Joaquim Barbosa diz que bancos fazem corpo mole no caso de lavagem de dinheiro

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, acusou nesta segunda-feira os bancos de serem lenientes no controle que fazem para evitar o crime de lavagem de dinheiro. O motivo, segundo o ministro, é a sensação de impunidade. Na avaliação de Barbosa, é preciso que as instituições financeiras sejam mais atuantes no combate a esse crime pela dificuldade de identificar a lavagem.  "De fato, enquanto instituições financeiras não visualizarem possibilidades de serem punidas por servirem de meio pela ocultação dos valores que se encontram sob sua responsabilidade, persistirá o estimulo à busca do lucro, visto como combustível ao controle leniente que os bancos fazem sobre abertura de contas e transferências", disse na abertura de um seminário sobre o combate à lavagem de dinheiro promovido pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).      

. O presidente do STF disse ainda que houve avanços, mas que ainda é possível identificar um "quadro preocupante" no país sobre "branqueamento de capitais" e questionou a atuação dos tribunais na aplicação da legislação. Ele disse ainda que é preciso analisar se não há problemas de investigação do Ministério Público e das polícias.        

. De acordo com dados do CNJ, em 2012 a maioria dos tribunais julgou 15 processos relativos à lavagem de dinheiro, com exceção do Distrito Federal e de Goiás. Barbosa disse que "os procedimentos investigatórios em regra são arquivados, sendo exceções os que geram denúncias".

* Clipping www.uol.com.br

Banco Itaú diz que desoneração da cesta básica será insignificante

* Clipping www.brasil247.com.br

No mesmo dia em que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, falou à imprensa sobre os efeitos da desoneração de impostos da cesta básica na redução na inflação, o maior banco privado do País externou sua avaliação a respeito do tema – e, com ela, uma nova trombada entre a instituição e o governo está anunciada.

. Para o Itaú, a 'zerada' nos impostos federais sobre a cesta básica terá, na prática, um resultado pífio sobre a inflação. Os economistas do banco acreditam que o IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Ampliado --  deverá cair apenas cerca de 0,12%. Na semana passada, o sócio e economista chefe do Itaú, Ilan Goldfajn, registrou em artigo no jornal O Estado de S. Paulo que as medidas corretas para o combate à inflação seriam o desaquecimento do mercado de trabalho e do consumo das famílias. Somadas, as posições devem provocar um novo afastamento entre o presidente da instituição, Roberto Setúbal, e a equipe econômica do governo da presidente Dilma Rousseff. Na 60ª reunião do chamado Conselhão, que reúne empresários em torno da presidente, realizada dias atrás em Brasília, Setúbal não compareceu, apesar da presença de alguns dos maiores empresários do País no encontro.

Liz Fernando Veríssimo volta ao hospital. Ele está na CTI do Hospital Moinhos de Vento.

* Clipping www.terra.com.br

O escritor Luis Fernando Verissimo foi internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no último sábado (9). Ele apresentou dores no peito (angina), mas tem dado uma boa resposta ao tratamento.

Segundo boletim médico divulgado nesta segunda-feira (11), o quadro inicial já foi controlado e Verissimo teve alta do CTI para o apartamento.

Os exames feitos mostraram uma boa recuperação da função cardíaca, e a previsão é de que a alta seja em breve.

O autor recebe visitas apenas da esposa e dos filhos.

Em novembro, escritor gaúcho de 76 anos ficou internado por 24 dias, e recebeu alta no dia 14 de dezembro. Ele foi internado com uma infecção generalizada, febre e dores musculares e fadiga. Nos exames, foi identificada a presença do vírus da influenza sazonal ou gripe comum.Filho do escritor Érico Verissimo, Luis Fernando nasceu em Porto Alegre e é muito conhecido pelas crônicas e textos de humor publicados em diversos jornais do país. É também cartunista e tradutor, roteirista de televisão, autor de teatro e músico.

EVENTOS EMPRESARIAIS EM GRAMADO
Varanda das Bromélias, o melhor boutique hotel da Serra Gaúcha
Grupos de até 85 pessoas. Duas salas de apoio.
Rua Alarisch Schulz 158, bairro Planalto, 5 minutos do centro, em meio a um bosque
Fone 054.3286.6653. E-mail: reservas@varandadasbromelias.com.br Site www.varandadasbromelias.com.br
CONSULTE AGORA MESMO

PMDB mineiro trocou apoio de Quintão ao PT por posição no ministério. E quer a Agricultura

 A posição do ministro Mendes Filho no ministério da Agricultura está nas mãos do PMDB e da presidente Dilma Rousseff, pressionados, ambos, pela seção mineira do Partido e pelos compromissos do PT na última campanha eleitoral em Belo Horizonte.

