebeu da Finep a informação de que a agência terá em 2013 a quantia de R$ 8 bilhões para financiar empresas que tenham foco em inovação. . O informe chegou a esta página nesta sexta-feira, 12h31min. 80% dos projetos que receberem dinheiro, os que forem incluídos no Plano de Sustentação do Investimento, PSI,  pagarão juros anuais de apenas 3,5%, considerados os menores do mercado. Além disto, o prazo de pagamento vai a dez anos, com quatro anos de carência, o que é inédito. . Há também dinheiro a fundo perdido. Este ano, foram liberados R$ 2,1 bilhões. 

Mais jovem presidente do Trensurb é do PP, Leonardo Hoff

Marco Maia não é mais o recordista da galeria de mais jovens presidentes que passaram pela Trensurb. É que a posição foi para Leonardo Hoff, PP do RS, que ficará no cargo durante as férias de Humberto Kasper.]

. Maia, na época do seu mandato, tinha 38 anos, um a mais do que o jovem Hoff. 

Mendes Filho garante federalização da Cesa


O ministro da Agricultura, Mendes Filho, bateu o martelo e  confirmou em Porto Alegre que vai mesmo federalizar a Cesa. Trata-se de um elefante branco da área de armazenagem de grãos no RS.

Mar de lama envolve a prefeitura do PT de Novo Hamburgo

O mar de lama que engolfou a administração petista de São Leopoldo, levando de roldão a candidatura oficial do deputado Ronaldo Zulke, parece ter se espalhado também pelo município vizinho de Novo Hamburgo, cujo prefeito, o prefeito Tarcisio Zimmermann, também do PT, acaba de ser impedido de buscar a reeleição por decisão da Justiça Eleitoral.

. É que a Justiça de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, determinou o afastamento do secretário de Meio Ambiente do município, Ubiratan Hack, suspeito de beneficiar empresas autuadas por danos ambientais, com as quais se relacionava e continuou a atuar através da consultoria da família. Hack é alvo de ações judiciais movidas pelo Ministério Público a partir de investigações da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (Dema). Em um dos casos, envolvendo uma metalúrgica da cidade, a Solary, o secretário atuou como responsável técnico antes de assumir o cargo na prefeitura. Depois de empossado, ele continuou prestando o serviço através de uma ex-funcionária da sua empresa de consultoria. A Justiça já recebeu quatro denúncias contra Ubiratan Hack. Duas delas são criminais, e outras duas são ações de improbidade administrativa.

. Ao ser expurgado do cargo, o secretário da Sema avisou, complacente consigo mesmo:

- Eu já estava para sair mesmo.

. É que no dia 1º, semana que vem, o prefeito Tarcisio Zimmerman entregará o cargo ao presidente da Câmara, que ficará ali até a eleição do dia 7 de março.

. O editor foi até a 3ª. Vara Cível de Novo Hamburgo para ter acesso à ínteghra da sentença do juiz Ramiro Oliveira Cardoso, verificando que o caso do secretário Hack é apenas a ponta do iceberg. O que existe na administração municipal é um verdadeiro mar de lama, porque não apenas o secretário Ubiratan Hack praticou atos de improbidade administrativa de enorme gravidade, mas também uma dezena de colaboradores seus participaram de uma espécie de organização criminosa, cujo objetivo era favorecer empresas e torpedear a administração municipal. O juiz do caso faz carga pesada também contra a procuradora do Município, Kadja Menezes, a quem acusa de “colaboradora” de Hack, inclusive nos casos  de pressões indvidas contra servidores da secretaria. “Ela comportou-se processualmente de forma intolerável, retendo indevidamnete os autos e pondo em risco o rsultado útil do processo”, escreveu o juiz em sua sentença…

. É impossível que o prefeito Tarcisio Zimmerman não soubesse de nada.

