Carta Aberta do Movimento Vem Pra Rua diz que o povo quer o governo fora do governo

Carta Aberta do Movimento Vem Pra Rua em Repúdio às Reações do Governo Federal Frente às Manifestações de 15 de Março de 2015

ELES NÃO ENTENDERAM NADA

O Movimento Vem Pra Rua vem a público repudiar as tentativas insistentes e já conhecidas do Governo Federal de distorcer as manifestações históricas ocorridas em todo o país no domingo, 15 de março de 2015.

Neste dia a população falou em alto e bom tom. Todos puderam assistir e participar de uma manifestação democrática, patriota, pluralista, apartidária – e ordeira. Cidadãos de todas as classes, orientações, profissões, etnias e idades se fizeram presentes, em uma só voz, que clama pelo fim do pesadelo em que se configurou a gestão do Governo Federal, seja pela absoluta falta de competência na administração, pelos descalabros associados à corrupção ou pela confusão que se faz na cabeça de muitos membros do Governo entre o que é interesse do Brasil e o que é interesse partidário. Já são 12 anos. Basta!

Em especial, sentimos a profunda irritação e indignação de todos os que estiveram nas ruas no domingo (e de muitos mais, que certamente estarão presentes nas próximas manifestações), quando percebem:

• A insistência em querer desqualificar os movimentos de 15 de março, o que, em essência, desrespeita a população que se manifestou:

o As mais de 2,2 milhões de pessoas que se manifestaram por todo o Brasil são fascistas? São elite branca?
o Quantitativamente, como podemos admitir que os protestos do dia 13 de março sejam equiparados aos de 15 de março?
o Qualitativamente, por que na opinião do governo protestar a favor caracteriza democracia e protestar contra caracteriza golpismo?
o O que é mais importante? A vontade de um povo ou as diretrizes de um partido político?
o A resposta do Governo à população brasileira que foi às ruas no domingo foi mal orquestrada e estabanada, foi ofensiva e, possivelmente, mal intencionada, na medida em que visa ocultar e minimizar a verdadeira mensagem de milhoes de pessoas.

• A absoluta incapacidade deste Governo de admitir seus erros e fazer autocrítica:

o Quem está há 12 anos no poder?
o Quem indicou aqueles que são acusados de corrupção?
o Quem presidia o Conselho de Administração da Petrobras quando parte importante da corrupção que está sendo investigada foi praticada?
o Para quais partidos políticos foram desviados os recursos, de acordo com estas acusações?
o A situação econômica que vivemos foi causada por qual Governo? A crise internacional já acabou!
o O Brasil cresceu e cresce em media inferior à da maioria dos paises emergentes, antes e depois da crise de 2008.

• O discurso repetitivo, mas completamente ineficaz:

o Quantas vezes já se falou em medidas anti-corrupção, sem que nenhuma fosse tomada?
o Com que autoridade o governo fala em medidas anti-corrupção, quando:
• O partido governista é protagonista no maior escândalo de corrupção da história da civilização moderna?
• O Ministro Toffoli, com seu histórico de associação com o partido governista, foi escalado para liderar o julgamento de ações associadas ao Petrolão?
• O PT não toma providências contra os seus membros acusados de corrupção, mas busca blindá-los e protegê-los escancaradamente?
• O governo ataca o financiamento privado de campanhas políticas quando dependeu fundamentalmente deste para se eleger por quatro vezes?
                                      
A conclusão é inequívoca. Ou o governo da Presidente Dilma não entendeu aquilo que o povo nas ruas disse, de forma direta, no domingo, ou se faz de desentendido.

Em ambas as hipóteses, só nos resta explicar novamente – para que não pensem equivocadamente que a população não está atenta, que aceita respostas vagas e inconsistentes às suas demandas, ou mesmo que o povo não entende o que se passa, ou ainda, que ele é manipulável.

Continuaremos, dentro da mais perfeita ordem e constitucionalidade, manifestando nossa indignação.

Basta! É inaceitável esta situação. O povo brasileiro não merece esse desrespeito. Nós não vamos ficar parados.

Sobre o Movimento Vem Pra Rua

O Movimento Vem Pra Rua é um movimento espontâneo da sociedade civil, suprapartidário, democrático, que pretende trazer para a rua todas as pessoas que estão indignadas com a classe política brasileira.É composto de trabalhadores assalariados, profissionais liberais, donas de casa, desempregados, empreendedores e empresários.O Vem Pra Rua tem como objetivo resgatar a esperança seqüestrada pela corrupção e pela impunidade, assim como exigir mais eficiência e transparência no gasto público. Sua bandeira é a DEMOCRACIA, ÉTICA NA POLÍTICA, COMBATE À CORRUPÇÃO e um ESTADO EFICIENTE e DESINCHADO.Somos contra qualquer tipo de violência e condenamos qualquer tipo de extremismo (separatismo, intervenção militar, golpe de Estado) e não compactuamos com governos autoritários.

Engevix diz que deu dinheiro sujo para o deputado petista gaúcho Paulo Ferreira, JN também faz novas revelações estarrecedoras sobre o Petrolão.

CLIQUE AQUI para ver toda a reportagem do Jornal Nacional. É um material extenso, consistente e estarrecedor -

O vice-presidente da Engevix, Gerson Almada, disse em depoimento gravado em Curitiba e transmitido esta noite pelo Jornal Nacional, que deu grande quantidade de dinheiro sujo da Petrobrás para o deputado federal do RS, Paulo Ferreira, homem do mensaleiro Zé Dirceu no PT.

O vice-presidente da Engevix fez delação premiada.

Ele também revelou que deu muito dinheiro para Vaccari Neto, o tesoureiro nacional do Partido dos Trabalhadores.

O JN produziu reportagem devastadora sobre as relações do PT com as empreiteiras e as chantagens que o Partido fazia para conseguir dinheiro, sob ameaça de cortar contratos na Petrobrás.

O ex-diretor Paulo Costa, em depoimento mostrado ao vivo, disse são “balela” que as desculpas do PT de que muitas doações foram legais:

- É tudo propina. São propinas em troca de contratos.

O JN mostrou depoimento do ex-gerente da Petrobrás, Pedro Barusco, no qual ela diz que só na sua área, na diretoria de Renato Duque, o PT levou US$ 200 milhões.

O presidente do PT, Rui Falcão, que várias vezes apareceu impassível na reportagem, sempre portando sorriso cínico, negou todas as acusações e disse que Vaccari Neto só será afastado se for condenado em última instância.


Os delatores deixaram claro que dinheiro de propina foi usado para as campanhas eleitorais de Dilma. 

Aécio radicaliza e pede ao STF que passe a investigar Dilma Roussef

O senador Aécio Neves (PSDB) subiu o tom do discurso contra a presidente Dilma Rousseff e, nesta terça, após reunião com partidos da oposição, anunciou que pedirá amanhã ao STF a abertura de investigação contra ela; 

- Amanhã, a partir de uma iniciativa do PPS através dos deputados Jungman e Roberto Freire, os partidos de oposição estarão buscando se encontrar com o ministro Teori para, com base em jurisprudência do próprio Supremo Tribunal Federal que, por duas vezes, já decidiu nesta direção, as oposições, em razão das citações nos depoimentos da delação premiada, vão pedir que se abra investigação em relação à presidente da República.

A oposição começou a se dar conta sobre a mensagem das ruas: ninguém mais quer diálogo e nem projetos de ajuste fiscal ou anti-corrupção, porque quer o PT fora do governo. 

Zé Dirceu não esqueceu nada e não aprendeu nada. Ele continua roubando para o PT.

