Campanha contra Marta no MEC já circula nas redes sociais

A reforma ministerial está a caminho velozmente, já que vários ministros precisam desincompatibilizar-se para disputar as eleições de novembro. Já se sabe que o Aloísio Mercadante sairá do MEC para ocupar a vaga que Gleise Hoffman deixará na Casa Civil.

. E o MEC ?

. O governo parece muito inclinado a entregar o cargo de Mercadante para a senadora Marta Suplicy.


. O material aí ao lado, mostra que a campanha contra a senadora do PT já começou nas redes sociais. 

Richa, PSDB, oferece solução paranaense para crise dos presídios do Maranhão

O governador do Parná, Beto Richa, do PSDB, se propõe a exportar ao Maranhão seu modelo de gestão de presídios. O que ele disse:

- Encontramos um sistema prisional em uma situação delicada e refizemos o modelo. Criamos mais de 7 mil novas vagas, acertamos uma parceria com o Ministério da Justiça para construção e ampliação de outras 20 unidades prisionais.

. Nesta terça, secretária paranaense de Justiça, Maria Tereza Uille, chega a São Luís.  Richa também se prontificou a viajar ao Maranhão.

Artigo, Eloisa Arruda - Doutora, me ajuda !

Procuradora de Justiça, secretária da Justiça de SP, Eloísa Arryuda explica que cada história contada por um usuário de crack vem humanizar as estatísticas, que nos alertam para o crescimento do uso no Brasil. E ainda existem crápulas, inclusive bem conhecidos da opinião pública, que justificam o uso das drogas, sem considerar o crime que cometem ao conceder seu apoio à desagregação pessoal e familiar dos brasileiros, bem como à destruição da Nação. Leia tudo:

Este mês em que comemoramos um ano de instalação do Plantão Judiciário no Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas do Estado de São Paulo (Cratod) instiga-me a fazer algumas reflexões e aguça na minha memória momentos marcantes vivenciados nesse projeto de resgate de pessoas vitimadas pela drogadição e de assistência às suas famílias.

. "Doutora, me ajuda, me ajuda a salvar meu filho! Para ele nada importa mais que a maldita pedra de crack. Eu tenho medo de que ele vire um traficante para poder alimentar o vício. Já não tenho mais forças."

A voz embargada a mim dirigida era de uma das centenas de mães que recorreram no ano passado ao Plantão Judiciário do Cratod em busca de apoio para tirar seus filhos do mundo degradante da droga, a maioria dependente do crack.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

TSE tira poder do Ministério Público de pedir investigações de crimes eleitorais

O jornal O Estado de S. Paulo deste sábado informa que promotores e procuradores terão que pedir autorização à Justiça Eleitoral para abrir apurações de suspeita de caixa dois, compra de votos, abuso de poder econômico, difamação e várias outras práticas. O material é de Andreza Matais e Fabio Fabrini. Leia tudo:

O Tribunal Superior Eleitoral tirou do Ministério Público o poder de pedir a instauração de inquéritos policiais para investigação crimes nas eleições deste ano. A partir de agora, promotores e procuradores terão de pedir autorização à Justiça Eleitoral para abrir uma apuração de suspeita de caixa dois, compra de votos, abuso de poder econômico, difamação e várias outras práticas.   


. Até a eleição de 2012, o TSE tinha entendimento diferente.

CLIQUE AQUI para saber tudo. 

Brasil 247 repercute denúncias do editor: "Quosque tandem (até quando) Tarso Genro !"

O site Brasil247, editado em SP pelo jornalista Leonardo Attuch, mas com abrangência nacional, replica neste sábado a nota e o comentário em video do editor. Escreve o site: 

11 DE JANEIRO DE 2014 ÀS 10:52

RS 247 - O jornalista Políbio Braga, que faz oposição ao PT no Rio Grande do Sul, acusa o governador Tarso Genro de agir com uma espécie de "polícia política", com o objetivo de destruir reputações. Leia abaixo e assista o vídeo:

Até quando o governador Tarso Genro afrontará o Rio Grande?

No comentário a seguir, o editor lembra que nas duas vezes em que o governo estadual anunciou operações policiais de grande porte para atacar membros do próprio governo, o governador Tarso Genro encontrava-se estrategicamente fora do País.

. Ano passado, na Operação Concutare, que levou a desgraça para dentro do PCdoB, caiu o secretário do Meio Ambiente, que chegou a ser preso.

. Este ano, a bola da vez é o PTB, porque a Operação Kilowat já eletrocutou toda a cúpula da secretaria de Obras, mas ainda não derrubou o secretário Luiz Carlos Busatto.