- Na sua sentença, embalado pelos efeitos do julgamento do Mensalão, escreveu o juiz:
“Encontra-se o Bfrasil em um novo período republicano, marcado, explicitamente, pela intolerância da mistura do público com o privado, atos mais do que atentatórios à isonomia e à impessoalidade, que dvem ser carregados os homens públicos”.

Multiplan, dona do BarraShoppingSul e megaempreendedora imobiliária, doou muito dinheiro na campanha de Porto Alegre. O caso Mauro Zaccher.

É invulgar a intensidade do fogo amigo sobre o atual presidente da Câmara de Porto Alegre e futuro secretário da Smov, Mauro Zaccher. Denúncias e dossiês circulam nas redes sociais contra o vereador do PDT.

. A mais recente das listas é a relação de patrocinadores da sua campanha eleitoral.

. Na ponta dos maiores contribuintes está a Multiplan, dona do BarraShoppingSul, investidora pesada em dezenas de ambiciosos e polêmicos projetos imobiliários defronte o Guaíba, na zona sul de Porto Alegre. A Multiplan foi doadora de dezenas de candidatos. Mauro Zaccher levou R$ 60 mil. Até a comunista Manuela D’Ávila levou dinheiro da Multiplan (R$ 100 mil).

- É impossível saber quem foram os principais doadores da campanha do prefeito José Fortunati, já que 97% do valor declarado , R$ 6  milhões veio do Comitê Municipal Único, que não é obrigado a identificar nada. CLIQUE AQUI para examinar a lista.

Passageiro grita em pleno apagão no Galeão: "Se alguém aqui votar no Lula ou na Dilma é um filho da puta". Todo mundo aplaudiu.

Ancelmo Gois  relata na sua coluna de hoje do jornal gaúcho O Sul, o irritado protesto feito por um passageiro ao embarcar no Galeão rumo a Nova Iorque. "Se alguém aqui votar no Lula ou na Dilma é um filho da puta!". Ele foi aplaudido. O editor conversou com amigos que estavam no aeroporto durante as horas do apagão, que registraram cenas semelhantes. Na coletiva de quinta-feira, Dilma Rousse atribuiu tudo a falha humana, quando se sabe que houve pane de uma subestação da ilha e falha no sistema de refrigeração do aeroporto, tudo em função de fadiga de materiais.

Abaixo, as notas de Ancelmo Gois:

Desembarque
 No governo, a batata da diretoria da incompetente Infraero está assando a temperaturas maiores que o calor qu tem feito no Santos Dumont com ar-condicionado quebrado.

Calma, gente...
 Aliás, no apagão do Galeão-Tom Jobim, quarta, um passageiro do voo 974 (Rio-Nova York), da American Airlines, gritou enfurecido:

— Se alguém aqui votar no Lula ou na Dilma é um filho da puta! Foi aplaudido.

Knijnik recebe adicionais por participações nos Conselhos do Badesul e do BRDE

O secretário de Desenvolvimento do governo do RS, Mauro Knijnik, aparece na lista dos 23 secretários que recebem dinheiro das estatais estaduais pela participação em seus Conselhos Fiscal e de Administração. Ele é do Conselho de Adminsitração do Badeseul, por onde recebe R$ 2.116,70 mensais, uma mixaria se comparado com Conselhos de estatais federais como Itaipu, Banco do Brasil, Petrobrás ou Caixa Federal, onde os valores medem-se por sete dígitos. Acontece que a lista publicada por Zero Hora ignorou a participação de Knijnik no Conselho de Administração do BRDE.

AES confirma para o dia 15 a retomada das operações da megausina a gás de Uruguaiana

Somente dez dias depois de publicados neste espaço todos os detalhes, a mídia de Porto Alegre resolveu informar que a usina termelétrica de Uruguaiana retomará as operações em 15 de janeiro. Essa é a data que a AES Brasil agendou para iniciar a geração de 164 Megawatts (MW), um terço da capacidade esperada para 2013. A expectativa é atingir 494 MW em meados de março. O investimento previsto para a retomada é de R$ 17 milhões. Os trabalhos de 150 operários e engenheiros está em vias de conclusão.