A Receita Federal enviou à Justiça o resultado da análise da movimentação financeira da empresa JD Assessoria, de José Dirceu, que teve os sigilos fiscal e bancário quebrados pelo juiz Sergio Moro, da Operação Lava Jato. Entre 2006 e 2013, o "guerreiro do povo brasileiro" embolsou 29,2 milhões de reais. O ano mais lucrativo foi 2012, quando José Dirceu ganhou 7 milhões de reais. Em 2013, o rei da Papuda papou 4,16 milhões de reais. A justificativa da bolada: pagamento por "consultorias".
Entre os clientes da JD Assessoria, além de empreiteiras, há gigantes como a Ambev, Brasilinvest e Parmalat.

No caso das empreiteiras, sabe-se que é propina. Isso significa que José Dirceu ganhava "por dentro", via JD Assessoria, e "por fora", por meio do seu homem na Petrobras, Renato Duque, finalmente preso ontem.


O documento da Receita Federal foi anexado ao processo do Petrolão. 

Crise política eleva visualizações deste site para números recordes

O gráfico ao lado, elaborado pelo editor, mostra o pico de visualizações de sexta-feira, dia 13, até ontem, segunda-feira. dia 16.

Mesmo sábado e domingo, dias em que o editor reduz consideravelmente o número de postagens, o acesso ao site foi consistente e elevado.

Embora trate também de temas econômicos, o editor tem privilegiado a questão política, já que a edição está toda ela voltada para aspectos relevantes da crise brasileira, tudo com o objetivo de disponibilizar material de informação, análise e crítica para os leitores.

Renato Duque será ouvido pela CPI da Petrobras em Brasília

A CPI da Petrobras tomará depoimento do ex-diretor de serviços da estatal Renato Duque na sede da Polícia Federal em Brasília na próxima quinta-feira, isse nesta terça-feira o líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PPS-PR).

O presidente, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), o relator, Luiz Sérgio (PT-RJ) e os subrelatores da CPI estão reunidos o para definir, entre outros pontos, os requerimentos que serão priorizados para votação na próxima sessão deliberativa da comissão, marcada para a terça-feira da semana que vem, diz 24.

Os parlamentares foram informados que o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da operação Lava Jato, enviou despacho autorizando a viagem do ex-diretor de serviços da Petrobras a Brasília. Como um ato da Mesa Diretora da Câmara proíbe que pessoas presas prestem depoimento na Casa, Duque terá de ser ouvido em outro local. No caso, o depoimento ocorrerá na sede da Polícia Federal em Brasília.

Dólar fecha dia em queda vendido a R$ 3,231

O dólar fechou em queda ante o real nesta terça-feira, anulando os ganhos na última hora do pregão após chegar a subir mais de 1% pela manhã, em movimento que coincidiu com o aumento dos ganhos da Bovespa, com operadores citando entradas de estrangeiros na bolsa.

A moeda norte-americana caiu 0,42%, a R$ 3,2310 na venda. Na máxima da sessão, atingiu R$ 3,2844, maior nível desde 2 de maio de 2003, quando foi a R$ 3,305. Na mínima, alcançou R$ 3,2254 na venda.

Bovespa tem alta de 2,9%, maior ganho desde janeiro

A Bovespa fechou a terça-feira em forte alta e com o seu principal índice perto da máxima do dia, acima dos 50 mil pontos, após a aceleração dos ganhos de ações do setor financeiro, bem como dos papéis da mineradora Vale e da estatal Petrobras na segunda etapa da sessão.

De acordo com dados preliminares, o Ibovespa avançou 2,94%, a 50.285 pontos. Na máxima, o índice chegou a subir 3,14 %. O volume da sessão somava 6,9 bilhões de reais.

Artigo - Ô Véi, vamos falar dos véios? Por Marli Gonçalves

Pérola do moderno pensamento petista, na boca autorizada de Dilma Roussef:
"A coprrupção é uma velha senhora", ontem, em entrevista coletiva, Brasília.

É véi para lá. Véi pra cá. Fala aí, véio! No pobre linguajar que se instala na nossa população o vocativo "Véi" virou uma daquelas pragas - de gíria e de muleta oral e verbal - que ninguém sabe onde começou nem quando vai acabar. O problema é que a rapaziada não sabe nem que o tal Véi/ véio que eles chamam significa velho: dito com uma certa preguiça, sarcasmo e ironia característica da geração net, velho virou véi. Todo mundo é véi hoje, sem lembrar que vai mesmo ser véio um dia e precisar de alguém, de algo

Antes era tia/tio. Vá lá, mas se usam para me chamar já levam pernada. Agora é Véio, isso, Véio, aquilo. Eles - os velhos, os idosos, os anciões - portanto, estão na boca do povo. Não dá para dar um passo sem ouvir o Véio em alguma boca por aí, até nas entrevistas. Mas, véio, seria legal que também estivessem nas suas cabeças, com mais gente pensando sobre isso, cuidando disso, falando sobre isso. O Brasil tem mais de 20,6 milhões e já outros muitos quebrados de idosos, 13% da população. Em 50 anos, quando creio que não estarei aqui para contar e ser mais um neste número ao qual logo logo pertencerei, serão mais de 58 milhões de idosos. Cada vez mais vivendo mais, causando, consumindo, querendo votar, podendo ser votado. (Aqui eu estou tentando valorizá-los nesse aspecto, mais junto aos políticos, para que se voltem ao assunto, já que gostam de dinheiro, poder e ...de votos! para ter dinheiro e poder).

Os velhos são fontes de luz e conhecimento, e podem colaborar com a sociedade até o finzinho de suas vidas, desde que ajudados, mais preservados, respeitados. E pode ter certeza: é o que querem fazer; até tentam, mas ainda são desprezados. Vejo casos de arrepiar de destratos, abandono e desinteresses por mais velhos, violência contra eles (outro dia um babaca universitário de merda quase matou um de porrada porque reclamou do barulho). Não há políticas públicas, atendimento. A maioria dos analfabetos vive no Nordeste e é idosa. Grande parte sem uma moradia adequada, sem recursos básicos e infraestrutura sanitária decente. Muita gente querendo beliscar seus caraminguás.

É difícil envelhecer. Sem dinheiro, então, mais ainda. Sem apoio, quase impossível. E estou afirmando com isso que não é só para eles que não há atenção. Cada vez é mais difícil para as famílias cuidarem de seus idosos. Remédios pela hora da morte. Planos de saúde sádicos e caros, muito caros. Mais fácil escalar uma montanha no Nepal do que poder pagar por um. Sem investimentos em casas de repouso, clínica para os que sofrem de males incuráveis, cuidadores bons, raros, caros e disputados, inflacionados. Não têm calçadas seguras para caminhar, equipamentos disponíveis, políticas públicas, orientação social, proteção legal, não têm, não têm, não têm também. É preciso tudo, mas principalmente com agilidade. O tempo urge. Carimba URGENTE no assunto.

Vivemos, nós, familiares, filhos ou filhas - e estou falando de muitas pessoas da minha geração que estão passando por esse dilema, um momento particularmente difícil, o fim, já que ninguém fica para semente e não inventaram a tal poção da juventude e nem ninguém aí tem pai ou mãe vampiro, imortal. Para nós, cada dia é uma surpresa, uma aventura, um compasso, um passo à frente na madeira do trampolim. A gente assiste (e ouve) dores, reza, sopra aqui e ali, ama, protege, chega a pedir a Deus que pare as tais dores, ou até, que se possível fosse, as transfira todas para nós. Por que não se fala nisso? Por que não somos notados? Nem os véios de verdade, nem nós, os que estamos com eles. Parecemos invisíveis, e muitos de nós cuidamos de idosos que já não sabem nem mais quem somos, ou são mais frágeis que louça fina. Sempre há um que fique com a responsa, carregue mais, se sacrifique mais, tente segurar o relógio do tempo.