. A posição do PMDB – A seção mineira indicou seu presidente, o deputado Antônio Andrade, para o lugar de Mendes Filho. Isto é oficial.

. A pressão do PT – Na eleição para prefeito de Belo Horizonte, o PT ofereceu um ministério para que o PMDB afastasse seu candidato do pleito. Foi assim que Leonardo Quintão abriu mão da sua candidatura.

. A pretensão de Minas encontra obstáculos junto ao PMDB do RS, ao vice-presidente Michel Temer, PMDB, e também junto a Dilma. Caso as pressões sejam intoleráveis, Mendes Filho perderá o cargo. Ele é apoiado pelo Partido no RS, que está, agora, fechadíssimo com o governo Dilma Rousseff, embora tenha apoiado Serra na última eleição. O PMDB do RS já prometeu apoio a Dilma no ano que vem.

- A proposta mineira é de que Mendes Filho passe para a SAE, a secretaria de Assuntos Estratégicos. Os mineiros, que não são solidários nem no câncer, acham que o gaúcho precisa ocupar lugar mais amenos. O atual titular, Moreira Franco, iria para o ministério da Aviação Civil. 

Posição de Mendes Filho é irremovível no ministério da Agricultura

Sem o apoio de Michel Temer, portanto sem o apoio da nomenclatura do PMDB, o deputado mineiro Antonio Andrade não tomará o lugar de Mendes Filho.

. O suplente de Mendes Filho, Eliseu Padilha, é na prática o novo líder do PMDB na Câmara. É que o líder delegou a ele as principais funções de plenário. Nem de longe o Partido quer ver Padilha fora da Câmara. Além disto, ele integra a nomenklatura do PMDB.

PDT gaúcho ficará com Lupi no dia 22

Ao eleger os 11 delegados que representarão o PDT na convenção nacional que elegerá o novo presidente, a atual direção partidária demonstrou quem é que manda no RS.

. A antecipação da refiliação do ex-deputado Carlos Araújo foi considerada um golpe da chamada “ala petista”, amplamente minoritária O pedido só será analisado depois da reeleição de Carlos Lupi, dia 22.

Desistência de ação beneficiará quem pagou fortunas milionárias para construir condomínios em Atlântida

O Ministério Público Estadual desistiu da ação que protocolou há oito anos contra o empresário Solon Gonçalves, pela qual exigia o pagamento de discutíveis tributos sobre os condomínios que ele queria empreender em Xangri-Lá. Solon foi o único que se negou a pagar.

. A desistência põe em xeque as leis municipais criadas em Xangri-Lá e municípios do Litoral Norte, que a qualquer momento serão obrigadas a suspender a cobrança dos tributos. Apenas Atlântida, principal balneário do município, rendeu R$ 50 milhões para os cofres municipais. Muitos empreendedores poderão pedir a devolução do dinheiro.

- Atlântida, a jóia da coroa do Litoral Norte, possui 38 condomínios, uma novidade que os gaúchos criaram e que deu certo.

SAIBA TUDO
O EIXO DO MAL CONTRA O GOVERNO YEDA CRUSIUS
Este episódio envolvendo a ex-deputada Luciana Genro é contado em detalhes no livro Cabo de Guerra, 499 páginas, 39 capítulos, cinco cadernos com 70 fotos. São informações inéditas. Capítulos inteiros são dedicados ao assassinato de Marcelo Cavalcante, atribuído por Luciana aos aliados de Yeda, mas atribuídos pela família aos inimigos de Yeda. Leia trechos inéditos do inquérito policial, que desmentem Luciana. Inimigos de Yeda foram ouvidos pela Polícia de Brasília para responder pelas acusações. A mídia gaúcha nada falou sobre isto. São capítulos inteiros com revelações estarrecedoras e inéditas.
Compre o livro: R$ 75,00. Envio grátis para qualquer parte do País. Peça seu exemplar pelo e-mail polibio.braga.com.br Neste domingo, você pode fazer a compra, também, nas livrarias do Aeroporto, Cultura e Cameron, em Porto Alegre.
VERDADES ESTARRECEDORAS E INÉDITAS

João Luiz Vargas acusa Tarso e Da Camino pela Conspiração Rodin

- Na foto, o governador Tarso Genro, acusado por João Luiz como o verdadeiro chefe da Conspiração Rodin.

