Começou a greve dos caminhoneiros

Começou em Vacaria. O protesto  foi apenas um preview do que é esperado para segunda e foi encerrado por volta das 19h deste domingo. Durante duas horas, mais de 80 veículos estavam paralisados entre os quilômetros 39 e 40 da rodovia, no perímetro urbano da cidade. Um novo movimento está previsto para as 8h desta segunda-feira.


A organização das paralisações é alheia aos sindicatos e se dá via internet e WhatsApp. Insatisfeitos com o governo da presidente Dilma Rousseff, os caminhoneiros autônomos prometem paralisar a circulação de caminhões nas principais rodovias brasileiras a partir desta segunda,

A greve terá âmbito nacional. 

No debate com Aécio, Dilma mentiu sobre o empréstimo a Cuba, diz Marcelo Odebrecht

Não é possível saber se as aspas sobre o verbo mentir são do repórter Luís Zanini, autor da reportagem, ou do editor, mas de qualquer forma elas estão fora de lugar. Ao acusar Dilma de mentirosa, Marcelo Odebrecht não utilizou aspas, até porque ela mentiu mesmo durante a campanha eleitoral. O material a seguir foi publicado por O Globo de hoje. É um furo. O Globo coloca Dilma no mesmo pé de igualdade com Eduardo Cunha, acusado de mentiroso. São cassações de mandato sujeitas aos mesmos regramentos. 

Leia tudo:

O presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, disse que a presidente Dilma Rousseff mentiu ao falar sobre o financiamento para a construção do Porto de Mariel, em Cuba, durante o último debate do segundo turno da campanha eleitoral, em outubro do ano passado. Assim que Dilma garantiu na TV ao então candidato Aécio Neves que o empréstimo para a obra teria como garantia a Odebrecht, responsável pelo projeto, o presidente da construtora não se conteve. Em mensagem a um dirigente, interceptada pela Polícia Federal, Marcelo foi taxativo:
“Ela (Dilma) disse que as garantias são da empresa, e não do governo de Cuba. Ela está mentindo”, escreveu ele.
A acusação está numa troca de mensagens entre Marcelo Odebrecht e Benedicto Barbosa da Silva Junior, um dos executivos do grupo. O material integra novo relatório de investigação da PF sobre o esquema de corrupção na Petrobras.
Marcelo mandou a mensagem quando Dilma e Aécio discutiam sobre as obras do porto cubano. O tucano criticava o empréstimo do BNDES para a obra. Quando o senador alegou que “o governo brasileiro aceitou que essas garantias fossem dadas em pesos cubanos num banco na ilha de Cuba”, Dilma rebateu:
– Sempre que se financia uma empresa, as cláusulas de um financiamento diz respeito a essa empresa. As garantias são elas quem dão, não é Cuba, quem dá a garantia é a empresa brasileira para o BNDES.
Depois de escrever que Dilma estaria mentindo, Marcelo sugeriu que Benedicto passasse um torpedo para a “irmã”, tratando do que chamou de mentira da presidente, mas volta atrás na decisão: “Passe um torpedo para a irmã. O financiamento e as garantias são do governo de Cuba. Aliás, melhor deixar quieto, vai que ela (a irmã) mostra seu torpedo para alguém lá!”.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Expurgos da ultradireita continuarão na Veja

A demissão de Joice Hasselmann da TVeja veio logo depois do desligamento de Rodrigo Constantino, mas os expurgos não ficarão por aí.

Veja está determinada a desligar todos os jornalistas que "ultrapassarem" o sinal nas críticas ao governo e ao PT.

A revista não parece ter alterado o conteúdo editorial.

Veja não quer ser um ponto fora da curva.

2016 promete ser ano de vacas tão magras quanto 2015 em termos publicitários.

A edição que está nas bancas é menos rebarbativa, mas isto foi comum a todas as suas concorrentes, Istoé e Época.

A safra de denúncias e revelações bombásticas parece ter alcançado seu ponto máximo.

O público do UFC, São Paulo, insiste: "Ei, Dilma, VTNC !" Lutador Vitor Belfort replica: "Fora governo corrupto !".

CLIQUE AQUI para ver e ouvir o lutador Vitor Belfort discursar contra o governo Dilma e o PT: "Fora governo corrupto de Dilma !".