Essa semana meu pai fez 97 anos. 97. Tem noção? 35 mil, 405 dias. 849 mil e 720 horas. Começo do século passado, uma guerra mundial, várias revoluções e rebeldias, proibições e liberações, ganhos e perdas. Não, ele não fala sobre isso, porque o que passou de dificuldades para sobreviver desde a infância, vindo de paragens até hoje esquecidas do Amazonas, pulando de cidade em cidade, não mais o interessa. Ou prefere esquecer, o que compreendo porque foi uma vida toda difícil. O pouco que sei são informações esporádicas -só gosta de lembrar que comia jacaré e tartaruga, essa inclusive fornecia o prato com o seu casco. Da família, dos muitos irmãos, nada sobrou, que eu saiba. Minha avó, índia com nome dado de pedra preciosa, Esmeralda, morreu dando à luz a mais um caboquinho, que seria um tio se o tivesse conhecido, num barquinho no meio do Rio Negro. Do avô, o português, nada sei.

Com algumas capenguices, lúcido, mas com dores em todo o corpo e o constante lamento delas que não há como contornar a não ser com analgésicos paliativos. Trabalhou até os 90 anos de idade, desde os 10 anos, mas recebe hoje - e com toda sorte de obstáculos e dificuldades impostas por INSS e bancos - um salário mínimo. O mesmo que as parideiras do Bolsa Família recebem e, em geral, só começando nove meses antes pela parte boa.

Vivo o que falo. Mantenho meu pai vivo, da melhor forma que posso, me renegando outros prazeres; assim tentei manter minha mãe até o fim. Sobre o assunto, fui olhar o que o governo está fazendo e encontrei um mundo cor de rosa, cheio de cargos com nomes quilométricos, tipo "Coordenadora do Sistema de Indicadores de Saúde e Acompanhamento de Políticas do Idoso", fora burocratas declarando que estão fazendo algo. Tive um ataque de riso quando li um desses burrôs do aparelhamento festejando estarmos na 31ª posição no ranking dos países que oferecem melhor qualidade de vida e bem-estar a pessoas com mais de 60 anos, segundo o Global AgeWatch. E enjoei de vez quando li um outro falando no programa de atendimento domiciliar e cuidado hospitalar garantido. Em qual país? - por favor, me diga!

Deus tá vendo. Deus tá vendo. E, como logo gírias e expressões são rapidamente substituídas e essa semana, Véi!, apareceu mais uma, acho mesmo que no geral, ainda, quando pensam nos mais velhos, pensam mesmo só como aquela fala do comendador no último capítulo da novela, ao balear seu inimigo:

- "Morre fela da pota!"

O dia em que Olívio mandou o Bolshoi embora para Santa Catarina

Na reportagem que publicou na sua edição de hoje, o jornal A Notícia, Joinville, SC, intitulada "Como o Bolshoi veio a Joinville", o senador Luiz Henrique da Silveira, ex-prefeito da cidade, conta de que forma o Bolshoi acabou se instalando em Santa Catarina, depois de ter sido expulso por Olívio Dutra, na época prefeito de Porto Alegre. Anos mais tarde, na qualidade de governador, Olívio ampliou sua histeria xenófoba, mas noutra área, ao mandar a Ford embora para a Bahia. 

Leia tudo:

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil inaugurou seu espaço em Joinville, em 2000, porque o então prefeito Luiz Henrique insistiu muito. E, principalmente, porque as conversas da instituição com três outros destinos possíveis, fora da Rússia, não evoluíram. A instalação do empreendimento cultural custou US$ 120 mil à Prefeitura à época. Antes de Joinville, os russos tentaram levar a unidade para Washington (Estados Unidos) e Tóquio (Japão). No Brasil, Porto Alegre foi procurada. O então prefeito Olívio Dutra recusou porque não tinha dinheiro para bancar a iniciativa. Quem conta a história é o atual senador LHS, durante o ato comemorativo dos 15 anos de fundação do Bolshoi, no domingo, dia 15.

Conhecida internacionalmente pela sua indústria, Joinville incluiu a cultura na sua agenda com o Festival de Dança. A chegada da Escola do Bolshoi do Brasil, há 15 anos, reforçou esse lado cultural com a formação de profissionais para o mundo todo. Articulador da parceria com a Rússia para trazer a franquia do Bolshoi, o senador Luiz Henrique foi homenageado domingo à noite. 


O contrato da escola russa do Bolshoi em Joinville foi renovado por mais cinco anos. Estiuveram na cidade o presidente do Bolshoi, Valdir Steglich, a bailarina russa Maria Mishina, o primeiro bailarino do Teatro Bolshoi da Rússia, Alexander Volchkov, e o vice-diretor do Bolshoi de Moscou, Anton Getman, logo depois da exibição de O Quebra-Nozes em celebração aos 15 anos da única unidade do Bolshoi no exterior.

Refiliação de Wambert Di Lorenzo ao PSDB é confirmada pelo partido

Por sete votos a três, a Executiva municipal do PSDB de Porto Alegre ratificou a filiação do advogado Wambert Gomes Di Lorenzo ao partido.

A reunião, ocorrida na tarde desta terça-feira, foi convocada por pessoas ligadas ao deputado federal Nelson Marchezan Júnior, que tentavam impugnar seu reingresso alegando, entre outras coisas, que atitudes pregressas do advogado feriam o estatuto dos tucanos, por supostamente ter sido hostil com lideranças partidárias.

63% dos portoalegrenses apoiaram a greve dos caminhoneiros, diz pesquisa do IPO

63% dos portoalegrenses concordaram com a greve dos caminhoneiros que há três semanas embretou o Brasil, forçando o governo Dilma a sucessivos recuos. O apoio dos porto-alegrenses a greve dos caminhoneiros é de 63,0%. Na renda de 1 a 2 salários mínimos familiar o apoio é 58,3%. Na renda de 3 a 5 salários mínimos familiar o apoio é de 64.9%. Na faixa de renda de 6 a 10 salários mínimos familiar o apoio é de 65,4%. E, acima de 11 salários o apoio chega a 66,7%.


A constatação é do IPO, que aplicou a pesquisa na Capital.

Estes dados são divulgados em primeira mão.

Leia tudo:

E qual a sua opinião sobre a greve dos caminhoneiros?
Concorda 63,0%
Discorda 27,5%
Não sabe avaliar 9,5% 
                                                        
Analisando a opinião da população por renda familiar verifica-se que todas as faixas de renda apoiam a greve dos caminhoneiros e o apoio aumenta conforme aumenta a renda familiar.

TCU DENUNCIA SUPERFATURAMENTO DE R$ 93,8 MILHÕES NO CEITEC DE PORTO ALEGRE

Acórdão do TCU publicado no Diário Oficial da União de quinta-feira, denunciou superfaturamento de R$ 93,8 milhões nas obras de construção do Ceitec, o Centro de Excelência de Tecnologia Avançada, localizado em Porto Alegre. A estatal é federal e foi criada a partir de uma luta política enorme do então deputado Beto Albuquerque. Tudo saiu porque o ministro de Ciência e Tecnolgia da época era correligionário de Beto no PSB.