No livro que lançará nesta terça-feira a noite no Clube do Comércio, Porto Alegre, o ex-deputado e ex-presidente do Tribunal de Contas do RS, João Luiz Vargas, acusará diretamente o governador Tarso Genro e o procurador Geral junto ao TCE, Geraldo Da Camino, pelo que ele chama de “conspiração” destinada a “assassinar reputações” e eleger o candidato do PT ao Piratini. O libelo acusatório contra o procurador Da Camino é devastador. João Luiz e Da Camino trabalharam juntos no TCE. Os dois homens se detestam. O autor do livro “Conspiração Rodin” usou a agenda diária de Da Camino para provar que durante os seis meses da Operação Rodin e CPI do Detran, o procurador só recebeu adversários do governo Yeda Crusius e inimigos jurados do PMDB, PP, PSDB, PTB e das personalidades acusadas pela Polícia Federal. Além disto, foi Da Camino e seus assessores quem fez o cálculo do alegado desvio de R$ 44 milhões do Detran, dinheiro que jamais foi visto por ninguém até hoje. João Luiz Vargas expõe provas robustas de que o cálculo foi um embuste para justificar o desencadeamento da Operação Rodin.
. O livro tem 308 páginas, custa R$ 25,00. O editor leu tudo na versão digital que lhe forneceu o autor.

Líder do PT chamou juízes do TRF de corruptos, mas o TRF não reage e fica quieto

A decisão do governo estadual gaúcho de retirar o pé do acelerador no caso da antecipação dos contratos de concessões de rodovias, também foi influenciada pela péssima repercussão dos atos presididos pelo governador Tarso Genro em Carazinho.

. O governador reuniu o aparelhado Conselhão, mandou os conselheiros formarem posição de sentido e antecipou a campanha eleitoral do ano que vem. Um dos seus cabos eleitorais, Milton Schmitz, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de Carazinho, fez um discurso inflamado e avisou:

- Com essa atitude de hoje, Tarso começa a construir sua reeleição.

. “Isto aqui é um baita palanque”, disse o prefeito Renato Suss.

. O clima eleitoral desandou quando o deputado Edegar Pretto, PT, chamou de corruptos todos os juízes do Tribunal Regional Federal
- O TRF está no bolso das concessionárias.

. O deputado do PT insinuou claramente que os juízes do TRF recebem propina das concessionárias de rodovias e por isto votam contra o governo.

. Maior autoridade do Estado, Tarso Genro não censurou o companheiro de Partido. Ele mesmo já tinha criticado com dureza as decisões do TRF.

Pedágios: governo gaúcho perde o eixo e recua no enfrentamento com os empresários e a justiça

- O prefeito de Carazinho, Renato Suss, participou do comício eleitoral da semana passada, quando o governador Tarso Genro antecipou sua campanha à reeleição. Suss, inflamado, disse sobre a reunião do Conselhão na Ulbra: "Isto aqui é um baita palanque". Só aliados do governo entraram no recinto da manifestação. Ali não houve contraditório algum. 

A cada dia que passa são maiores as contradições do governo Tarso Genro em relação à atitude hard que o governador passou a exibir frente às empresas concessionárias de rodovias no RS.

. Os argumentos usados pelo Piratini para estatizar todos os pedágios são insustentáveis:

Tarifas – O novo elefante branco criado pelo governo, a EGR, avisou que continuará cobrando pedágios, só que agora públicos. As tarifas poderão cair 26 para carros, mas as concessionárias chegaram a oferecer redução até maiores – e com mais obras, até de duplicação – coisa que o governo não garante.
Direito de ir e vir – Tarso chegou a avisar que quer garantir o direito de ir e vir nas estradas pedagiadas, mas esqueceu que o Daer possui três rodovias tarifadas e este direito não é garantido.

. No sábado, segundo vazou o Piratini, Tarso reuniu a nomenclatura e decidiu tirar o pé do acelerador quanto aos atos de enfrentamento com os empresários e a justiça. Ele descobriu que não conseguirá impor quebras de contrato, antecipando os prazos de vencimento.

Modelo superado da economia gaúcha afundou o RS em severa recessão no ano passado

Era mais do que esperado o anúncio feito pela FEE nesta segunda-feira, dando conta do tamanho da severa recessão da economia gaúcha em 2012.