. No seu governo, como fez antes no comando da Polícia Federal, no governo Lula, Tarso trata de usar a sua polícia como polícia política, destruindo reputações entre os adversários e enquadrando aliados.

. isto tudo já deu na vista.

. No RS, nunca, antes, um governador, na República, exceção de Júlio de Castilhos, ousou afrontar deste modo adversários e aliados, poupando sempre o seu Partido, no caso atual o PT.

. Até quando ?

- O comentário do editor você poderá ler em nota logo abaixo. 

Eis o que a RBS não conta e nem contará sobre as tramóias do PT no Piratini

No seu livro, Tuma Júnior conta o modo de operar de Tarso e do PT.



Durante o atual governo do PT no RS, foram desfechadas quatro operações policiais de grande porte, todas elas envolvendo políticos de grosso coturno, opositores e aliados do governador Tarso Genro, mas ninguém do PT, exceção do ex-prefeito de São Leopoldo, Ary Vannazi e atual presidente estadual do Partido (Operação Concutare), mas cujos inquéritos e processos ninguém soube mais nada:

- Operação Cartola, enquadrando prefeitos do PDT, PP, PTB e PMDB.
- Operação Cosa Nostra, investigando malfeitorias em São Leopoldo, governada por Vannazi, PT.
- Operação Concutare, atingindo o PCdoB, no comando da Sema e Fepam.
- Operação Kilowatt, diretamente sobre o PTB.

. Nunca, antes, neste Estado, governador algum - exceção a Júlio de Castilhos - ousou usar a polícia política para atacar adversários e enquadrar aliados. Tarso Genro ficou viciado em polícia política, quando foi ministro da Justiça, usando a Polícia Federal com os mesmos objetivos. No RS, fez sua polícia política desfechar quatro megaoperações contra adversários e aliados.

. No caso do seu atual mandato como governador do Estado, as duas grandes operações que desfechou para enquadrar aliados - Concutare e Kolowatt - Tarso Genro colocou-se estrategicamente fora do País:

- Concutare: estava em Israel.
- Kilowatt: está no Uruguai.

. Neste caso que atinge o PTB, que já entregou cabeças ao Piratini, mas resiste em rifar o secretário de Obras, existe também a agravante de que a operação só foi desfechada depois que o PTB garantiu seus votos para a aprovação do pacote de dezenas de projetos que o governo enviou em regime de urgência para a Assembléia, nop final do ano.

. Oposição e aliados já sabem do que o PT e Tarso são capazes. Os livros "Assassinato de Reputações" e "Cabo de Guerra", nunca circularam tanto na Assembléia e dentro dos Partidos, sem contar as ações exemplares que se sucedem de maneira recorrente e parecidas.]

. Não é por menos que PDT e PSB já desembarcaram do governo, o que também poderão fazer PTB e PCdoB, os únicos que ainda prosseguem no banco que está adernando no RS.

CERVEJAS ARTESANAIS DE TODO O MUNDO
Compre neste sábado, em Porto Alegre, e leve para casa.
Cervejas artesanais. 200 rótulos de várias partes do mundo
Bier Mark Spirito Santo
No mezanino da loja da Spirito Santo, Rua 24 de Outubro 513, 10h as 20h, inclusive sábado
Vá lá, faça sua encomenda e aproveite o ambiente para tomar um chop ou beber a cerveja da sua preferência.
Fone 3208.2300
É a primeira loja shop in shop do Bier Markt em Porto Alegre
www.biermarkt.com.br

Com denúncias de corrupção contra Roseana Sarney, revista “IstoÉ” some das bancas da capital São Luís

O blog Ucho.Info deste sábado informa que repetindo a mesma estratégia adotada por ocasião do lançamento do livro “Honoráveis Bandidos”, que retrata a trajetória bisonha do senador José Sarney, o clã que nasceu na Praia do Calhau, na capital maranhense, se apressou nesta segunda-feira e comprou todos os exemplares da revista “IstoÉ”, que na edição do último final de semana trouxe reportagem sobre corrupção no programa “Saúde é Vida”.

. De acordo com a publicação semanal, a governadora Roseana Sarney, em conluio com o secretário Ricardo Murad (Saúde), que também..

CLIQUE AQUI para saber tudo.