O editor acabou de ler o texto completo do Acórdão, publicado nas páginas 96, 97 e 98 do DOU e que só neste domingo chegou às mãos desta página.

A empresa que conseguiu elevar o preço original em, 63,11% é a mesma Delta que se envolveu em escândalos de corrupção no Rio de Janeiro, deixando em maus lençóis o então governador Sérgio Cabral.

O Ceitec é atualmente um elefante branco.

Os responsáveis pelos contratos, inclusive aditivos, estão todos citados no Acórdão e serão responsabilizados civil e criminalmente. O caso foi para o MPF para investigação e denúncia.

O TCU não aborda casos de corrupção e de propinas no seu Acórdão, até porque não cabe a ele fazer este tipo de investigação, o que será feito pelo MPF e PF.

Goergen: ‘PP? Que exploda tudo! Vou cuidar de mim. O PP virou uma prostituta".

Nesta entrevista a Fábio Góis, site Congresso em Foco de hoje, o deputado gaúcho diz que tem pressa em provar que não participou de esquema da Lava Jato. “Tempo é o nosso problema. Crédito a sociedade já me deu, mas se o tempo se arrastar, transforma a gente em zumbi político”. Veja a íntegra da entrevista. Jerônimo Goergen também reafirmou que o PP se prostituiu e acabou.

Leia tudo:

Congresso em Foco – Por que o senhor acha que foi incluído na lista do petrolão?
Jerônimo Goergen – Eu não quero transferir responsabilidade de nada para ninguém. Isso é a pior coisa, especialmente para um episódio como esse. Eu poderia criar um fato político e dizer que a culpa é de A ou de B. Mas alguns episódios em relação a mim me geram estranheza. Primeiro, que o Palácio [do Planalto] sabia [quem estava na lista]. Eu mesmo soube três horas antes, porque o Palácio disse a um jornalista que meu nome estaria lá. O Palácio estava tão preocupado comigo para já saber e pautar a imprensa… Depois, por que eu apareço dia 12 de fevereiro nisso? Até então eu não estava. E depois, por que eles me citam no período em que os líderes eram [José] Janene, [João] Pizzolatti, [Mário] Negromonte e, em uma outra citação, Pedro Corrêa e [Nelson] Meurer. Eu não era deputado no [período de liderança de] Janene, não era no Pizzolatti, não era no Negromonte, não era no Pedro Corrêa. E, na minha entrada [na Câmara], que se deu em 2011, eu fui contra o Meurer.

O senhor acha que foi traído pelo partido?
Se tu lembrares, nós apoiamos aqui a Rebecca Garcia contra o Dudu [da Fonte] na Mesa e queríamos o Márcio Reinaldo no lugar do Meurer. Eu liderei esse movimento, que no dia 11 de agosto derrubou o Meurer da liderança, e que no final do ano derrubou o Negromonte do Ministério [das Cidades]. Como é que eu sou tão gênio para não ser deputado em todo esse período aqui… E, casualmente, também fui eu que entrei com uma ação tentando cancelar a Convenção Nacional do Partido Progressista no ano passado, junto com a senadora Ana Amélia. Fui o único deputado que fez isso. E o Luis Carlos Heinze, que ameaçou dar um soco na cara do Ciro [Nogueira], o que deixou muito atrito entre eles. Não quero transferir responsabilidade, mas esse cenário aqui… E eu fui, há dez dias, acusado pelo governo de ter sido líder da greve dos caminhoneiros. Casualmente, meu nome aparece em uma data em que meu atrito dentro do partido e com o governo é muito forte. Fui eu que forcei o PP do Rio Grande do Sul a fazer uma carta dizendo que nós éramos oposição, que nós não iríamos coadunar com erros etc. Então, prefiro responder tua pergunta com a dúvida. Estes pontos aqui [aponta para rabiscos a caneta em um guardanapo] não se explicam. E uma única citação de meu nome em um contexto desse é algo que não tem como entender. Com relação a isso tudo, eu vou interpelar o [Alberto] Youssef, porque não o conheço. Com certeza, ele não me conhece – deve saber pelas listas que ele tinha. Eu sou um membro da bancada, quem não sabe? Então, vou interpelar, porque, em uma delação premiada, ele não pode falar uma coisa sobre a qual não tenha prova.

Mas qual seria o elo que o teria ligado aos demais suspeitos?

Ele [Yousseff] relatou um fato de corrupção em que ele ia buscar um dinheiro para o partido, como ele disse, e esse dinheiro era repassado para os líderes, de 2006 – ou 2004, não me lembro – para cá: o Janene, como ele relata, o Negromonte, o Pizzolatti, o Pedro Corrêa e o Meurer. Depois, ele disse que custava R$ 4 milhões a eleição de líder – quatro vezes o Negromonte e duas o Pizzolatti. Em nenhum desses períodos eu era deputado federal. Eu era estadual, mas eles pagavam os caras para votar aqui – e deputado estadual não vota aqui [na Câmara]. O período em que eu entro, que é 2011, este grupo aqui [volta a mostra os rabiscos] já tinha decidido, e isso é importante, que seria o Nelson Meurer o líder. Recém-eleito, vindo para tomar posse, disse como é que eu vou ter um líder de bancada nova? Eu queria escolher meu líder. Naquele momento nós montamos um grupo: Heinze, Zonta, Jerônimo [autoreferência], [Esperidião] Amin, Rebecca, Maluf, Márcio Reinaldo e [Roberto] Balestra. Esse grupo se rebelou com o “prato feito” que o outro grupo tinha. Havia um comentário muito grande de que o Meurer só ia ser líder…

CLIQUE AQUI para ler toda a entrevista. 

Governo e PT querem Vaccari Neto fora da tesouraria nacional do Partido

O governo e o PT pressionam João Vaccari Neto para que abandone o cargo de tesoureiro nacional do Partido.

Ele seguiu os passos de Delúbio Soares, foi PC de Lula e de Dilma no PT, acaba de ser denunciado pelo MPF e poderá também acabar na Papuda.

Secretário recomenda caça às bruxas em Ijuí. "Não compre de quem defende o impeachment de Dilma", diz diretor do Demasi.

O post ao lado é do advogado Dante Iuri Trindade, secretário municipal da administração pública municipal de Ijuí.

Ele é diretor do Demasi, o departamento de água esgoto da cidade.

A prefeitura e Trindade são do PT.

No post, o secretário municipal promove verdadeira caça às bruxas na cidade, recomendando aos contribuintes que não comprem em empresas cujos proprietários defendam o impeachment de Dilma Roussef.

Não se sabe se o prefeito municipal encampou a idéia e também ele resolveu boicotar empresas cujos proprietários não pensam como o PT.

A caça às bruxas é intolerável em sociedades democráticas, mas caça às bruxas oficial é fascimo puro e simples.

Saiba como dinheiro sujo da Petrobrás foi parar legalmente nas contas do PT

A tabela ao lado mostra como dinheiro sujo roubado da Petrobrás foi parar "legalmente" nas contas do PT, valores usados pelo Partido para corromper seus quadros e quadros aliados, tudo para sustentar os governos Lula e Dilma, diretamente beneficiados pelo que eles mesmos armaram. 


Os procuradores da Lava Jato, em suas denúncias contra Renato Duque e João Vaccari Neto, explicaram como a propina das empreiteiras foi contabilizada como doação legal ao PT:

“A vinculação entre as doações políticas e os pagamentos feitos pela Petrobrás aos Consórcios Interpar e Intercom pode ser comprovada pela comparação entre as datas em que a Petrobrás pagou os consórcios e as datas, subsequentes, em que empresas controladas por Augusto Mendonça promoveram a transferência de propina disfarçada de doações oficiais para partido político”.