. A AES Uruguaiana usará gás argentino

. Construída em 2000, a termelétrica com capacidade de 650 MW interrompeu a operação em 2009, quando a Argentina cortou o fornecimento de gás.

Acordo ortográfico da língua portuguesa só valerá em 2016

O Acordo Ortográfico que unificará a língua portuguesa, e que deveria entrar em vigor no próximo dia 1°, só será adotado pelo Brasil a partir de janeiro de 2016. O Diário Oficial da União desta sexta-feira publicou o Decreto 7.875, assinado pela presidente Dilma Rousseff, que amplia o prazo de transição à nova norma até 31 de dezembro de 2015. Até lá, as regras antigas de ortografia coexistirão com as novas. As duas, por exemplo, serão consideradas corretas em provas escolares e no vestibular.

O novo prazo foi definido durante reunião de um grupo interministerial formado por representantes dos ministérios das Relações Exteriores, da Educação e da Casa Civil, que decidiu adiar a introdução oficial do acordo por três anos, ajustando-se ao prazo de sua implantação por Portugal.

- Entre os oito países que assinaram o Acordo Ortográfico, em 2008, o Brasil foi o que mais avançou na aplicação das novas regras, que suprimiram os tremas, eliminaram acentos e modificaram a utilização do hífen. Mas, embora livros, jornais e material didático já sejam impressos conforme a nova ortografia, o governo brasileiro entende que professores e outros profissionais ainda precisam de um prazo maior de adaptação

Marco Alba leva Bisch Neto, Parodi e Zaffalon para prefeitura de Gravataí

Da mesma maneira que o prefeito de Canoas, do PT, Jairo Jorge, também o prefeito eleito de Gravataí, RS, Marco Alba, PMDB, mesclará seu secretariado com nomes locais e nomes de expressão estadual.

. No caso de Marco Alba, desembarcarão em Gravataí Pedro Bisch Neto (Urbanismo), ex-presidente da Metroplan e da Agergs; José Alfredo Parodi (Fazenda), ex-secretário estadual da Fazenda, e Luiz Zaffalon (secretaria Geral de Governo) ex-presidente da Corsan. O atual prefeito, Acimar Silva, também será secretário.

. A composição do novo secretariado será anunciado pelo prefeito na segunda-feira.

- Dos 10 partidos que compõem a base do Governo, quatro participarão diretamente do secretariado (PMDB, DEM, PTB e PP), os demais deverão participar da administração. A divisão entre os partidos foi proporcional ao número de votos e vereadores eleitos.

Fortunati e PDT buscam apoio do PSB e do PSD de olho em 2014

O prefeito José Fortunati e o PDT não pensam apenas na ampliação da sua base de apoio na Câmara quando tecem a teia final na qual incluirão PSD e PSB.

. 2014 está muito mais perto do que se imagina.

Entenda por que Fortunati não consegue secretário para a área de Urbanismo

Até o início da tarde desta sexta-feira,  o prefeito José Fortunati ainda não tinha desatado o nó decorrente da recusa do vereador Idenir Cecchin de assumir a secretaria de Urbanismo.

. Algumas lideranças do PMDB discutiram o caso na festa de aniversário do ministro da Agricultura, Mendes Filho, quinta-feira a noite, listaram hipóteses e acabaram esbarrando na bancada de vereadores.O próprio Idenir Cecchin chegou a ser procurado para ocupar a presidência da Procempa, órgão muito mais vistoso e de poder real do que a secretaria de Urbanismo, mas alegou que já tinha dito o que tinha que dizer. A alternativa de levar o próprio filho do ministro, Pablo, para o governo, foi descartada. O PMDB buscou outros nomes, inclusive o do ex-secretário municipal da Fazenda, Christiano Tatsch.

- O problema principal é que o prefeito José Fortunati tem operado bem para ampliar sua base de sustentação na Câmara de Vereadores, mas tem trabalhado mal para manter o que já tem. O caso da bancada de vereadores é emblemático, porque ela não é consultada sobre o que deseja.