Ideologia e moralidade, por Ruy Fabiano

O velho ditador ensinou: "Aos amigos, tudo; aos inimigos, os rigores da lei"



Há momentos na história em que o espírito de uma nação – mais especificamente de sua classe letrada – se revela por inteiro. É o que ocorre no episódio do Mensalão. Inicialmente, não se esperava que dele nada resultasse, o que, por si só, já revela algo de substantivo a respeito de nossa cultura.
Dentro dela, não é comum – para não dizer que é inédito - que pessoas influentes paguem por seus crimes. A maioria da opinião pública, pois, estava cética em relação ao destino dos mensaleiros. Seriam inocentados e, em breve, estariam de volta. Deu-se, porém, o contrário: foram presos. Na reação à prisão, sustentada por amplos setores da intelectualidade e do meio artístico, tem-se um retrato da moralidade do país.
A hostilidade nas redes sociais e nos jornais a Joaquim Barbosa deixa claro que, acima da moral, está a ideologia. Ou por outra, sem ideologia - de esquerda, claro - não há moral.

. “Aos amigos, tudo; aos inimigos, os rigores da lei”, sustentava Getúlio Vargas. A solidariedade a José Genoíno, em face de sua enfermidade, não se estendeu a outro condenado, mais enfermo que ele, Roberto Jefferson, que padece de um câncer irreversível.

. Está mais enfermo, mas não é da turma. Não merece compaixão. Criou-se, no Mensalão, a figura esdrúxula do delito ideológico. O roubo de esquerda é legítimo; o de direita, não.

. Tal distorção já vigora há tempos em relação aos direitos humanos: um preso político em Cuba merece o que recebe; num regime militar de direita, não.

Taline Oppitz diz que secretário Busatto saiu bem no confronto "governo x governo"

Menos afobada que sua colega Rosane Oliveira, editora de Política de Zero Hora, que saiu defendendo o governo Tarso Genro contra o secretário Luiz Carlos Busato, a editora de Política do Correio do Povo preferiu analisar a reação do secretário, que foi inesperada e consistente. Eis a nota de Taline:

Saiu-se bem nos primeiros esclarecimentos públicos o secretário de Obras Públicas do Estado, Luiz Carlos Busato. Deputado federal em segundo mandato e presidente estadual do PTB, Busato demonstrou tranquilidade e, em meio à tempestade que se abate novamente sobre o seu partido, conseguiu prestar informações à sociedade sobre o que gerou a ação da Polícia Civil no caso da Operação Kilowatt. O afastamento de três servidores, dois deles ligados à legenda, somado à abertura de sindicância na Secretaria da Obras, complementa as ações necessárias para dar suporte às investigações sobre irregularidades na Pasta.

CLIQUE AQUI para ler a candente defesa feita pelo secretário de Obras. É carta que ele mandou hoje para a jornalista Rosane Oliveira, RBS, que é quem mais tem acusado e ridicularizado o secretário, reverberando o que pensa o núcleo duro do Piratini. O secretário reconhece que já foi exposto ao pelourinho, submetido ao Supremo Tribunal do Google. Ele não tem mais o que fazer no governo. Nem este e nem o seu Partido, o PTB, saíram em sua defesa. 

Menos de 48h depois, Polícia solta todos os presos da Operação Kilowatt

Com a liberação de mais quatro suspeitos na noite desta sexta-feira, todos os oito presos na Operação Kilowatt, deflagrada pela Polícia Civil quinta-feira, já estão soltos.

. A lista inicial de prisões incluía 16 nomes, inclusive o secretário Adjunto de Obras, Germano Dalla Valentina, PTB, homem ligadíssimo ao secretário Busatto, e o ex-prefeito de Canela, José Vellinho Pinto, PDT.

. Os que foram investigados, presos e ouvidos:

- Newton Lux e Caroline Lux, marido e mulher, empresários, donos da Porto Redes Construções e Instalações
- Jean Carlo Ferreira do Amaral, engenheiro e fiscal da 2ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas, em NH
- Paulo Pinheiro Coelho, engenheiro e fiscal da 2ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas, em NH
- Gilberto dos Santos Rucks, engenheiro, titular da 2ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas, em NH
- Rosana Maria Rodrigues Santos, coordenadora regional de Educação de São Leopoldo
- Fernando Augusto Brinckmann Oliveira, engenheiro civil da Porto Redes
- Ricardo Gonçalves Friedrich, engenheiro eletricista da Porto Redes.

Beto Albuquerque avisa: "A partir de março, o PT comerá o pão que o diabo amassou"

O deputado Beto Albuquerque, presidente do PSB do RS e um dos coodenadores da campanha prsidencial de Eduardo Campos, afirmou que a partir de fevereiro, a legenda votará como oposição ao PT no Congresso. Beto fez a declaração dois dias após o Partido dos Trabalhadores publicar em sua página no Facebook um texto chamando o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, de "tolo" e "playboy mimado".