Esta madrugada. São Paulo, numa das lutas livres da UFC, Dilma Roussef foi saudada com insistência pelo público.

CLIQUE AQUI para ver e ouvir.

O público pode até estar desanimado para engrossar manifestações de rua, mas não arrefeceu sua indignação diante do governo corrupto e incompetente que assola o País.

Opinião do editor - Entenda por que nesta semana Lula ficou mais forte e o povo ficou mais fraco

O leitor talvez não tenha percebido, mas sempre que é posto contra a parede de modo que não tenha como se defender, o ex-presidente Lula submerge, voltando à ribalta apenas quando o grosso da tempestade passou e ele considera que acumulou força suficiente para ressurgir das cinzas. Foi o que aconteceu novamente esta semana, quarta-feira, no ressurgimento via SBT, numa entrevista sob encomenda para o jornalista Kennedy Alencar, cujo irmão, Beckenbauer Rivelino Alencar, levou R$ 16 milhões de Edinho Silva, para prestar serviços para a campanha de Dilma, tudo através da sua gráfica fantasma (clique aqui para examinar detalhes). Mas não é sobre isto que o editor quer falar. O que importa é saber de fato o que aconteceu para Lula reaparecer e avisar em tom desafiador que não tem medo de ser preso, quando já deveria estar na cadeia há muito tempo. Ora, durante a semana passada, registre-se: 1) Lulazinho prestou depoimento na Polícia Federal quando quis e onde quis, dizendo o que quis. 2) Eduardo Cunha e Renan Calheiros, obedecendo acordo com Lula, bloquearam os pedidos das quebras dos sigilos bancário de Lulazinho e Gilberto Carvalho na CPI do Carf, que junto com Erenice Guerra e Antonio Palocci, também não terão mais que depor ali.. 3) Os algemados foram postos para fora da Câmara. 4) Dilma antecipou sua defesa no caso das pedaladas fiscais. 5) A juiza que mandou devassar os escritórios de Lulazinho em SP, foi removida apressadamente do caso, substituída por juiz mais dócil que estava no STJ. 6) O STF continua apertando o cerco sobre a Lava-Jato. Os acordos beneficiando Lula, sua família, o governo e o PT, tiveram como uma das contrapartidas a blindagem do deputado Eduardo Cunha na Comissão de Ética da Câmara e na própria Câmara, nos quais o Partido e as lideranças do governo já deixaram claro que não meterão mais lenha na fogueira. É claro que tudo isto também ocorreu porque a oposição não consegue avançar, os movimentos sociais pró-impeachment perderam força em relação ao desalento popular diante da impunidade e fatos novos dramáticos ainda não saíram do caldeirão incandescente da Justiça Federal do Paraná. Alguém duvida sobre o próximo passo do acordo que consagrou a imoralidade nas relações do Congresso (Câmara e Senado) com os governos do PT ? Pois será o sepultamento do pedido de impeachment.

O grande teste para vencer o desânimo e o conformismo popula, dependem, agora, das ruas, como já aconteceu antes. O acampamento instalado diante da Câmara, que será engordado formidavelmente nesta segunda, mais a greve políica dos caminhoneiros, ambos pedindo o impeachment de Dilma Roussef, poderão ser o grande fato novo e mobilizador da semana.

E dia 15, teremos concentrações de massa nas principais cidades do País. Em Porto Alegre, 14h, no Parcão.

CLIQUE AQUI para ler, também , "O predomínio da imoralidade", editorial do Estadão de sábado.

Agentes federais e estaduais já se deslocaram para estradas mais vulneráveis do RS

Agentes federais e estaduais da área da segurança pública já foram deslocados para os locais onde acredita-se que a paralisação dos caminhoneiros poderá ser mais massiva no RS.

 A prioridade é acompanhar a região de Rio Grande e as principais vias de escoamento da produção e de mercadorias, como a BR-386, BR-116, BR-392 e BR-101.

Sartori monta sala de gestão para reprimir em tempo real a greve dos caminhoneiros, mas não consegue fazer isto para proteger a população gaúcha

A Sala de Gestão que o governador Ivo Sartori nunca conseguiu montar para proteger e dar segurança aos gaúchos em tempo irreal ou real, já começou a funcionar a pleno e em tempo real na Secretaria da Segurança para monitorar e reprimir a greve nacional dos caminhoneiro.