. Tudo por causa do mau desempenho da agricultura e da pecuária. O setor primário impacta pouco o PIB (9,4%), isoladamente, mas ele impacta fortemente os setores secundário, que é o da produção industrial (29%) e terciário, no caso o setor de serviços (61,6%), resultando que o chamado agronegócio responde por 45% do Produto Interno Bruto.

. A economia local voltou a andar como o rabo do cavalo, porque ela é dependente em demasia dos fatores mais atrasados da economia gaúcha. Nos últimos 50 anos, apenas o governador Antonio Britto tentou mudar a matriz do desenvolvimento econômico gaúcho, modernizando-a, com proposta de começo, meio e fim, mas ele perdeu a reeleição para o atrasado governador petista Olívio Dutra, que impôs meia volta volver a tudo – e até tentou retornar a economia local ao tempo da pedra lascada.

. Nos governos anteriores de Rigotto e Yeda, pelo menos em um de cada quatro anos o PIB também trabalhou abaixo de zero.

. No segundo ano do governo Tarso Genro, o PIB despencou 1,8%.

. Dos três setores em que se divide a economia, agropecuária e indústria despencaram para valer:

- Agropecuária: menos 27,6%
- Indústria: menos 4,5%

. A FEE informou que o tombo da agropecuária foi tão expressivo que afetou a indústria da transformação de soja, ração e farinhas. A conjugação, formada pela diminuição nos dois setores, fez com que o crescimento do PIB gaúcho fosse inferior ao brasileiro, que teve variação positiva de 0,9%. Em 2012, o PIB gaúcho atingiu R$ 296,34 bilhões, o que representa 6,73% do PIB nacional — abaixo da participação de 2011, que foi de 6,77Por consequência, a renda per capita do gaúcho caiu 2,2%. O que resultou em uma renda média anual de R$ 27.514.— Haverá efeitos positivos na economia do Rio Grande do Sul — anunciou o economista da FEE.

Saiba quanto o governo gaúcho cobra de ICMS sobre os produtos da cesta básica

Se a pedida da Agas ao governo estadual gaúcho for atendida, a maioria dos produtos da cesta básica terão estas reduções do ICMS:

- Alimentos: 7 %
- Higiene: 17 a 25 %

Banco BNP Paribas diz que inflação é preocupante e aposta em juros básicos mais altos (9% no ano) a partir de abril

O editor recebeu no início da tarde desta segunda-feira a análise de cenários elaborada pela equipe de economistas do banco BNP Paribas. O material está redigido em inglês.
Eis como o banco enxerga os próximos meses, discutindo dois grandes agregados econômicos:

Inflação – A inflação é um problema muito maior do que as pessoas percebem, forçando o Banco Central a entrar em açãomuito antes do que desejava (aumentar os juros e apertar o crédito).
Juros básicos – Os juros básicos, Selic, subirá este ano para até 9%, encarecendo o custo do dinheiro, que também será mais raro. A previsão era de que 9% seria o número de 2014. 

Yeda, assediada, garante que permanecerá tucana

Apesar do assédio, a ex-governador Yeda Crusius não quer nem ouvir falar em sair do PSDB.



SAIBA TUDO
O EIXO DO MAL CONTRA O GOVERNO YEDA CRUSIUS
Este episódio envolvendo a ex-deputada Luciana Genro é contado em detalhes no livro Cabo de Guerra, 499 páginas, 39 capítulos, cinco cadernos com 70 fotos. São informações inéditas. Capítulos inteiros são dedicados ao assassinato de Marcelo Cavalcante, atribuído por Luciana aos aliados de Yeda, mas atribuídos pela família aos inimigos de Yeda. Leia trechos inéditos do inquérito policial, que desmentem Luciana. Inimigos de Yeda foram ouvidos pela Polícia de Brasília para responder pelas acusações. A mídia gaúcha nada falou sobre isto. São capítulos inteiros com revelações estarrecedoras e inéditas.
Compre o livro: R$ 75,00. Envio grátis para qualquer parte do País. Peça seu exemplar pelo e-mail polibio.braga.com.br Neste domingo, você pode fazer a compra, também, nas livrarias do Aeroporto, Cultura e Cameron, em Porto Alegre.
VERDADES ESTARRECEDORAS E INÉDITAS

Diaz confirmou ao editor que sairá mesmo do PSDB

O ex-deputado Claudio Diaz, Rio Grande, confirmou para o editor que sairá do PSDB. No ano que vem, concorrerá a deputado Federal pelo PP ou PMDB.