Assembléia do RS falha na promessa de pagar URVs atrasadas para 5 mil servidores e ex-servidores

Apesar das promessas, a Assembléia do RS  não pagou as diferenças da URV devidas a cinco mil servidores e ex-servidores.

Ideli, ministra de Dilma Roussef, ganha de Papai Noel uma aposentadoria voluntária de R$ 6.108,13 e ainda leva R$ 42.750,00 de atrasados.

Pois Santa Claus foi bondoso com a fiel assistente de Roussolph, a rena do nariz vermelho (que é como o jornal londrino Financial Times chama a “presidenta” Dilma). Acontece que dois dias depois da chegada do bom velhinho, o Diário Oficial da União trouxe publicado na edição de 27/1202012, na Seção 2, pág 38, a concessão de aposentadoria voluntária à ex-senadora por Santa Catarina e atual ministra Ideli Salvatti, com proventos proporcionais a 8/35 (oito trinta e cinco avos) do subsídio parlamentar, a contar de 24/05/2012. Com base no subsídio de R$ 26.723,13 percebidos pelos senadores da República, a aposentadoria dará a ministra uma renda de R$ 6.108,14 mensais.

. Como o valor é devido desde 24 de maio de 2012, ela terá direito a receber em atrasados aproximadamente R$ 42.750,00.

. É mais um belo butim da viúva.

-  E depois há quem duvide da existência de Papai Noel, ignorando que Papai Noel é o trabalhador brasileiro que paga toda esta conta, sujeito a trabalhar 35 anos, após o que poderá apurar uma aposentadoria miserável e sujeita ao fator previdenciário. 

Tarso lava as mãos: "PT já fez tudo que podia por condenados"

Governador do Rio Grande do Sul, ministro da Educação e da Justiça no governo Lula, Tarso Genro afirma que o PT precisa esgotar a "agenda de solidariedade" aos condenados no mensalão. "Já falamos o suficiente sobre isso." Tarso, 65, foi presidente interino do PT de julho a outubro de 2005, durante a crise do mensalão. Ele assumiu o cargo logo depois que o escândalo derrubou o então presidente da legenda, José Genoino, e passou a defender uma "refundação" do partido. Disse que Lula não se reelegeria e passou a criticar José Dirceu e o ministro Antonio Palocci. Sem apoio para comandar a sigla, foi substituído por Ricardo Berzoini.

Folha - Em artigo na Folha, em setembro, o sr. disse que não havia "pressões insuportáveis" sobre os juízes do mensalão. Recentemente afirmou que a "luta contra a corrupção" teve "impacto brutal" sobre os ministros. O sr. mudou de opinião?
Tarso Genro - As opiniões não são conflitantes. O Supremo tomou posições porque achou correto tomá-las. Mas, na democracia, os efeitos políticos sobre as instituições são sempre importantes. Houve uma pressão política muito forte, e ele acolheu por livre e espontânea vontade. Não precisaria ter acolhido: nenhum ministro seria cassado como no regime militar.
O que houve foi que transitou por dentro da mídia um prejulgamento, que incriminou todos os réus antes. Isso fez com que o Supremo buscasse fundamentar a condenação através de uma teoria que permitisse a condenação sem provas suficientes.
A ampla maioria das condenações foi adequada. Um exemplo: Delúbio [Soares]. Ele era réu confesso, é natural que fosse condenado. Eu me refiro às condenações de dirigentes do PT como Genoino e Dirceu.

CLIQUE AQUI para ler toda a entrevista. Tarso lava as mãos mais uma vez, abandonando seus velhos companheiros de luta. 

CLIQUE em cima da ilustração para ver melhor. Trata-se de uma montagem que circula na rede, como tantas outras alusivas ao julgamento do Mensalão. A defesa direta e as vezes oblíquas que fez dos réus o ministro Lewandowski, orignou dezenas de charges e montagens. Esta foi a melhor do ano.