Na segunda-feira pela manhã, núcleos da Brigada Militar, Polícia Civil e Polícia Federal atuarão em conjunto na Sala de Gestão da Secretaria de Segurança Pública, com acompanhamento dos fatos em tempo real.

As decisões estratégicas sobre o combate aos caminhoneiros sairão do governo estadual, mas no caso gaúcho, elas serão implementadas pelo governo Sartori, que já mobilizou tropas, recursos financeiros e materiais e apoio logístico. 

Tucanos de Brasília replicam PSDB Democrático do RS e também exigem fim da intervenção federal no Partido

A luta pela realização de eleições para o comando do PSDB no Distrito Federal, voltou a reacender com força total no meio do tucanato local com a proposta de criação do “Movimento PSDB Democrático” dentro dos mesmos moldes como ocorreu no Rio Grande do Sul, em que um grupo de lideranças tucanas se opôs contra a intervenção golpista, interrompendo o processo eleitoral do partido naquele Estado.

O PSB Democrático nasceu no RS depois que o deputado Marchezan Júnior foi nomeado interventor federal, justamente quando a convenção estadual já estava convocada e resultaria na derrota da sua candidatura a presidente.

No RS, líderes importantes como os prefeitos Moa e Schneider, Uruguaiana e São Leopoldo, mais  a ex-governadora Yeda Crusius e os deputados Jorge Pozzobom e Adilson Troca resolveram apoiar o movimento, que quer eleições imediatas para o diretório regional e também para os diretórios municipais colocados sob intervenção, no caso o de Porto Alegre.

O deputado Raimundo Ribeiro disparou convites ao ninho tucano do DF convocando as principais lideranças para uma reunião preparatória marcada para esta terça-feira (10), a partir das 19 horas, no auditório da Câmara Legislativa, com vistas aos preparativos para a implementação do PSDB Democrático.

CLIQUE AQUI para ler mais sobre o caso de Brasília.

Greve dos caminhoneiros encorpará greve dos petroleiros e afetará abastecimento de combustíveis

Os petroleiros prometeram recrudescer sua greve nacional a partir desta segunda-feira, inclusive no RS.

Misturada com a greve nacional dos caminhoneiros, tudo remete a preocupações reais com o abastecimento de combustíveis.

Veja conta como foi a festa de casamento na qual confraternizaramTeori e advogados da Lava-Jato

Numa reportagem de cinco páginas e com direito a chamada (pequena) na capa, a revista Veja conta na edição deste final de semana que o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, confraternizou em uma festa no Ceará com advogados, políticos e lobistas com interesse direto em suas decisões no processo.

O repórter Rodrigo Rangel pergunta com propriedade:

- Isso o torna suspeito para continuar na relatoria ?

Veja abre o material com a reprodução de uma história que já era conhecida, mas que se encaixa na pergunta feita por Rodrigo Rangel:

- Numa reunião no escritório do advogado Eduardo Ferrão, presentes entre outros o ex-ministro Gilson Dipp, tudo para analisar como atacar a Lava-Jato, quando um dos presentes avisou: "Eu ouvi do Teori que, se ele fosse jui do TRF, os presos já estariam todos soltos, porque as prisões são ilegais".

A revista revela esta semana que na semana passada, uma festa realizada num resort do Ceará (Veja publicou até a foto da habitação ocupada por Teori) reuniu muitos dos personagens que estiveram na reunião comandada por Eduardo Ferrão. Na festa do casamento do filho de Ferrão, estavam ele próprio, mais Nelson Jobim, tido como o substituto de Márcio Thomaz Bastos na defesa dos empreiteiros, e até José Sarney, cuja filha é investigada em Curitiba. Jobim é o principal estrategista dos adversários da Lava-Jato. Com eles também estavam o ex-ministro Cesar Asfor Rocha, que arquivou o inquérito Castelo da Areia, e a ex-ministra Ellen Gracie, contratada pela Petrobrás para acompanhar o caso da Lava-Jato.

Nos EUA, lembra Veja, um ministro que mantivesse este tipo de convivência em processo rumoroso, estaria impedido de falar no caso. Seus repórteres questionaram Teori, que mandou dizer que pagou as despesas de viagem e hospedagem e que não falaria sobre sua "vida pessoal".

A revista ouviu juristas e advogados sobre o caso e todos consideraram que no Brasil as relações pessoais entre juízes e advogados são comuns e não contaminam processos.