O que disse Beto:

- Eles vão comer o pão que o diabo amassou.

. Na Assembléia do RS, os três deputados socialistas irão somar-se com maior firmeza aos 23 deputados da oposição, que já contam com a adesão de outros dois deputados que até há pouco estavam com o governo: Cassiá Carpes, Solidariedade, e Marcelo Moraes, PTB. Com isto, a oposição terá 28 deputados, portanto a maioria entre os 55 deputados.

CERVEJAS ARTESANAIS DE TODO O MUNDO
Compre neste sábado, em Porto Alegre, e leve para casa.
Cervejas artesanais. 200 rótulos de várias partes do mundo
Bier Mark Spirito Santo
No mezanino da loja da Spirito Santo, Rua 24 de Outubro 513, 10h as 20h, inclusive sábado
Vá lá, faça sua encomenda e aproveite o ambiente para tomar um chop ou beber a cerveja da sua preferência.
Fone 3208.2300
É a primeira loja shop in shop do Bier Markt em Porto Alegre
www.biermarkt.com.br

Programa de Dilma não é "Mais Médicos", porém "Mais Cubanos"

Com o título "Programa 'mais cubanos'", o jornal O Estado de S. Paulo de hoje informa que dos 13 mil profissionais que o programa Mais Médicos pretende mobilizar até março, mais de 10 mil serão cubanos. Com isso, não resta mais nenhuma dúvida de que a anunciada intenção de atrair médicos de outras nacionalidades ou mesmo brasileiros não passou de fachada para um projeto há muito tempo acalentado pelo governo petista: importar médicos cubanos em grande escala, ajudando a financiar a ditadura cubana. Leia tudo:

A terceira fase do Mais Médicos, recém-encerrada, ofertou 6,3 mil vagas, mas teve apenas 466 médicos estrangeiros e 422 brasileiros inscritos. Haverá uma nova etapa de inscrições, mas é improvável que a tendência de baixo interesse seja alterada até lá. Assim, para cumprir a meta, o governo terá de trazer outros 5 mil médicos de Cuba. Esse novo contingente vai se juntar aos 6,6 mil médicos que já atuam no programa - dos quais 5,4 mil são cubanos.

. Como se nota, o programa Mais Médicos deveria se chamar "Mais Cubanos", pois é disso que se trata. As condições estabelecidas pela iniciativa foram desenhadas de tal modo que o resultado seria o desinteresse de brasileiros e estrangeiros, gerando a oportunidade para trazer os médicos de Cuba -os únicos que, soldados de uma ditadura, aceitariam trabalhar em meio à precariedade do sistema de saúde no interior do País e na periferia das capitais.


. Que as regiões mais pobres do Brasil necessitam de mais médicos não resta dúvida. Mas esses profissionais não resolverão o problema, nem mesmo o mitigarão, se não tiverem à sua disposição equipamentos e infraestrutura ao menos razoáveis.

CLIQUE AQUI para ler tudo. 

Abastecimento de energia elétrica ficará crítico a partir da semana que vem

Na próxima semana, a previsão é a de que continue ocorrendo chuva fraca a moderada nas bacias dos rios Uruguai, Jacuí, Iguaçu, Paranapanema e no Tietê. A maior térmica a gás do RS, AES Uruguaiana, 500 MW, continua desligada, simplesmente porque o governo federal não tomou precaucações, acertando com antecedência o envio de gás via Baia Blanca, Argentina. 

O quadro de abastecimento de energia hidrelétrica voltou a ser crítico no país. 

. A situação assemelha-se à apresentada em janeiro de 2013, quando o setor chegou a enfrentar momentos pré-crise de racionamento no consumo, embora os níveis dos reservatórios não estejam em níveis tão baixos como no ano passado. Devido à ocorrência de chuvas abaixo do normal, o Operador Nacional do Sistema (ONS) voltou a ligar mais térmicas para atender a demanda de energia elétrica na próxima semana (entre os dias 11 a 17 de janeiro de 2014), elevando o montante de despacho por ordem de mérito de 10.464 MW médios para 11.756 MW médios.

. De acordo com o boletim do ONS, publicado nesta sexta-feira, 10, desde o dia 30 de dezembro de 2013, a atuação de áreas de instabilidade na região Sul do país e a passagem de uma frente fria vêm ocasionando chuva fraca nas bacias hidrográficas desta região.