O Ministério Público fez uma tabela cruzando os dados sobre os desembolsos da Petrobras e as doações das empreiteiras ao PT. Desmorona-se, assim, a última barreira defensiva do governo e do partido. O PT é uma gigantesca lavanderia de dinheiro sujo, usada para reciclar e distribuir a fortuna roubada na Petrobras. 

Governo gaúcho livra-se de 234,2 kms da BR-470

O Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (DNIT) e o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem do Rio Grande do Sul (DAER-RS) assinaram nesta terça-feira (17/03) no Ministério dos Transportes, o ato oficial de federalização da BR-470/RS, com a assinatura do Termo de Transferência, em cerimônia presidida pelo ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues. “Cumprimos a data prevista para a assinatura do termo. E a partir de agora, a manutenção da rodovia será feita pelo governo federal”, disse o ministro Antonio Carlos Rodrigues. Participaram da solenidade o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas, o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, a senadora Ana Amélia (PP/RS), além parlamentares do estado, prefeitos e representantes de entidades empresariais.

O termo prevê a absorção de 234,2 km da rodovia estadual à malha rodoviária federal - que passará à gestão do DNIT - nos segmentos compreendidos entre os municípios de Arroio dos Ratos, na região metropolitana de Porto Alegre, até o município de Lagoa Vermelha, na região de Campos de Cima da Serra, no nordeste gaúcho. No total, a rodovia possui 470,4 km de extensão no estado do Rio Grande do Sul. A BR-470 é uma rodovia de ligação que inicia no município de Navegantes (SC) e termina em Camaquã (RS).


Serão beneficiados diretamente pelo trecho federalizado 16 municípios gaúchos. São eles: André da Rocha, Barão, Bento Gonçalves, Capão Bonito do Sul, Carlos Barbosa, Garibaldi, Lagoa Vermelha, Monte Negro, Nova Prata, Salvador do Sul, São Jerônimo, São José do Sul, São Pedro da Serra, Triunfo, Veranópolis e Vila Flores. O processo de federalização teve início em dezembro de 2012. Segundo o Estudo de Viabilidade realizado, a previsão de volume médio diário de tráfego para este ano, em quatro trechos, varia de 2.100 a 23 mil veículos por dia, dependendo do trecho (EA). 

Ministério Público do RS estoura máfia do lixo no RS

O Ministério Público Estadual do RSdeflagrou na manhã desta terça-feira uma operação conjunta com a Brigada Militar e o Ministério Público de Contas (MPC) para desarticular um esquema de cartel na coleta de lixo organizado por um grupo de empresários no Rio Grande do Sul. Sete pessoas foram presas. Pelo menos 25 empresas integravam o grupo criminoso. Foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão em Novo Hamburgo, Porto Alegre, Tramandaí, Igrejinha, Canela, Torres, Santo Antonio da Patrulha, Alvorada, Taquara, Carlos Barbosa, Parai e Arroio do Meio.

De acordo com o promotor Ricardo Herbstrith, que coordenou a Operação Conexion, as investigações iniciaram a partir de denúncias da formação de cartel por empresas do ramo de coleta de lixo que prestam o serviço em diversos municípios gaúchos. Interceptações telefônicas ajudaram a desvendar o esquema criminoso que consistia em fraudar licitações dividindo o mercado de atuação, eliminando o caráter competitivo dos certames.

O grupo de empresários chegou a formar a Associação Gaúcha das Empresas de Limpeza Urbana (Agelurb), sediada em Novo Hamburgo. O local servia como base de reuniões onde o cartel organizava a divisão do mercado e determinava quais empresas seriam as vencedoras de determinadas licitações ou alvo de contratação emergencial nos municípios.


Conforme o promotor, há indícios de fraudes em pelo menos 12 municípios gaúchos. Entre eles estão Palmares do Sul, Tavares, Santo Antonio da Patrulha e Novo Hamburgo

Outro diretor corrupto da Petrobrás cai na malha do Petrolão. Governo Dilma, PT, afunda mais na lama.

O ex-diretor internacional da Petrobras Jorge Zelada
 ocupou o cargo deixado por Nestor Cerveró
 (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

O ex-diretor da área Internacional da Petrobras Jorge Zelada teve 10 milhões de euros bloqueados por autoridades do Principado de Mônaco, de acordo com o Ministério Público Federal (MPF). As informações desta nota são todas do G1, e também o texto. Leia mais:

 Zelada foi o sucessor de Nestor Cerveró, um dos suspeitos de participação do esquema de corrupção, desvio e lavagem de dinheiro da Petrobras desvendado pela Operação Lava Jato. Zelada comandou o setor entre 2008 e 2012.

 Apesar de não haver denúncia contra Zelada, o MPF afirmou nesta terça-feira (17) que considera a informação importante e que vai investigar a origem do dinheiro.

 Ainda de acordo com o MPF, a simples existência de valores depositados em uma conta do exterior, mesmo que é imcompatível com a renda do proprietário, não constitui crime. Além disso, diferentemente dos demais diretores da Petrobras investigados pela Operação Lava Jato, não há provas suficientes para embasar uma denúncia contra Zelada.

 O nome do ex-diretor apareceu nas investigações a partir de delações premiadas de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Serviço e Refino e Abastecimento, e do ex-gerente de Serviços da estatal Pedro Barusco.


Segundo Costa, os diretores "sabiam e participavam do processo, se beneficiando das vantagens indevidas".

CLIQUE AQUI para ler mais.

Vice-presidente da Camargo Correa diz que tesoureiro do PT pediu propina por meio de doação oficiais

O vice-presidente comercial da Camargo Corrêa, Eduardo Leite, afirmou em delação premiada que tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, sugeriu que "propina atrasada" fosse depositada em contas de campanha.

Leite contou que foi cobrada uma dívida de propina superior a 10 milhões de reais. "O valor certamente era superior a 10 milhões de reais", diz o depoimento.

O relato consta em depoimento prestado na última sexta-feira, 13, na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde está preso o executivo da Camargo Corrêa. Leite fechou acordo de delação premiada e se comprometeu a colaborar com as investigações em troca de possível punição mais branda da Justiça.

- João Vaccari Neto era homem de confiança do ex-presidente Lula.

Burguer King abriu loja no Moinhos Shopping

Burguer King abriu loja própria no shopping Moinhos de Vento, Porto Alegre.

Consultoria Empiricus prevê 10 anos de recessão

CLIQUE AQUI para ver e ouvir o comentário do diretor da Empiricus -

A polêmica consultoria econômica Empicus, que no ano passado, lançou a tese "O Fim do Brasil", envolvendo-se por isto numa polêmica eleitoral e sendo obrigada a retirar anúncios do ar, voltou ao ataque na manhã desta terça-feira.

No ano passado, a consultoria foi acusada, pela campanha da presidente Dilma Rousseff, de espalhar anúncios que promoviam a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Agora, a Empiricus lança uma nova tese, não menos polêmica. Apresentada por Felipe Miranda, sócio da empresa, a consultoria prevê "10 anos de recessão. Esse longo período de crise seria causado, segundo ele, pelo estouro da maior bolha financeira de todos os tempos, não apenas nos Estados Unidos, mas também na Europa e na China. Em consequência, a economia brasileira seria arrastada para o precipício.