- Diaz foi presidente do PSDB do RS, vice-presidente nacional do Partido, e é primeiro suplente da bancada federal. Ele fez 80 mil votos.

Adilson Troca tem apoio dos seis deputados para ser novo presidente do PSDB

Marchezan Júnior dificilmente será candidato a governador do RS pelo PSDB. Ele está isolado na presidência e perderá o cargo se tentar a reeleição.

. Seu adversário interno é o deputado estadual Adilson Troca, que tem o apoio total da bancada de seis deputados.

88% dos leitores desta página comemoraram fim de Chavez

88% dos leitores do site www.polibiobraga.com.br manifestaram “alívio e satisfação” diante da morte do ditador Hugo Chavez, mas 11% sentiram “consternação e tristeza”. Os números foram apurados depois de encerrada a enquete que perguntou aos leitores:

Qual foi a sensação que você teve ao saber da morte do ditador Hugo Chavez?

. A nova enquete trata da eleição do novo governador do RS. Na capa do site estão listados os principais candidatos: Vieira da Cunha, Tarso Genro, José Ivo Sartori, Ana Amélia Lemos e Marchezan Júnior.

Prefeito Marco Alba falará dia 21 na Acigr

Será dia 21, 12h, a fala do prefeito Marco Alba na Associação Comercial e Industrial de Gravataí, Acigra.

- Gravataí, 257 mil habitantes, 6ª. Maior economia do Estado, é a sede da GM no RS.

Agas (supermercados) querem que Tarso também diminua impostos (ICMS) sobre produtos da cesta básica

A Agas (supermercados) revelou nesta segunda-feira que o impacto médio imediato da redução de preços dos itens da cesta básica será de 6,7%, mas que ao final a variação para o consumidor oscilará entre 3% a 15%. Quem ganha até dois mínimos, aumentará seu poder de compra em 8%.

. A partir desta semana, o presidente da Agas, Antonio Longo, procurará o governo estadual para que também reduza o ICMS.

. A Medida Provisória Nº 609, de 8 de março de 2013 foi publicada no Diário Oficial. Ela reduz a zero as alíquotas da Contribuição para o PIS/PASEP.

CLIQUE AQUI para ler o texto integral da Medida Provisória.
CLIQUE AQUI para examinar a lista de produtos da cesta básica.

FEE dirá, hoje, que economia gaúcha trabalhou em grave recessão de 1,8% no ano passado.

Sairão hoje os números oficiais sobre o desastroso desempenho da economia gaúcha no ano passado. A FEE poderá anunciar que a economia local trabalhou em recessão grave durante todo o ano de 2012. O PIB recuou entre 1,8%¨a 1,9%. É um número péssimo.

. 2012 foi um ano de frustração no campo, devido às secas, mas a produção industrial não ajudou muito, só escapando do desastre o setor terceiário, serviços e comércio. 45% do PIB estão ligados ao chamado agronegócio, um tipo de dependência que tem produzido altos e baixos na economia gaúcha, que fica totalmente dependente do bom ou mau tempo. O RS não tem conseguido melhorar sua matriz econômica, tornando-a mais moderna e menos atrasada. A tentativa mais séria nesse sentido, com projeto para começo, meio e fim, foi feita pelo ex-governador Antonio Britto, mas sua proposta foi recusada na tentativa de reeleição do líder político do PMDB, que preferiu as teses mais atrasadas do PT de Olívio Dutra, que radicalizou no modelo agropecuário, mas ainda mais dependente de produtores extremamente retrógrados.

. Em 2011 e 2012 (apesar da queda), o Rio Grande do Sul passou a ocupar participação de 6,73%, 6,74% na economia brasileira ante 6,7% de 2010.

Saiba como foi a variação do PIB do RS nos últimos 10 anos, em percentagem:

Governo Rigotto (PMDB)
2003 - 1,6
2004 - 3,3
2005 - Menos 2,8
2006 - 4,7

Governo Yeda (PSDB)
2007 - 6,5
2008 - 2,7
2009 - Menos 0,4
2010 - 7,8

Governo Tarso (PT)
2011 - 5,7
2012 - Menos 1,8%

Promotores tocam ação de improbidade contra prefeito de Gramado. Nestor Tissot é acusado de tentar comprar imóvel de parente por R$ 5,9 milhões.

Ao lado o prefeito Nestor Tissot, Gramado.

* Clipping blog do jornalista Mirón Neto.