Há controvérsia.

Dólar poderá fechar o ano em R$ 4,40

Já há quem aposte em nova disparada do dólar neste final de ano. É o caso do banco francês Societé Genérale. Seu estrategista para mercados emergentes, Bernt Berg, aposta em cotação de R$ 4,40 no apagar das luzes de 2015.

Dilma monta gabinete de crise para monitorar e agir no caso da greve dos caminhoneiros

O gabinete de crise montado pela presidente Dilma Roussef para cuidar da greve nacional dos caminhoneiros é constituído no seu núcleo duro pelos ministros José Eduardo Cardozo, Ricardo Berzoini e José Lopes Feijó, este, secretário executivo do ministério do Trabalho.

A greve é comandada por uma entidade autônoma, o Comando Nacional dos Transportes.

E é apoiada pelos principais movimentos sociais que pedem o impeachment de Dilma, no caso o Vem pra Rua e o Movimento Brasil Livre.

Inflação na iminência de voltar aos dois dígitos

A inflação medida pelo IPCA encostou nos dois dígitos. Ao final de outubro, o número foi a 9,93%¨.

Sartori vai insistir com nova RPV

O governador Ivo Sartori instruiu seus secretários do núcleo duro para que busquem sintonia fina com a base aliada, tudo com o objetivo de votar na terça-feira a proposta que reduz os valores das RPVs.

A redução proposta resultará em economia de R$ 750 milhões anuais para os cofres públicos.

TCE julgará valores da Parcela Autônoma de Equivalência reclamada pelo Poder Judiciário do RS

O Tribunal de Conas do Estado confirmou que pretende julgar até o final do ano os valores que estão sendo pagos a magistrados gaúchos, relativamente ao que já é conhecida como parcela Autônoma de Equivalência , o PAE. O PAE trata de buscar a equivalência de salários e beneficíos entre ministros do STF e as demais Cortes. O ítem referente a auxílio-moradia está em desacordo, segundo o TJ.

Nesta seta-feira, o procurador Geraldo Da Camino protocolou contestação à decisão do conselheiro Marco Peixoto, favorável ao pagamento.

Técnicos do TCE reconhecem o pagamento, mas apenas de R$ 27 milhões, enquanto que o TJ fala em R$ 237 milhões.

Ibope diz que PT é o Partido mais rejeitado do Brasil

Os gráficos ao lado são da edição deste domingo do jornal O Estado de São Paulo. O texto final abaixo é do editor, baseado na pesquisa. - 


O Ibope acaba de liberar dados da pesquisa que produziu na segunda quinzena, na qual pela primeira vez perguntou aos eleitores quais os índices de aprovação e suas opiniões sobre os principais Partidos.

O PT é o que aparece na pior posição. Seu índice é de 38% para os que menos gostam e 12% para os que mais gostam.

Os números mostram que para cada petista existem 3 anti-petistas.

Em relação às opiniões sobre PT e PSDB, aí vão os números (a sequência de números refere-se a PT e PSDB, em percentagem):

Muio favorável: 3/5
Favorável, 20/28
Desfavorável, 40/38
Muito favorável, 390/14

Uber virá para Porto Alegre até o final do ano

O gerente geral do Uber no Brasil disse ao jornal Zero Hora deste domingo que seus serviços virão para Porto Alegre até o final de dezembro.

Sol abre a manhã de domingo em Porto Alegre, mas Weather Channel prevê até tempestade para esta tarde

A manhã deste domingo abriu com sol claro e temperatura amena em Porto Alegre, mas os institutos de meteorologia, inclusive o Weather Channel, do iPhone do editor, marca projeção de nuvens na região da Capital, o Norte, e também no Nordeste. Pode chover durante o dia.  O Weather Channel prevê até tempestade para esta tarde no bairro onde mora o editor, Petrópolis. 

No Sul e no Oeste, o sol aparece com nuvens, porém ocorrem períodos de nublado em alguns pontos com chance de instabilidade bastante isolada. 


A empratura máxima irá a  27ºC em Uruguaiana e a mínima deve ficar em 11ºC em São José dos Ausentes. Em Porto Alegre, os termômetros devem marcar entre 16ºC e 25ºC.

Neste momento, 7h38nunm 18 graus em Porto Alegre e 14 graus em Gramado.