No fim, Miranda vende proteção contra o fim do mundo. Por R$ 9,90 ao mês, ele promete entregar relatórios privados, com informações adicionais e modelos de aplicações financeiras imunes à crise. Ele oferece, por exemplo, o que chama de "o segredo dos 100%" – para conhecer como dobrar o patrimônio em tempos de quebra global, só pagando, claro.

Outra cereja no bolo da Empiricus é uma palestra de ninguém menos que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que fala sobre como preservar os investimentos em tempos de turbulências políticas. É outro relatório que só será liberado para quem comprar a tese apocalíptica da empresa.


Não se sabe se FHC concorda com "o fim do Brasil" ou com os "10 anos de recessão". Mas o fato é que sua palavra está sendo comercializada pela Empiricus.

FHC reclama do silêncio de Lula: "Ele sumiu e agora só a Dilma que é a culpada?"

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) avaliou que as manifestações do último domingo, passaram um recado tanto para a presidente Dilma Rousseff (PT) como para o ex-presidente Lula (PT).

Em entrevista ao jornal Valor Econômico, FHC disse que os ânimos se acirraram após a fala de Lula de que exércitos da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) iriam para as ruas defender o governo.

O tucano reclamou ainda do silêncio do petista . "Ele sumiu e agora só a Dilma que é a culpada? Só se lê nos jornais que Lula reclamou da Dilma. Que é isso?", questionou.

Confiança do empresário da indústria em março é a pior histórica

A confiança do empresário industrial recuou 2,7 pontos em março, terceira queda consecutiva, atingindo 37,5 pontos. O patamar é o pior da série histórica da pesquisa Índice de Confiança do Empresário Industrial, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que tem início em janeiro de 1999.

A pesquisa varia de 0 a 100 e números abaixo de 50 indicam falta de confiança do empresariado.

O Icei acumula queda de 7,7 pontos em 2015 e recuo de 15 pontos nos últimos 12 meses. "A falta de confiança permanece disseminada por toda a indústria e se tornou mais intensa", avalia a CNI.

Dólar segue em alta; Bovespa sobe 0,93%

O dólar comercial continuava operando em alta nesta terça-feira, depois de ter passado o nível de R$ 3,28 ao longo da manhã por causa do clima de tensão nos mercados globais antes da reunião em que o banco central dos EUA vai definir a taxa de juros no país.

Por volta das 12h50, a moeda norte-americana subia 0,77%, a R$ 3,27 na venda.

No mesmo horário a Ibovespa, principal índice da Bolsa, operava em alta de 0,93%, aos 49.300,68 pontos.

Propina do "Petrolão" é três vezes maior que a do "Mensalão"

A Operação Lava Jato, que nesta terça-feira completa um ano de investigação, levantou indícios de que as propinas chegam a R$ 156 milhões, tendo base as delações premiadas de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef.

O valor é três vezes maior que os valores repassados a base aliada de Lula no Escândalo do mensalão (2005), onde o repasse da propina girou em torno de R$ 56 milhões.

O valor da Lava Jato ainda pode ser maior se forem considerados os R$ 200 milhões repassados ao PT por meio de seu presidente João Vaccari, na delação ainda não ouvida pelo STF, do ex-gerente da Petrobrás, Pedro Barusco.

Redução da maioridade penal pode ser votada na CCJ

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados pode votar hoje a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93 que reduz a responsabilidade penal de 18 para 16 anos.

A proposta está na pauta e chegou a tramitar na CCJ na última legislatura, mas não foi votada. A PEC é a mais antiga das cerca de 30 propostas que tramitam na Casa pedindo a alteração na maioridade penal.
 
Tema polêmico, a proposta de redução da maioridade penal divide especialistas. De um lado, há a ideia de que adolescentes menores de 18 anos têm discernimento para entender que estão cometendo crimes. Portanto, segundo os defensores da redução da maioridade, esses jovens devem ser punidos de acordo com a gravidade do ato.

Ar-condicionado em frota de ônibus de Porto Alegre poderá elevar tarifa para R$ 3,38

O impacto na tarifa de ônibus de Porto Alegre pode ser de R$ 0,13 caso seja promulgada a lei que obrigada ar-condicionado em toda a frota da Capital, informou o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, em entrevista à Rádio Guaíba nesta terça-feira.

Além disso, o edital de licitação do transporte público também precisaria ser alterado, conforme Cappellari.

Nessa segunda-feira a Câmara Municipal de Porto Alegre manteve projeto de lei que obriga a instalação de ar-condicionado em novos veículos do transporte coletivo. O valor do transporte público na capital gaúcha sofreu alteração no dia 22 de fevereiro, quando passou de R$ 2,95 para R$ 3,25.

Brasil manterá economia em desaceleração em 2015

A agência de classificação de riscos Fitch disse na Perspectiva Econômica Global (GEO) que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial deverá se fortalecer para 2,7% em 2015 e, em seguida, para 3,0% em 2016, em comparação com uma expansão de 2,5% em 2014.

"O crescimento vai aumentar neste ano em todas as três maiores economias avançadas (EUA, zona do euro e Japão), pela primeira vez desde 2010. No entanto, os mercados emergentes vão continuar a desacelerar devido à recessão na Rússia e no Brasil e o ajuste estrutural na China", afirmou a Fitch.

Entre as economias avançadas, os Estados Unidos deverão ter expansão de 3,1% em 2015 e 3% em 2016, frente a ganho de 2,4% no ano passado, o que representa o ritmo mais robusto na categoria.

Na zona do euro, o PIB deverá crescer 1,4% em 2015 e 1,7% em 2016, após ganho econômico de 0,9% no ano passado. As previsões foram revisadas para cima, em 0,3 ponto porcentual neste ano e 0,2 ponto porcentual em 2016.

Percentual de cheque devolvido tem pior resultado desde 2009

O índice de devolução de cheques em fevereiro foi de 2,15%, contra 2,02% em janeiro, de acordo com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). O indicador apresentou forte alta na comparação com fevereiro de 2014, quando havia registrado 1,95%. O percentual de fevereiro deste ano foi o pior para o mês desde 2009, quando a devolução representou 2,27%.

Os cheques devolvidos recuaram 3,6% na comparação mensal, enquanto os cheques movimentados registraram queda de 9,2%, o que contribuiu para a elevação do percentual no período, segunda a Boa Vista SCPC.

No acumulado do ano, os cheques devolvidos recuaram 4,3%, enquanto os cheques movimentados diminuíram 14,6%.

IBGE: Governo e empresas privadas estão cortando serviços avançados



O crescimento de apenas 1,6% na receita nominal do setor de serviços em janeiro foi causada pelo corte de gastos do governo e de empresas privadas, sobretudo com serviços avançados, segundo Roberto Saldanha, técnico da Coordenação de Serviços e Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"Nós identificamos no mês de janeiro uma retração bastante significativa no setor de informação e comunicação. Tanto as empresas quanto o governo reduziram seus gastos em contratações, principalmente de serviços de informática. Foi um corte muito forte", apontou Saldanha.

Saldanha acrescenta que os cortes feitos pelo governo incluem as esferas federal, estadual e municipal, e são decorrentes das restrições orçamentárias que vêm sendo amplamente divulgadas.

Dólar opera em alta, perto de R$ 3,26

O dólar comercial voltou a operar em alta nesta terça-feira, após a trégua da véspera, devido a preocupações dos investidores com a reunião do Federal Reserve, o banco central dos EUA, que começa hoje.

Por volta das 9h45, a moeda norte-americana subia 0,56%, a R$ 3,263 na venda.