A decisão liminar em relação à Ação de Improbidade Administrativa, proposta pelo Ministério Público, contra a compra do centro comercial da Várzea Grande pelo município, deverá ser conhecida nesta segunda-feira. A ação será julgada pela juíza Aline Ecker Rissato.

A enquete feita pela coluna na internet, nas últimas duas semanas, registrou que 77% dos leitores são contra a compra do centro comercial por R$ 5,9 milhões.No dia 18 de janeiro, esta coluna fez a previsão de que o projeto de compra do centro comercial da Várzea Grande seria um assunto polêmico. Se as autoridades tivessem levado em consideração as justificativas para a polêmica, e retirando o projeto, não haveria a ação do Ministério Público. Vejam o que alertamos há mais de 50 dias: "1 - A área pertence a parentes do prefeito Nestor Tissot; 2 - Até pouco tempo, o imóvel - que não teve sucesso comercial, era oferecido por um valor bem abaixo dos R$ 5,9 milhões; 3 - Por bem menos do que esse valor é possível comprar uma área e construir um centro de saúde; 4 - Saúde se faz com médicos, enfermeiros, equipamentos e medicamentos, não com prédios e ambulâncias. Só isso!"

. Segundo o promotor Max Guazzelli,  o presidente do Conselho Municipal de Saúde, o médico César Maciel, teria dito, em depoimento ao Ministério Público, que a aquisição do centro comercial da Várzea Grande pelo município seria "totalmente inviável".  Ressaltando que era uma opinião pessoal, Maciel disse que a saúde em Gramado apresenta vários problemas, como a falta de médicos e profissionais técnicos, plantões, equipes do Programa da Saúde da Família e falta de agentes comunitários de saúde.

. Quando o projeto para a compra do centro comercial da Várzea Grande deu entrada na Câmara, os vereadores pediram que ele fosse aprovado, antes, pelo Conselho Municipal de Saúde. O secretário da Saúde, Jeferson Moschem (PP), argumentou que os gastos com a aquisição não implicariam em redução das verbas de saúde. Segundo o promotor Max Guazzelli, o secretário também teria usado "argumentos não verdadeiros", como a existência de um "laudo de avaliação". "Trata-se de uma avaliação que não passa de um parecer, pois não segue normas técnicas", afirma Guazzelli. Ele diz, também, que não existe uma aprovação da Vigilância Sanitária Estadual, mas apenas um visto que diz que é possível a adaptação do centro comercial, pois a aprovação cabe ao município de Gramado.
Outro dado contestado por Guazzelli é em relação ao custo "baixíssimo" da adaptação para um posto de saúde. Segundo o próprio engenheiro Neuri Donin, as adaptações iriam custar mais de R$ 800 mil, sem contar os equipamentos.

. Em outra oitiva que embasou a Ação de Improbidade Administrativa contra o prefeito Nestor Tissot (PP), o secretário da Saúde, Jeferson Moschem (PP), Famti Representações e Comércio Ltda. e Celso Cavallin,  o engenheiro da Secretaria Estadual de Saúde, que havia vistado o projeto arquitetônico, afirmou ao Ministério Público que é possível fazer um posto de saúde com 250 metros quadrados. Segundo o técnico, o ideal em termos de saúde pública é construir vários postos de saúde pequenos, descentralizando o atendimento.

SAIBA TUDO
O EIXO DO MAL CONTRA O GOVERNO YEDA CRUSIUS
Este episódio envolvendo a ex-deputada Luciana Genro é contado em detalhes no livro Cabo de Guerra, 499 páginas, 39 capítulos, cinco cadernos com 70 fotos. São informações inéditas. Capítulos inteiros são dedicados ao assassinato de Marcelo Cavalcante, atribuído por Luciana aos aliados de Yeda, mas atribuídos pela família aos inimigos de Yeda. Leia trechos inéditos do inquérito policial, que desmentem Luciana. Inimigos de Yeda foram ouvidos pela Polícia de Brasília para responder pelas acusações. A mídia gaúcha nada falou sobre isto. São capítulos inteiros com revelações estarrecedoras e inéditas.
Compre o livro: R$ 75,00. Envio grátis para qualquer parte do País. Peça seu exemplar pelo e-mail polibio.braga.com.br Neste domingo, você pode fazer a compra, também, nas livrarias do Aeroporto, Cultura e Cameron, em Porto Alegre.
VERDADES ESTARRECEDORAS E INÉDITAS