Música do dia: "Saquear Brasília" - por Capital Inicial

"Saquear Brasília"
- Banda Capital Inicial -

"1, 2, 3, 4
Excelentíssimo
Deita e dorme com os anjos
Sereníssimo
Só abraços e só sorrisos como em família
Você cuida de mim, eu protejo você
É uma maravilha ser poderoso em Brasília!

Eles mentem e não sentem nada
Eles mentem na sua cara

Eles mentem e não sentem nada
Eles mentem na sua cara

Nobre colega
Acha que a nação inteira
É surda e cega
Hipocrisia todo dia
Faz parte da mobília"


CLIQUE AQUI para ver o vídeo completo da música.

IPC-S sobe em Porto Alegre na 2ª quadríssemana

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), avançou em cinco das sete capitais pesquisadas na segunda quadrissemana de março em relação à primeira leitura do mês. No geral, o IPC-S teve avanço de 1,26% para 1,49% entre os dois períodos. O IPC-S de Porto Alegre subiu de 1,22% para 1,70%.

Além da capital gaúcha, o IPC-S ainda apresentou acréscimo na taxa de variação de preços em Salvador (de 1,27% para 1,45%), Brasília (de 1,49% para 1,87%), no Rio de Janeiro (de 1,09% para 1,42%) e São Paulo (de 1,30% para 1,50%).

Mercado de carros novos continua sem reação e cai 19,3%

O mercado de carros novos continua sem sinais de reação e acumula no ano, até a primeira quinzena de março, queda de 19,3% nas vendas em relação a igual período de 2014. No acumulado do ano, foram vendidos até agora 537 mil veículos, ante 665,9 mil em igual intervalo do ano passado.

Na primeira metade de março, foram emplacados 97,3 mil veículos, 7,5% menos em relação ao mesmo período de fevereiro. Em relação a março, os dados preliminares do mercado apontam para alta de 3,5%, mas o motivo é o menor número de dias úteis naquele mês, que teve o feriado de carnaval.

Levando-se em conta a média diária, as vendas neste mês caíram 27% ante igual período de um ano atrás.

O que a Globo pretende com tanto beijo gay em suas novelas ?

Logo no primeiro capítulo da novela Babilônia, exibido na noite desta segunda-feira (16) duas velhas senhoras de 85 anos, as atrizes Fernanda Montenegro e Nathália Timberg se beijaram. As duas vivem um casal de lésbicas na trama. Antes do início da atração, Montenegro havia afirmado que as duas teriam cenas de intimidade. "Os conservadores vão ter que nos aturar", disse.

Na internet, a reação foi imediata. O Twitter reverberou o beijo entre as duas atrizes. A hashtag #Babiloniaestreia esteve entre as mais comentadas. Os posts que já foram anos atrás maciçamente apoiadores dos gays, hoje, com tanta propaganda homossexual, já estão divididos entre apoiadores e opositores no Twitter e Facebook. As ultimas novelas da Globo tiveram todas casais gays e até um trio, homem, mulher e um gay, sendo que na cena final um garoto de 7 anos questiona a mãe sobre como pode uma família ter dois homens e uma mulher, sendo um deles gay.


O deputado Marco Feliciano diz não assistir a novelas e garante não ter visto à cena do beijo entre as atrizes Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, no primeiro capítulo de Babilônia. "A Globo já demonstrou seu apadrinhamento ao movimento gay. Virou moda. O público é adulto, eu ficaria preocupado e agiria nos rigores da lei caso fosse passado em horários onde crianças tivessem acesso".

José Fortunati anuncia licenciamento do PDT. É o primeiro passo para trocar de partido

Em entrevista concedida à rádio Gaúcha, esta manhã, José Fortunati anunciou sua decisão de se licenciar do PDT - partido pelo qual elegeu-se prefeito de Porto Alegre -, em caráter irrevogável, até o dia 31 de dezembro de 2016, quando se encerra seu mandato. Ele assegurou que, embora se sinta desobrigado a acatar as decisões do partido, sua atitude não ensejará qualquer mudança no secretariado.

Entre as razões elencadas para a licença, a principal é a rebeldia da base trabalhista na Câmara de Vereadores, que não poucas vezes votou contra projetos importantes para a prefeitura. Sem citar nomes, ele deixou no ar que sua indignação não abrange toda a bancada e sugeriu que basta pesquisar o placar das últimas votações para identificar seus desafetos.

É sabido que Fortunati e o vereador Dr. Thiago Duarte não têm boa relação, sobretudo depois que o parlamentar passou a pedir a cabeça do então secretário da Saúde, Carlos Casartelli. Mas não é o único.

Sobre o futuro, ainda é incerto. Ele afirmou que não pretende filiar-se a qualquer outro partido, pelo menos até o final de seu mandato. De certo, mesmo, é que no PDT, ele não fica.

Com relação à sua esposa, a deputada estadual Regina Becker, ele adiantou que sua decisão não a afeta. Portanto, ela segue na sigla.

A nota de Fortunati:

RAZÕES PARA A LICENÇA
Minha vida política foi marcada por decisões fortes. Acertadas ou não, sempre olhei para trás com orgulho de tudo que fiz pelo Estado e pela cidade e não me arrependo delas. A noite de ontem consolidou mais um destes momentos. Estou oficialmente me licenciando do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Afasto-me das estruturas partidárias, mas não de seus valores, movimentos sociais e militantes. Trata-se de um ato revestido de grande simbolismo para mim. Estou tornando claro que as minhas ações sempre foram guiadas pelo bem da cidade, independente de interesses de qualquer partido, inclusive daquele ao qual até o momento estou filiado. Esta foi uma decisão que vem sendo amadurecida há algum tempo e que teve na tarde de ontem na Câmara Municipal seu desfecho final. Sou um defensor ferrenho da independência dos poderes, algo fundamental para a consolidação do Estado Democrático de Direito. Agora não posso admitir que exista em diversos parlamentares uma esquizofrenia política tamanha, na qual se é ao mesmo tempo governo e oposição, cruzando esta fronteira por mera conveniência pessoal.

Meu compromisso é claro: governar Porto Alegre pelos próximos 1 ano e nove meses ao lado da população e daqueles que realmente querem o melhor para a cidade, independente de bandeiras ou colorações partidárias. Vou continuar ouvindo a todos, críticos ou não, desde que estejam movidos de fato pelo interesse público.

Continuam as demissões na imprensa gaúcha, agora é a vez da Band

Mais uma empresa de comunicação do Sul do Brasil anunciou cortes. Após 2014 ser tomado de demissões na RBS e Grupo Record, a Band RS demitiu ontem o coordenador de esportes Haroldo dos Santos, que também é ex-presidente da ACEG (Associação Dos Cronistas Esportivos Gaúchos). O motivo da demissão seria "problema de gestão".

As jornalistas Paloma Poeta e Christiane Matos, além de operadores, estão entre os dispensados pela emissora. No total, pelo menos 10 postos de trabalho devem ser cortados. A Band RS ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.
 
- Na RBS, o jornalista Claudio Moreto não é mais o coordenador de Jornalismo da Rádio Gaúcha. Ele deixa de integrar a equipe da emissora após 35 anos. Nesse período, trabalhou como editor do programa Chamada Geral, então apresentado por Bira Valdez (1953 – 2005), foi chefe de reportagem e coordenador de produção antes de assumir o cargo mais recente.

A corrupção do Petrolão não é de senhora idosa alguma, mas é dos governos Lula e Dilma, do PT

Depois dos protestos, ontem, no Palácio do Planalto

A corrupção é senhora idosa no país.

Em dilmês, a presidente não quis dizer que a corrupção é uma senhora idosa, mas que é um crime muito antigo.

Dilma falou isto em entrewvista coletiva no Planalto.

Na ocasião, ela também explicou que a corrupção está no DNA das pessoas, o que significa que o mal genético precisa ser corrigido através dos remédios da educação e da cultura, algo que depende fundamentalmente de cada família.

Este jogo pérfido de Dilma visa desculpá-la e ao seu governo.

Aliás, Dilma, em dilmês, chegou a dizer, ontem, que não é governo, tentando explicar que a corrupção acontece no governo, mas não com ela.

São fórmulas escapistas que não funcionam mais.

A corrupção do Petrolão, como a do Mensalão, foi gestada, dirigida e executada pela organização criminosa na qual se transformou o PT, tudo sob as graças dos presidentes Lula e Dilma.

A cortrupção atual desvendada pelo petrolão não é uma senhora idosa, mas tem o DNA e o nome dos governos do PT. Cada bandido petista ou aliado dele preso pelo juiz Sérgio Moro tem nome e sobrenome.

Merval Pereira diz que prisão de Duque pode levar a Lula e Dilma

Neste artigo em O Globo de hoje, intitulado "Cerco ao PT", o jornalista Merval Peira conta que o cerco ao PT se fechou ontem com a volta à prisão do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, indicado pelo ex-ministro José Dirceu para representar os interesses do partido na estatal. Ele avisa que Duque é próximo demais de Dilma e de Lula par não envolvê-los. A prisão do ex-diretor da Petrobrás também afronta o ministro Teori Zavascki, que a pedido de Lula, já tinha libertado o petroleiro.

Leia tudo:

A denúncia do Ministério Público Federal do Paraná de que as doações de empreiteiras ao PT eram repasses de propina disfarçados de financiamento eleitoral, como classificou o procurador da República Deltan Dallagnol em entrevista coletiva, coloca em evidência o verdadeiro significado do petrolão - financiar o PT e outros partidos aliados - e revela um novo crime, o de lavar dinheiro através do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


O segundo tesoureiro do PT flagrado em ações ilícitas, João Vaccari Neto, foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro. E, segundo o procurador que chefia a Operação Lava-Jato, sabia do esquema e tinha consciência de que os pagamentos ao partido eram propina.

(...)

A prisão de Renato Duque, dessa vez em conformidade com critérios legais que provavelmente não darão margem a novo habeas-corpus - Duque movimentou parte de sua fortuna no exterior, com a clara intenção de escondê-la da investigação - foi considerada pelo Palácio do Planalto como uma má notícia, pois ele tem uma proximidade com a alta cúpula do petismo que pode levar à identificação de novos responsáveis pelo esquema de propinas na Petrobras, podendo chegar até as figuras da presidente Dilma e do ex-presidente Lula se ele quiser abrir o jogo.

Sua prisão pode levar a novos indícios sobre a participação de seu "padrinho" José Dirceu, que recebeu milhões de empreiteiras à guisa de "consultorias". O doleiro Alberto Youssef, em sua delação premiada, disse que as consultorias de Dirceu na verdade eram propinas. Os procuradores investigam esse filão sabendo que alguns dos empreiteiros presos já estariam dispostos a confirmar em delações premiadas as informações de Youssef.


O próprio Renato Duque, que se manteve em silêncio até agora, no melhor estilo petista, poderia ser um caminho para desvendar todo esquema do PT no petrolão, caso decida falar. Como sua prisão preventiva não tem limitação de tempo, é possível que ele siga o mesmo roteiro de outros envolvidos, usando a delação premiada para reduzir sua pena.

CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo. 

Lula submerge para não afundar de vez

Diante de nova crise e do rugir das ruas, Lula mais uma vez submergiu para não ser tragado pelas ondas de protestos que não param.

Cid Gomes dirá, amanhã, quem são os 300 achadores da Câmara dos Deputados

O ministro da Educação, Cid Gomes, irá amanhã à Câmara dos Deputados. Ele foi convocado. Cid Gomes disse num evento com professores e estudantes no Pará que a Câmara tem 300 achacadores.
Eduardo Cunha quer que Cid Gomes diga o nome de cada um deles.

Buenos Aires continua o destino número 1 dos turistas gaúchos

A Decolar.com revelou, ontem, estatísticas que mostram os seguintes destinos preferidos pelos turistas gaúchos, por ordem,:

- Buenos Aires
- Miami
- Montevidéu
- Santiago do Chile

Russos visitam frigoríficos gaúchos para certificações fitossanitárias

A missão empresarial e governamental que desembarcou no Brasil, visitará hoje  uma granja de suínos o município gaúcho de Sete de Setembro. Amanhã irá ao frigorífico da Alibem, em Santo Ângelo.

Os russos querem ter certeza de que os gaúchos não usam aditrivos vetados pelo governo de Moscou.

O governo estadual resolveu fechar a AGDI

O governo estadual  resolveu esquartejar, desmilinguir e esterilizar a AGDI, a vistosa Agência Gaúcha de Desenvolvimento Industrial criada pelo governador Tarso Genro.

O presidente da agência não foi nomeado até hoje.

Mas nem todos os seus vistosos cargos bem remunerados serão congelados.

Na semana passada, em reunião fechada na Fiergs, o secretário do Desenvolvimento, Fábio Branco, forneceu algumas pistas sobre o que ainda não foi anunciado.

Sartori sai hoje da frigideira quente para o caldeirão fervente

O governador José Ivo Sartori vai hoje a Brasília. O Piratini avisa que ele viaja para buscar investimentos federais. É possível que faça isto.

Na verdade, Sartori participará da assinatura do documento de federalização de um gtrecho da BR-470.

A agenda de Sartori inclui reunião com o desprestigiado ministro Pepe Vargas, que apesar de titular da área de Relações Institucionais nem aparece na atual crise política. Ele também estará com a bancada gaúcha.

Amanhã ao meio dia, o gogvernador falará na Federasul, Porto Alegre. 

Faltou tradutor de dilmês na coletiva de ontem de Dilma

A personalidade mais luminosa que acompanhou ontem a tarde o pronunciamento convexo de Dilma Roussef no Palácio do Planalto foi o ex-presidente José Sarney, cuja filha, Roseane, está denunciada formalmente no escândalo do Petrolão.

Foi a primeira vez que o ex-presidente voltou ao Palácio desde a denúncia dos políticos pelo STF. 

Mas a mais alegre foi o ministro do STF, Luiz Fux, que se movimentou no local como dandy em festa de casamento.

Dilma promulgou o novo Código de Processo Civil.

A fala de Dilma sorfreu de evidente disritmia, mas pior ainda foi a trôpega entrevista que ela concedeu em seguida, já que não pode contar com o teleprompter para ler as respostas. Pior ainda: a área de comunicação do Planalto não tinha providenciado qualquer tradutor para verter para o português o dilmês da presidente, ontem particularmente enfezado. 

O lobista Júlio Faerman não é parente do jornalista gaúcho Marcos Faerman

O lobista Júlio Faerman, envolvido até a medula no escândalo do Petrolão, não é irmão e nem sequer parente do jornalista gaúcho Marcos Faerman, o Marcão, já falecido.

Curiosamente, o avô e o filho de Marcão, foram registrados em cartório com o nome Júlio.

Vocês sabiam que as redes sociais não substituem o povo nas ruas ?

Depois das manifestações deste domingo, alguns jornalistas que analisam com acuidade o quotidiano dos brasileiros, chegaram à acaciana constatação de que as redes sociais jamais substituirão o poder das ruas.

Como se elas tivessem se proposto a tanto.